Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

justsmile

15
Nov18

Um dia apostei em mim

(Imagem retirada daqui)

        Acordei numa manhã de Inverno e olhei-me ao espelho, já mal me reconhecia. Aquela que estava do outro lado do espelho já não era quem um dia eu tinha sido. Era estranho aperceber-me de que me tinha perdido algures no tempo, nas vontades dos outros, nas culpas que a vida me impunha e até nas tarefas do dia-a-dia. Foi estranho simplesmente acordar e não me reconhecer. Afinal onde estava a miúda sonhadora e lutadora, que tinha sempre mil e quinhentas coisas para fazer? Onde estava os sonhos daquela adolescente que um dia se deitava na relva e ficava a olhar para as nuvens e que sonhava em conquistar o mundo? Sem compreender bem como, ela foi desaparecendo gradualmente de dentro de mim, estava apagada por uma tonelada de problemas, de trabalhos e de pressões. Olhei novamente para o espelho e até as feições pareciam ter mudado, estavam mais pesadas, mais sombrias. O cansaço de uma vida pesada estava a levar o melhor de mim e de uma forma disfarçada tinha mudado a pessoa que um dia tinha sido e que queria realmente ser. Os sonhos estavam apagados, a luta tinha sido travada pelo cansaço e só o trabalho ocupava a minha mente, como uma espécie de robô. Acordava, fazia o que tinha a fazer e dormia, sem prazeres, sem felicidade, num automatismo que a vida me tinha imposto.

       Chega! Disse um dia, de mim para mim. Chegava de sentir essa culpa que invadia a minha alma. Chegava de sentir a pressão de todos os lados, chegava de tentar viver de acordo com os outros e fazer com que todo o meu ser fosse apagado no meio da multidão. Chegava dessas sensações negativas que me diminuíam a auto-estima, que me destruíam os sonhos e que me levavam à inércia. Essa não era quem eu queria ser, não era a pessoa que um dia tinha sonhado ser! Bastaram-me as palavras Estou farta! Para compreender que a minha mudança tinha de começar, queria voltar a ser quem tinha sido, queria ser ainda melhor do que algum dia tinha sido. Assim, simples. De um dia para o outro percebi que a mudança tinha de ser feita e começou a ser, de uma forma gradual as mudanças começaram a acontecer na minha vida. Passinho a passinho fui mudando e voltando a ser quem eu sempre tinha desejado ser, mais livre, mais sonhadora, mais objectiva (contrariamente ao sonhadora, mas ambas as coisas são precisas na minha vida), com menos pressões e até com menos pessoas tóxicas à minha volta. 

         Este momento, esta epifania, aconteceu há cerca de seis anos e desde aí que cada vez mais me tenho tornado na pessoa que desejava ser. A caminhada tem sido longa, tive de reconstruir muitos aspectos de mim mesma, mas tenho vencido as minhas batalhas, tenho conquistado os meus sonhos e objectivos. Também bati com a cabeça na parede algumas vezes, mas a resiliência fez de mim uma pessoa mais forte, as quedas na vida fizeram-me levantar mais forte e fui obrigada a lidar com a frustração. Precisei de apostar em mim, de pensar em mim, de reflectir no que me tinha tornado. Apostar em mim foi a melhor aposta que já fiz. E por vezes? Por vezes preciso de me lembrar da minha caminhada simplesmente para não voltar a cair nos mesmos erros, para não voltar a perder-me de mim.

18 comentários

Comentar post

Sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Segue-me ainda em...


Justsmile91's book recommendations, liked quotes, book clubs, book trivia, book lists (read shelf)
Revista Inominável

Nas páginas de...

2018 Reading Challenge

2018 Reading Challenge
Justsmile91 has read 0 books toward her goal of 12 books.
hide

Parcerias

Emprego em Portugal