Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

justsmile

28
Out19

Ainda fazes exercício, Just?

(Imagem retirada daqui)

         É verdade, ainda faço exercício e desde a primeira semana de Setembro que não falho uma única semana no ginásio. É também verdade que há semanas em que vou duas vezes, outras em que vou só uma, mas pelo menos tenho sempre colocado lá os pés e feito uma aula disto ou daquilo. O mais estranho disto tudo? É que me tem sabido muito bem estes momentos de exercício, principalmente o da ioga, em que se falhei foi mesmo por ter de colocar outras coisas em prioridade, caso contrário tinha ido! Admito que as primeiras duas semanas me custaram a adaptar à rotina, estou a uma hora de distância do local de trabalho e depois da viagem de regresso a casa, com o caos do trânsito, chego bastante cansada e essa foi a pior parte. Chegar a casa e arrumar marmitas, louça, roupa e ainda fazer o jantar para ir a correr para o ginásio fez com que a coisa fosse bastante custosa no início. No entanto, consegui criar realmente uma rotina com base na estratégia de chegar a casa, arrumar, fazer o jantar, preparar as coisas para o dia seguinte e vestir-me para mais uma aula de circuito ou de step, para terminar a semana com ioga. Assim, no final da aula era apenas chegar a casa, tomar banho, jantar e ainda conseguia estar 10 minutos no sofá.

         Mas e o ginásio? Ora bem, para além de achar que estava caquéctica e velha, as dores musculares atormentaram-me durante as primeiras vezes. Rais'ma parta! Depois de mais de ano e meio sem fazer qualquer tipo de exercício, voltar às aulas do ginásio foi um verdadeiro tormento. Ora eram os abdominais que até me doíam a respirar, ora as pernas que estavam em chamas de cada vez que descia as escadas. E aquele músculo que nem sabia que existia e que deu sinais de vida? Deus ma'livre! As aulas de circuito são de longe as minhas preferidas, não são uma seca, são exigentes e não envolvem a necessidade de conseguir ter qualquer tipo de ritmo no corpo para a fazer. GAP é uma aula de pura tortura, fui uma vez e prometi a mim mesma que tão cedo não coloco lá os pés. E o meu momento preferido da semana? Entrar na sexta-feira relaxada depois de uma aula de ioga tem sido um dos maiores prazeres da vida. Resultados? Grandes, nota-se que as minhas pernas e coxas estão mais tonificadas e que a celulite tem abandonado as minhas coxas de forma gradual, já para não falar da minha elasticidade que aos bocadinhos começa a melhorar. E todos estes pequenos pormenore têm servido de motivação para mais uma semana com exercício, para menos umas horas de descanso, mas que deixam o corpo e a alma mais leve.

        E o milagre no meio disto tudo? Convenci o homem, que tanto me gozava de cada vez que vinha com ar de zombie de uma aula, a ir fazer uma aula de circuito comigo. No fim apenas dizia "nunca mais te gozo!" 

21
Out19

Gente tão séria!

(Imagem retirada daqui)

        Hoje em dia levamos tudo demasiado a sério. Acho que muitas pessoas perderam a capacidade de relaxar, deixarem-se levar e rirem-se das situações. Tudo é um drama de todo o tamanho e a verdade é que isso não traz coisas boas. Tudo o que acontece é mal intencionado, tudo é mau e tudo é crime ou uma tentativa de tal. Deixamos de tentar relativizar as coisas e de optarmos por batalhar algumas lutas, em vez disso achamos que tudo deve ser comentado, argumentado (mesmo que estupidamente) e que até tudo tem de ser defendido com unhas e dentes. Ai, só de dizer isto já gastei tantas energias!

         Parece-me que para os seres humanos, em que eramos tão bons a rirmo-nos de algumas situações, tudo agora é sério, tudo agora é dramático e o mais importante de tudo é fazermos ver isso aos outros. Não sei o que se passa com toda a gente, tudo é uma questão de orgulho, estatuto ou de vergonnha e onde fica o riso no meio disso tudo? Onde está a forma de levar a vida de uma forma leve? Rir sobre algo mau parece quase um pecado, uma espécie de fim de mundo onde "não há o minimo respeito", diz aquela senhora numa voz aguda bastante irritante! Rirmo-nos das situações começa a ser considerado uma afronta, não estarmos sempre sérios é porque somos imaturos e se dizemos simplesmente "porque raio me vou preocupar" é porque somos inconsequentes. O mundo está a tornar-se num lugar demasiado sério e isso sim, é assustador. 

            Porque raio estamos a perder a capacidade de levar a vida de uma forma menos séria? Isso é esgotante!

14
Out19

Em dias de chuva...

(Imagem retirada daqui)

       Como o de hoje, em que assim que o despertador toca e se ouve o barulho da chuva lá fora, a vontade maior é de desligar o maldito, virar para o outro lado e continuar a dormir. Em dias de chuva como o de hoje, em que chove torrencialmente, em que o trânsito está caótico e em que odeio conduzir, a vontade é de ficar no sofá, enrolada numa manta e pôr as séries em dia. É nestes dias de chuva em que acho que estar em casa é um dos maiores confortos que há. Adoro ser caseirinha, adoro ficar em casa, mas nestes dias de chuva o prazer consegue ser ainda maior. Nestes dias, em que o céu não está nada simpático, em que só de pensar em abrir o guarda-chuva, pegar na carteira, na mala do computador, na lancheira e nas outras mil coisas que tenho de carregar todos os dias, já fico cansada. A solução? Respirar fundo, encontrar as energias positivas dentro de nós próprios e pensar que dentro de dez horas já estamos de regresso a casa.

 

Inspiração da Semana

Sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Segue-me ainda em...


Justsmile91's book recommendations, liked quotes, book clubs, book trivia, book lists (read shelf)
Revista Inominável

Nas páginas de...

2019 Reading Challenge

2019 Reading Challenge
Justsmile91 has read 0 books toward her goal of 12 books.
hide

Parcerias

Emprego em Portugal