Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

justsmile

22
Dez17

Noites Brancas (20/20)

(Imagem retirada daqui)

 

       Há uma época do ano que nas Ilhas Shetland que o dia se confunde com a noite. Em que a noite e o dia não se separam e em que o sol teima em entrar pelas janelas quando o que os habitantes da ilha querem é descansar. Esta é uma pequena ilha quase como uma ilha familiar. Todos se conhecem, as suas vidas em algum momento se cruzaram e os segredos podem não ser tão secretos assim. No dia da inauguração de uma exposição de arte, um misterioso turista fez uma cena em plena galeria, o agente Perez tentou acalmá-lo o mais possível e quando deu por si o seu turista tinha desaparecido. É na manhã seguinte que o descobre, já morto, com uma máscara no rosto e pendurado num barracão. Assim começa a história deste excelente livro.

      "Noites Brancas" é um livro que facilmente nos transporta para as ilhas de Shetland. Facilmente nos faz conhecer a vida de todas aquelas personagens que se cruzam ao longo da vida e ao longo da história. É um livro reconfortante, no seio de uma comunidade que apesar de se conhecer muito bem se respeita. É uma ilha com pouca população, mas a autora envolve tão bem as personagens que a nossa vontade é ir viver para um meio tão pequeno e tão familiar como Shetland.

      Após a descoberta do assassinato do turista o livro não tem qualquer parte mais 'parada'. É um livro envolvente, cheio de acção e que apesar da sua história levar vidas consigo, deixa-nos de certa forma reconfortados com o que lemos. É de fácil leitura, mas também viciante. Li o livro numa semana e sempre com uma vontade imensa de ler o que estava a seguir, de saber novas pistas, de saber quem seria o principal suspeito, mas principalmente para saber quem era o verdadeiro assassino. O final do livro é surpreendente, a meras páginas do fim nunca, em momento algum, consegui sequer imaginar quem seria o suspeito de tão bom que o enredo foi feito. O final, esse apesar de surpreendente e de ser muito boa a ligação final, deixou-me triste. Deixou-me com pena das personagens, deixou-me com um sabor agridoce, no entanto não o posso considerar nada mais além de excelente!

       Este foi o meu 20º livro do ano. Valeu bem a pena terminar o meu objectivo de leituras com este excelente livro!

18
Dez17

A Linguagem Secreta das Mulheres (19/20)

(Imagem retirada daqui)

 

      Esta é uma história sobre viajantes. Uma história sobre muitas histórias que em determinado momento se cruzam. A história de um Capitão temível. A história de um sábio que vai em busca de animais desconhecidos e que apenas se conhecem de fábulas. A história de um rapaz que quer deixar o seu pai orgulho. A história de um tradutor que tem o dom de aprender todas as línguas. A história de uma mulher que se apaixona e acha que vai para a cidade do Imperador viver a história da sua vida. A história de um pai que procura o seu filho. A história de um Rei que não é reconhecido pelo Papa. É este o livro que se apresenta como "A linguagem secreta das mulheres", um livro de histórias. Admito que depois de ter lido um texto de opinião sobre este livro que fiquei bastante reticente, fiquei com a sensação de que seria maçudo e que me iria cansar facilmente, mas a verdade é que me enganei. 

       O enredo passa-se no século XIII, é preciso então viajar no tempo e lembrar dos hábitos antigos. É a história de um grupo que a mando de um Rei, envia-os para o Oriente em busca de animais misteriosos. É quando as suas histórias se cruzam com a de Ming Yueh que se dirige para a cidade do Imperador e que ao longo do percurso vai deixando misteriosas mensagem espalhadas pelas árvores, paredes, chão. Venn, o tradutor, sem saber o autor de tais mensagens começa a estudá-las, começa a tentar decifrá-las até compreender que toda aquela escrita, todas aquelas palavras são únicas de mulheres. É a forma das mulheres desabafarem, falarem dos seus dissabores com outras mulheres sem serem recriminadas, sem serem descobertas. É uma linguagem apenas delas e só Venn conseguiu desvendar tal mistério. Mas este é apenas o início de uma grande aventura. Ao longo do tempo ficamos a saber mais sobre a vida de cada uma das personagens, sobre o seu passado e sobre os sentimentos que tentam tão bem esconder. É um livro de uma grande aventura que deixa o leitor preso.

       Este foi um livro que saboreei e que me deu imenso prazer ler. Uma longa aventura que tem os seus percalços, os seus momentos, as suas próprias histórias, mas que de certa forma tocam em todos eles. É uma história sobre a humanidade que parece desaparecida em cada um deles. É uma história sobre paixão, em busca do desconhecido, da descoberta do sentimento. É uma história sobre a coragem, sobre a lealdade e até sobre a religião. É realmente um bom livro! Acredito que nem todos gostem do livro, é preciso um bom enquadramento dos comportamentos da época e até um bocadinho de conhecimento sobre a vida Oriental, no entanto acho que é muito bom, pois baseia-se em alguns factos reais, nomeadamente a linguagem secreta das mulheres que perdurou muitas gerações. 

       Este livro foi uma agradável surpresa!

 

       "- Tu dizes-mo. Todos os dias - respondeu-lhe. - Dizes-me isso e muito mais. Mesmo quando estamos separados, com outros a caminharem entre nós, mesmo nesses momentos falas comigo. - Tirou a mão que tinha pousado nas costas dele e desenhou-lhe o contorno dos lábios com as pontas dos dedos. - Também consigo aprender línguas novas. Sempre que me tocas, falas comigo. Falas comigo através da forma como te mexes, da forma como me abraças. Falas comigo quando os teus olhos parecem abrir-se muito. - Sorriu. - Não precisas de traduzir para mim. Gosto das tuas palavras silenciosas que nunca ninguém disse. 

 

27
Nov17

Fetiche (18/20)

(Imagem retirada daqui

 

       "Fetiche" foi uma das minhas descobertas da Feira do Livro, uma daquelas descobertas baratíssimas que me chamaram à atenção pela capa, pelas primeiras linhas e que deixou a minha curiosidade aguçada. "Fetiche" é um thriller escrito por uma famosa modelo australiana que conseguiu ganhar alguns prémios às custas deste livro, Tara Moss. Este é um livro cheio de acção, mistério e romance. Mak é uma modelo canadiana que estuda Psicologia Forense e que para conseguir pagar as propinas durante as férias se dirige à Austrália para fazer alguns trabalhos fotográficos. À sua espera tem a melhor amiga Catherine, mas nunca se chegam a cruzar pois esta foi brutalmente assassinada pelo Assassino dos Stilettos. É a ligação que Mak tem com Catherine, é o contacto que Mak tem com o crime que a fazem ficar na Austrália até descobrir o verdadeiro assassino da amiga.

       Este é um livro de leitura simples e agradável. A escrita é envolvente e autora consegue-nos facilmente enviar para o momento, no entanto não é um livro com o factor "Uau!". Tem bons momentos de suspense, bons momentos de sedução e até partes em que conseguimos entrar na cabeça do assassino, mas não é tão surpreendente como esperava. No entanto, acredito que seja muito bom para pessoas que não gostam de coisas muito complicadas e que gostem de bons thrillers, para isso este é o livro indicado. O factor surpresa existe, pois demorei imenso tempo até compreender quem era o assassino e o livro conseguiu facilmente agarrar-me, mas achei demasiado básico. Apesar de tudo foi um bom livro. De rápida leitura, de fácil compreensão e que até me soube bem nos dias complicados que tenho tido. No fundo este livro surgiu na altura ideal, no momento em que mais precisava de descanso mental e de algo que me absorvesse da realidade.

       Por isso, apesar dos seus dois euros, este livro foi uma boa aquisição e é ideal para quem não quer usar muito o cérebro.

 

Sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Segue-me ainda em...


Justsmile91's book recommendations, liked quotes, book clubs, book trivia, book lists (read shelf)
Revista Inominável

Nas páginas de...

2018 Reading Challenge

2018 Reading Challenge
Justsmile91 has read 0 books toward her goal of 12 books.
hide

Parcerias

Emprego em Portugal