Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

justsmile

31
Jan20

Não aprendemos com o passado...

(Imagem retirada daqui)

         E 75 anos depois tudo parece estar num ponto de partida em que existe a possibilidade de tudo se voltar a repetir. 75 anos depois, as pessoas e a humanidade parecem ter-se esquecido de todo o mal que houve, de como tudo foi assustador e injusto. 75 anos depois tenho a sensação de que estamos a começar a ouvir os mesmos comentários que Hitler, que estamos a ouvir uma argumentação impossível de contrariar pelo simples facto de vir de bocas em que nada se consegue mudar. 75 anos depois o meu maior receio é que a humanidade se esqueça de vez o que aconteceu, as consequências que existiram e a parvoíce de tudo algum dia ter começado.

         Ouvir alguém dizer parvoíces e coisas que não fazem qualquer tipo de sentido, como o André Ventura, é perfeitamente normal. Há sempre alguém que considera que a Xenofobia é a solução, que se esqueceu que há mais de 500 anos, nós os portugueses, fomos a praga para alguns países. Há sempre alguém que diz que o tempo do Salazar é que era bom. Infelizmente, isso é normal. Todos temos as nossas opiniões, o que me assusta não é haver uma ou outra pessoa assim (apesar do neo-nazismo, ser uma coisa verdadeiramente assustadora). O que realmente me assusta é o número de apoiantes deste tipo de pessoas que tem aumentado drasticamente. Parece que toda a gente se esquece que somos um país de emigrantes, que lá fora também temos emigrantes bons e maus, que não podemos generalizar de uma forma tão abrangente. É verdade que também não gosto da Joacine, mas em mundo nenhum isso me dá o direito de dizer seja o que for como André Ventura se achou no direito. Todos temos direito às nossas opiniões, sejam elas absurdas ou não, mas não temos o direito, em momento algum, de rebaixar seja quem for, de o atacar pela cor, nacionalidade, profissão ou outra coisa qualquer. Mas parece que André Ventura se está a tornar no justiceiro para muitas pessoas, pessoas que ainda não se aperceberam de que ele apenas quer um 'poleiro', que o percurso dele não começou no Chega e que fez coisas que diria nunca fazer. Ou seja, ele simplesmente é humano, mas oculta-o fazendo-se parecer um super-herói de meia-tigela que dá a voz a pessoas que têm tanta sensibilidade e inteligência como ele (denotem o tom irónico nesta última frase). Se diz algumas coisas acertadas? Admito que sim, que existem alguns aspectos que me fazem sentido, mas em mundo nenhum, a forma como o faz é correcta, principalmente na posição que toma. Ele sim, não tem qualquer tipo de educação e não sabe contextualizar ou participar no contexto em que está de forma correcta. Lamento, não é por eu gritar que o padeiro me vai dar o pão mais rápido ou que a minha vontade de ter o pão seja maior que a de qualquer outra pessoa. E a grande questão, no fim é, mas como é que as pessoas não vêem isso?

13
Dez18

Nada mais tenho a comentar...

       Após esta notícia compreendo que o Governo Português defende a existência dos Portugueses de 1ª e de 2ª categoria, claro que quem está no privado são os de 2ª categoria. Sobre este assunto nada mais tenho a comentar. A ideia do Governo está vincada e apesar da minha ignorância em compreender tais razões, apenas consigo assimilar a prevalência de um país em que a igualdade não é um direito (nunca o foi).

29
Out18

As notícias do outro lado do Atlântico

(Imagem retirada daqui)

 

       As notícias que nos chegam do outro lado do Atlântico têm-me deixado assustada. Primeiro foi o Trump que venceu as eleições nos Estados Unidos da América, depois a Venezuela que está numa queda vertiginosa e agora o Brasil. Eu compreendo que os tempos são difíceis para todos, compreendo que os receios sejam imensos e que todos queiram melhorar a sua pátria, o que não percebo é como achamos isso possível ao ser-se de extrema direita. Não teremos já tido exemplos do passado em como as coisas não acabaram nada bem com a extrema direita? Não poderemos aprender com os nossos erros em vez de estarmos sempre a repetir a nossa história?

        Admito que as notícias que nos têm chegado do outro lado do Atlântico são assustadoras, quem diz do outro lado também fala aqui na Europa, mas foquemo-nos agora nas notícias mais recentes. As pessoas estão a deixar-se levar por uma mentalidade antiga que promete milagres que nunca se virão, muito pelo contrário, que podem trazer consigo o inferno. São mentalidades fechadas e pequeninas, de pessoas que acham que a solução é fechar portas e sermos todos automatizados e exactamente iguais. São pessoas pequeninas no ego, mas que se acham superiores a outros que lutam, que têm ideias diferentes ou até gostos. 

        As notícias que nos chegam são realmente assustadoras e a cada ano que passa mais me assustam. Mas quem me assusta? São os Brasileiros que estão no nosso país e que ainda assim votaram num homem como Bolsonaro, pessoas que tiveram de emigrar, que tiveram de mudar de país, mas que ainda assim acham que a solução passa por um fascista. As pessoas esquecem-se do passado, das histórias dos nossos avós. A raça humana tem a memória mais fraca do que realmente deveria ou simplesmente não quer saber e gosta de cometer os mesmos erros.

         O mundo está a tornar-se num local assustador.

 

Inspiração do Mês

Sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Segue-me ainda em...


Justsmile91's book recommendations, liked quotes, book clubs, book trivia, book lists (read shelf)

Nas páginas de...

2020 Reading Challenge

2020 Reading Challenge
Justsmile91 has read 0 books toward her goal of 12 books.
hide

Parcerias

Emprego em Portugal estudoemcasa-mrec