Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

justsmile

02
Out17

E Outubro já chegou

(Imagem retirada daqui)

 

      Outubro chegou e traz consigo a sensação de Outono. As castanhas já começam a cheirar na rua e à noite, no sofá, já sabe bem o cházinho com a manta por cima das pernas. Outubro traz a vontade de sair menos e de passar mais tempo no aconchego do lar e espero que seja isso que traz consigo. Depois de um Setembro cheio de correria, em que pouco deu para descansar (não me lembro de ter tido um único fim-de-semana que desse para dormir), espero que Outubro traga consigo a tranquilidade e a calmaria. Quero conseguir voltar às minhas rotinas tranquilamente, voltar aos meus livros e dedicar-me a tratar dos convites do casamento (ok, agora terá meeesmo de ser que estamos aqui estamos no natal). Em Setembro consegui propor-me a alguns desafios e em Outubro vou fazer o mesmo, não só me ajuda a manter motivada, como me dá uma energia extra para conseguir concretizar aquilo a que me proponho.

 

      1º Ler dois livros, Setembro foi um mês em que os livros ficaram muito prejudicados. A campanha eleitoral tirou-me o tempo todo e obrigou-me a deixar o que mais gosto de lado. Mas em Outubro as rotinas voltarão e com elas a leitura, quero terminar o livro 'Mulherzinhas' e quero dar início ao 'Mataram a Cotovia'.

 

      2º Voltar à piscina e à ioga, desta terá mesmo de ser até porque não há mais desculpas para deixar a piscina de lado. Aliás, estou ansiosa por regressar. Sinto falta de me exercitar e sinto que o corpo está a pedir. As desculpas este mês terão de ficar de lado e irei dedicar-me àquilo que me faz bem. O exercício tornou-se numa das minhas prioridades para este mês.

 

     3º Um fim-de-semana nosso, Outubro é o mês do aniversário d'Ele e prometi-lhe como prenda um fim-de-semana só nosso (até porque tenho ali uns créditos da Odisseias para gastar). Estamos a precisar disto para nos afastarmos da realidade, descansar e aproveitar para estarmos apenas um com o outro, algo que se tornou muito raro nos últimos meses devido a responsabilidades. O fim-de-semana 'nosso' tem sido adiado devido a todas as obrigações mas decidimos juntar o útil ao agradável. Ainda não preparei nada, tenho uma ideia do que lhe quero dar, mas tenho ainda de preparar tudo e quero que o seu último aniversário como solteiro, os seus 31 anos, sejam inesquecíveis. Sugestões? Lembrem-se que ando em poupanças!

 

    4º Experimentar uma receita nova. Com a chegada do tempo frio eu e Ele costumamos passar mais tempo em casa, mais serões com um filme e uma manta, sempre acompanhado de um lanche ou um doce. Por isso, Outubro quero que seja o mês de experimentar uma nova receita, na minha mente estou a pensar num docinho aconchegante, mas só depois poderei compreender se será ou não o docinho, ainda assim terá de ser uma receita nova.

 

      Para Outubro quero ainda ter tudo definido para começar as nossas obras no mês seguinte. Quero ainda começar a pensar em mais pormenores do casamento, visto eu e Ele sermos uns desnaturados e andarmos com isso bastante a leste das nossas mentes. Mas mais que tudo isto quero a minha rotina de volta. O Verão leva a que as rotinas sejam alteradas, queremos mais convívios, mais jantares e mais passeios, deixando de parte a rotina do dia-a-dia. Com a chegada do Outono quero o inverso, quero os serões em casa, quero pôr a minha leitura em dia e até acabar de ver aquela série que está à imenso tempo gravada. Quero conseguir voltar a ter aqueles bocadinhos só meus, assim como quero deixar de viver numa correria.

      Vem Outubro e traz contigo a tranquilidade!

10
Ago17

Perdida por terras de Pedrógão Pequeno

Este ano nas férias não fomos para o Algarve. Não fomos para a praia e nem uma semana passamos longe de casa. Com o casamento a aproximar-se e com as obras a começarem para a nossa 'primeira' casa o orçamento era curto, mas sabíamos que precisávamos de uns dias só para nós. Uns dias 'offline' do mundo. Uns dias longe dos problemas, longe das obras e longe das decisões. Então, entre pesquisas e avaliações de orçamento, decidimos ir para Pedrógão Pequeno, pertencente ao distrito da Sertã, para o Hotel da Montanha. Para aproveitar, saímos de manhãzinha para ainda passarmos por Fátima para cumprir uma promessa que havia feito e só depois nos direccionamos para o hotel.

IMG_2223.jpg

Antes de tomarmos a decisão de irmos para Pedrógão Pequeno, admito que estávamos assustados com a paisagem que poderíamos encontrar. De um modo egoísta, tínhamos receio que nos 'estraga-se' as férias devido à desgraça que se tinha abatido sobre Pedrógão Grande apenas um mês antes. Mas decidimos que seria uma atitude parva e demasiado cobrarde para as pessoas que somos. Fomos e a verdade é que ao entrar na IC8 um silêncio entre nós se abateu. A paisagem era realmente desoladora, viam-se casas ardidas e algumas intactas no meio de árvores completamente queimadas. Foi impossível não imaginar o desespero de quem lá vivia, foi impossível não sentir um peso no peito durante quilómetros. Foram quilómetros e quilómetros de uma paisagem impossível de imaginar e que deixa qualquer um de coração pequenino.

IMG_2189.JPG

Foi quando começamos a ver o verde das árvores que nos apercebemos que Pedrógão Grande tinha ficado para trás e estávamos perto do nosso destino. Com uma paisagem simplesmente fantástica sobre o Rio Zêzere, o Hotel da Montanha surpreendeu-nos pela positiva. No Booking a pontuação do hotel era boa, mas sempre com algumas reversas, e apesar disso decidimos arriscar e não nos arrependemos em nada. No alto de uma montanha, mesmo por trás da igreja da Senhora da Confiança encontramos um pequeno paraíso longe de tudo e de todos. Um local perfeito para o descanso, envolvido pelos cheiros da natureza e longe do mundo.  

IMG_2224.jpg

Os quartos não eram os melhores, o isolamento do som do corredor também não (apesar de entre os quartos ser suficiente), aliás, o que os quartos precisavam era de uma modernização do espaço. Mas não nos incomodou minimamente, pois o nosso objectivo destas mini-férias, era simplesmente: dormir, comer e apanhar sol, sempre intercalado com uns mergulhos na piscina. O espaço exterior do hotel era simplesmente fantástico. A piscina não desiludiu nem um bocadinho, num meio envolvente e propício ao relaxamento. As espreguiçadeiras eram bastante confortáveis e até o bar do hotel, que servia refeições leves, era bastante agradável e com preços muito acessíveis (o que nem todos os hotéis praticam). O pequeno-almoço oferecido pelo hotel era bom, com diversidade suficiente e o pessoal bastante simpático. Não tive qualquer problema com a minha intolerância alimentar e estiveram sempre prontos a oferecer-me o que fosse necessário. Das nossas férias apenas podemos apontar um senão, o tempo. O primeiro dia foi simplesmente fantástico, o segundo assim-assim e o terceiro incluiu chuva. A vantagem do hotel neste último ponto? Tinha uma piscina interior minimamente agradável, com jacuzzi, o que não nos fez perder o dia nem o objectivo de não fazer rigorosamente nada.

 IMG_2222.JPG

Se nos perguntarem o que conhecemos da zona? Ridícula e vergonhosamente temos de dizer: nada. A única coisa que podemos dizer que conhecemos foi os dois restaurantes do centro da Sertã mais recomendados pelo Tripadvisor (nosso grande amigo de viagens), Restaurante Ponte Romana e Restaurante Ponte Velha, onde fomos muito bem servidos e com preços muito acessíveis. Aliás, se há algo que esta zona nos proporcionou para além do descanso foi a boa comida a preços simpáticos. Comemos que nos fartamos e não pagámos valores exorbitantes. A comida era muito boa, assim como a simpatia e sem dúvida que foi algo que nos marcou nestas nossas férias.

Ao fim de três dias de vida boa fizemo-nos novamente ao caminho, desta vez com uma paragem para visitar uma amiga do coração e voltar para o nosso bom Porto, onde o vento e o 'fresquinho' nos esperavam.

Foram umas férias boas, com todos os nossos objectivos alcançados e com o orçamento atingido. O Hotel da Montanha mostrou ser uma boa surpresa, um local apropriado para descanso, para famílias e para desfrutar da vida boa. Quem sabe se um dia lá não voltarei, por mim até voltava já!

 

P.S.: Fomos tão, mas tão preguiçosos estas férias que nem duas mãos cheias de fotografias temos. Aliás, se formos a ver as que se aproveitam nem uma mão cheia dá.

25
Jan17

Note to self:

(Imagem retirada daqui)

 

NUNCA mais passes mais de um mês sem fazer exercício.

A preguiça em ir à piscina, ou fazer qualquer outro tipo de exercício, instalou-se no início de Dezembro. Ora porque estava com imenso trabalho. Ora porque era o natal. Ora porque estava de férias. Ora porque fiquei doente. E por fim, a mais ridícula das desculpas, porque estava muito frio. Nisto, sem dar bem pela coisa passou-se quase dois meses desde a última vez que tinha ido à piscina.

Resultado: Colesterol lá no alto, indisposição pelo acumular de tantas coisas pouco saudáveis que andei a comer e ainda dores na cervical.

No fim de semana tinha decidido 'nunca mais posso passar tanto tempo sem exercício', então ontem, depois do trabalho lá fui eu para a piscina. Com um grau no termómetro do carro e uma camada de geada no meu carro, às 19h30 já estava na água. E apenas digo, só aguentei meia hora. As pernas pareciam gelatina, não consegui fazer mais que cinco piscinas seguidas e acho que o tom da minha pele passou várias vezes entre o roxo e o vermelho. Hoje dói-me ligeiramente os ombros e as pernas ainda não estão com a consistência certa.

Lembrete: NUNCA mais passar tanto tempo sem exercício.

 

P.S.: Ainda assim acho que não fiz tão má figura quanto isso.

 

Inspiração da Semana

Sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Segue-me ainda em...


Justsmile91's book recommendations, liked quotes, book clubs, book trivia, book lists (read shelf)
Revista Inominável

Nas páginas de...

2019 Reading Challenge

2019 Reading Challenge
Justsmile91 has read 0 books toward her goal of 12 books.
hide

Parcerias

Emprego em Portugal