Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

justsmile

03
Dez19

Dezembro, aqui vamos nós!

(Imagem retirada daqui)

          Dezembro, sempre foi e será, o mês que mais me aconchega o coração. Adoro guardar sempre uns dias de férias para fechar o capítulo de mais um ano e conseguir renovar as energias para entrar no ano novo cheia de positivismo. Dezembro é o mês que me faz reflectir sobre o ano e preparar os meus desejos para o novo ano. Faz-me sentir uma gratidão enorme, entrar no espírito de Natal deixa-me mais sorridente, mais calma e mais tranquila quanto àquilo que me rodeia. 2019 foi um ano extremamente difícil, com muitos momentos em que realmente não soube o que fazer ou dizer, e a vontade de o deixar para trás é enorme, mas nesta altura do ano consigo (quase) sempre reflectir sobre o que este ano me trouxe de bom. Parece que tudo o que se passou de mau se torna mais leve, mais distante, tornando possível sonhar com a concretização de alguns objectivos para o ano que aí vem.

         É verdade que entro em Dezembro já com o espírito natalício, mas sem saber bem como aqui cheguei. Passou demasiado rápido este 2019 e o mês de Novembro, nem se fala! Novembro foi um mês com muito trabalho, mas com muitos reencontros com amigos. Tenho dado por mim a sair mais da minha zona de conforto e a estar mais com aqueles que gosto, a marcar mais cafés e jantares, o que acaba por ocupar bastante a agenda. Em Novembro estive com amigos que não estava há meses e soube realmente bem, pôr a conversa em dia, rir às gargalhadas e até ter conversas mais sérias, mas aconchegou verdadeiramente a alma. Foi um mês em que tive algumas horas de sofá e isso foi necessário para reestabelecer as energias para aguentar mais uma semana. Foi um mês com algumas frustrações, mas com muitos sorrisos. Não foi um mês de decisões como desejava, não foi o mês de voltar a escrever e a ler como antigamente (que o diga o desafio dos Pássaros), aliás, até foi o mês de pela primeira vez faltar uma semana inteira ao ginásio (shame on me!). Mas foi um mês com pequenas coisas que alegraram os meus dias. O miúdo que conseguiu finalmente dizer o [x]. O meu sobrinho que veio a correr dizer que tinha saudades minhas. O livro que finalmente terminei de ler. A temporada da série The Crown que consegui ver. Os jantares e cafés com os amigos. As horinhas passadas no sofá no miminho a ver televisão. E os cozinhados que ficam cada vez mais apurados. Não tinha expectativas para o mês de Novembro, mas termino-o com a sensação de coração aconchegado e isso faz-me sorrir.

      E o Dezembro que aí vem? Ora, será mais um mês de reflexão, mas principalmente um mês em que espero aproveitar para descansar, mas também para quebrar a rotina. Ainda será um mês com vários compromissos pessoais e profissionais, mas dia 20 dará início a umas merecidas férias, para ver se termino o ano de loucos com as boas energias que necessito para começar os próximos 365 dias. E o que desejo fazer em Dezembro?

         - Cortar o cabelo, que a juba já tem um ano sem ver a tesoura e já está a precisar do belo de um corte.

         - Ir ver as luzinhas de Natal, ainda não sei se ao Porto, Braga ou Guimarães e ainda não sei bem quando, mas gosto imenso das nossas caminhadas pelas cidades iluminadas e este ano gostava muito de repetir esta nossa 'tradição'.

         - Devorar filmes de Natal, daqueles melosos em que tudo acaba bem. Daqueles em que o amor surge e a magia do Natal acaba por resolver tudo de uma maneira perfeita.

          - Pelo menos acabar de ler um livro, já nem peço mais. Este ano as leituras foram uma desgraça!

          E que com o mês de Dezembro eu consiga sorrir mais e preocupar-me menos. Que neste mês consiga ficar no aconchego do sofá, mas também sentir-me bem por contribuir mais ao trabalhar para a minha comunidade. Que consiga aproveitar este espírito de Natal da melhor maneira possível, mas que consiga, acima de tudo, transmitir o amor pelo que faço, pelos que amo e por aqueles que quero bem! Vamos lá Dezembro, vamos terminar 2019 em beleza!

31
Out19

E vem aí Novembro!

(Imagem retirada daqui)

          Outubro foi um mês ambiguo. Outubro foi um mês cheio de trabalho e actividades que me fizeram sair da rotina, foi a palestra dada para os pais, uma actividade feita para o dia mundial de combate ao bullying e para acrescentar a terrível época de relatórios e contactos telefónicos com encarregados de educação. Outubro foi realmente um mês bastante exigente a nível profissional, deixando-me com algumas preocupações na cabeça (principalmente para alguém que odeia fazer as coisas em cima do joelho). Contudo, Outubro foi mês de dar atenção ao meu corpo, de festejar aniversários das minhas pessoas preferidas e até de festejar o Halloween com a Associação. Outubro foi definitivamente um mês cansativo, com chuva à mistura e com uma vontade enorme de ficar no sofá, mas que me obrigou a mexer o rabo e a desenrascar-me. Quanto a objectivos, Outubro não foi o melhor mês, mas fez-me aperceber de muita coisa.

        - Ler pelo menos um livro, foi impossível, o ginásio acaba por me tirar os momentos de leitura e tenho neste momento entre mãos um livro gigantesco, que estou a adorar, mas que tem imensas páginas e que não dá para avançar tão rápido como desejava.

       - Continuar a ir ao Yoga e ginásio, CHECK! Ainda esta semana falei do bem que me tem feito ir ao ginásio e de como me tive de adaptar às novas rotinas.

      - Gastar apenas o estritamente necessário a nível financeiro, este foi um mês de bastantes despesas tal como já previa aqui, entre aniversários, jantares, seguros do carro e mecânico o orçamento voou e foi um daqueles meses em que saiu da minha conta mais do que entrou. Admito que caí no erro de comprar uma saia e umas leggins, as últimas necessárias para o ginásio, mas a saia foi alvo dos meus desejos e como estava em promoção na La Redoute, lá veio ela ter cá a casa.

        - Desintoxicação alimentar, ora bem a coisa começou lindamente. Retirei o chocolate, alimentos processados, diminui o consumo de leite e não houve petiscos doces ou salgados. Comecei a comer mais frutos secos, bebi mais água e até as refeições feitas em casa foram bastante saudáveis, até compreender que o meu corpo não reage bem a uma alimentação tão saudável. Ao fim de três semanas comecei a sentir-me bastante desconfortável, desregulada e bastante inchada. Tive de fazer uma reflexão sobre o que me estaria a faltar para voltar à minha 'normalidade' visto estar a ter uma alimentação bastante saudável. Foi então que percebi que o meu corpo precisa de vez em quando de umas bolachas de chocolate para se auto-regular ou pelo menos sair um bocadinho da dieta para voltar ao seu ritmo, é verdade que só toquei duas vezes em refrigerantes (algo que não me custa muito abandonar), é verdade que só em dia de festas é que provei os doces, mas não passou disso e o meu corpo ressentiu-se. Ouvi-o, dei-lhe atenção e percebi que não posso ter uma dieta 100% saudável se pretendo sentir-me confortável com o meu corpo. E não tem mal, afinal somos todos diferentes!

         E para Novembro não tenho expectativas, sei que será um mês de vários momentos de voluntariado (Ele diz que trabalhamos mais como voluntários do que como remunerados... Se calhar tem razão!) e de muito trabalho, mas estou aberta a aceitar o que vier daí. Gostava que muita coisa acontecesse, mas como não depende de mim vou estar sem muitas expectativas e ilusões. Gostava de escrever mais por aqui, de tentar fazer uma tarde de maçã de uma outra receita que vi por aí e de voltar a ter a oportunidade de passar um domingo de sofá, tal como gosto, mas a vida tem andado um tanto ou quanto imprevisível e prefiro deixar as coisas fluírem. Que venha daí um sweet november.

30
Nov17

Inspirações e Resumo de Novembro

Inspirações e resumo de....jpg

      Novembro foi um mês bastante cansativo a nível psicológico. Dei por mim a ir-me um bocadinho a baixo com as contrariedades da vida e até com problemas que foram surgindo ao longo do mês. Dei por mim cansada e as últimas duas semanas do mês nem a vontade de pegar num livro surgiu. Eu que ando ultimamente tão positiva, com tanta energia e com tanta esperança, dei por mim a receber mais que um não e a fazer uma reflexão triste e frustrada da minha situação profissional. Já passou, já me sinto melhor, mas admito que me alterou um bocadinho o sistema e que me deixei ir um bocadinho a baixo. Sei que também é necessário para voltar com energia, ainda assim parece que me senti desiludida comigo mesma apenas porque não fui capaz de lidar de forma tão positiva com esses dias. Acho que vou ter de ponderar como ultrapassar estes dias mais negativos sem os prolongar durante quase uma semana. Apesar de tudo, do cansaço, dos problemas que surgiram e um momento de frustração, olho para Novembro com bons olhos. Fomos finalmente usufruir de um fim-de-semana juntos e bem que andávamos a precisar, comecei a prestar ainda mais atenção aos produtos que uso e evoluí mais um bocadinho no minimalismo. Cada vez que penso neste último termo sinto-me mais leve, mais envolvida e mais tranquila. É estranho como pequenos hábitos nos alteram tanto os sentimentos e a forma como lidamos com o dia-a-dia e apesar dos momentos mais baixos do mês consegui superar e ver o que de bom houve no mês de Novembro. Quanto a objectivos a coisa portou-se muito bem, consegui cumprir todos e dou por mim focada e bem orientada quando tenho as coisas escritas.

 

       1º Ler dois livros, objectivo concretizado. No mês de Novembro li o maravilhoso livro de Harper Lee "Mataram a Cotovia", um livro que me marcou e que com certeza tão cedo não me sairá da memória. Li também "Fetiche" um thriller de leitura fácil e rápida que valeu bem o seu valor, apesar de não ser um livro tão complexo quanto isso. Este objectivo de ler dois livros por mês tem-me obrigado a arranjar espaço para o que realmente gosto e tenho apenas a afirmar que isso é fantástico!

 

       2º Um mês sem refrigerantes, objectivo concretizadíssimo! Durante um mês não toquei em refrigerantes, caí apenas uma vez na tentação de um Ice Tea e foi no fim-de-semana que fomos passear. De resto tivemos jantares e optei por beber um bocadinho de vinho ou água, sempre que saímos e em todas as refeições dei por mim a optar por beber água e nada mais. Os refrigerantes este mês ficaram totalmente de lado e comecei a apreciar ainda mais a água simples. Sem dar bem por a coisa o mês passou e não dei pela falta de beber refrigerantes, a única coisa que posso apontar é que a nível de saúde e de corpo não senti diferença nenhuma. Não deixei de por vezes me sentir inchada, não senti a falta do açúcar nem tantas outras contra-indicações de beber refrigerantes. Foi um mês livre deste tipo de bebidas, mas para além de ter ganho um novo gosto a beber água natural, não senti nenhuma diferença.

 

     3º Definir e/ou comprar as prendas de Natal, CHECK! Compras de Natal praticamente concluídas. Aproveitei a Black Friday e algumas promoções para comprar as prendas dos meus irmãos, dos meus cunhados e até do nosso afilhado. O que não foi comprado em promoções foi decidido e só falta mesmo adquirir. Não gosto das compras de última hora, nem das correrias nas vésperas de Natal e já há alguns anos que temos optado por fazer as compras de Natal ainda em Novembro e tem sido realmente uma mais valia. Não só conseguimos comprar a preços mais decentes, aproveitando algumas promoções boas se estivermos bem atentos, mas também escolher as coisas com calma e sem grande pressão. As prendas de Natal estão concluídas e o nível de poupança bastante agradável, ficando a baixo do orçamento pré-definido.

 

       4º Organizar e imprimir fotografias desde 2015. Este objectivo ficou semi-cumprido. Consegui organizar as fotografias desde 2015 e consegui colocá-las para imprimir, apenas não imprimi por uma questão financeira. Novembro foi um mês com muitas despesas, nomeadamente em prendas de Natal e em roupa para mim, e a conta bancária ressentiu-se bastante. Assim, a pasta de fotografias a imprimir está devidamente organizada e em Janeiro, um mês mais leve para a carteira, espero conseguir imprimi-las e meter nas devidas caixas.

 

       Em Novembro demos também por nós a tomar mais algumas decisões relativamente ao casamento. Finalmente começamos a execução dos convites e dei por mim a estar mais atenta à decoração de casas no Pinterest. Comecei finalmente a tentar imaginar como quero a minha sala, a minha cozinha, o meu quarto, pois finalmente tomamos uma decisão. Dei por mim também a investir em peças de roupa e de calçado com maior qualidade e até voltei a pensar no ponto de situação da minha vida pessoal e profissional.

      Li mais e inspirei-me aqui para conseguir fazer melhores opções relativamente aos meus produtos de beleza e de higiene pessoal. Procurei motivação, voltei a reflectir sobre o minimalismo na minha vida e até ponderei melhor sobre as compras que fazia, principalmente sendo este o mês das compras de Natal. Novembro não foi um mau mês, poderia ter sido melhor, mas ainda assim fez-me aprender muita coisa, sobre mim, sobre a vida e sobre o que quero. Esta caminhada tem sido boa, com os seus altos e baixos, mas que me tem ajudado a conhecer-me. Novembro foi um mês assim-assim, mas com coisas muito boas. E o vosso Novembro como foi?

Inspiração do Mês

Sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Segue-me ainda em...


Justsmile91's book recommendations, liked quotes, book clubs, book trivia, book lists (read shelf)

Nas páginas de...

2020 Reading Challenge

2020 Reading Challenge
Justsmile91 has read 0 books toward her goal of 12 books.
hide

Parcerias

Emprego em Portugal estudoemcasa-mrec