Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

justsmile

16
Jun17

O drama, O terror, O mosquito!

(Imagem retirada daqui)

 

Há uma semana que ando só de calças. Há uma semana que tenho as minhas pernas cheias de bolhas gigantes, algumas já em ferida, outras ainda direitinhas a ver se as aguento intactas. Há uma semana que esgotei o Fenistil e passei a algo cor-de-rosa que ajuda a diminuir o tamanho das minhas bolhas. Há uma semana que ando de sapatilhas. Há uma semana que ando cheia de comichão do joelho para baixo!

Sou a paixão dos mosquitos. Sou o seu aperitivo, condimento e sobremesa. Sou sem dúvida o ser mais apetecível que lhes surge à frente. E mesmo que ande de calças, mesmo que ande de sapatilhas, estes seres miseráveis têm a capacidade de me morder nos tornozelos, zona em que estou totalmente marcada. Não sei o que tenho, não sei a que cheiro e nem o meu sabor sei qual é, mas deve ser absolutamente delicioso. Nestes dias de calor é então infernal, as bolhas incham ainda mais que o normal, as calças colam-se às pernas e eu já só sonho em conseguir voltar aos meus vestidos sem ter de parecer uma criança da escola.

Arre para os mosquitos e para o meu sabor delicioso!

 

15
Mai14

Não há coisa que me irrite mais!

(Imagem retirada da Internet)
À noite deitadinha no sofá e de luzes apagadas a ver televisão sinto um zumbido no meu ouvido. Sacudo uma vez. Sacudo duas vezes. Sacudo três vezes. Até que me transformo quase no Sangoku em busca do ser miserável e irritante que me anda a perturbar o meu momento de relaxamento. Os mosquitos têm este poder sobre mim, transformar-me numa pessoa completamente possessa em busca da criatura irritante que adora zumbir-me ao ouvido. Não há coisa que me irrite mais que os mosquitos, adoram morder-me as pernas e sem compreender o porquê, cá em casa sou sempre eu a mordida, e lá começo eu a coçar-me na perna e até na barriga que costuma estar mais que tapadinha. À noite, já na cama acontece-me exactamente o mesmo e juro que não consigo dormir enquanto ele não se cala ou enquanto não o vejo estatelado num móvel do quarto ou na parede. Eu sei e tenho consciência de que quando um mosquito me começa a atormentar a disposição eu me transformo numa má pessoa, terrível mesmo, sempre com o chinelo na mão e com os olhos bem abertos para ver quando consigo tirar a vida àquele ser, transformo-me numa verdadeira assassina. Eu sei, não é uma imagem nada agradável, mas não a consigo evitar.
Os mosquitos tiram-me do sério! Arre!
Serei só eu assim?

Inspiração do Mês

Sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Segue-me ainda em...


Justsmile91's book recommendations, liked quotes, book clubs, book trivia, book lists (read shelf)

Nas páginas de...

2021 Reading Challenge

2021 Reading Challenge
Justsmile91 has read 0 books toward her goal of 12 books.
hide

Parcerias

Emprego em Portugal estudoemcasa-mrec