Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

justsmile

02
Nov18

Uma semana sem dizer "Estou cansada"

       Na semana passada comprometi-me comigo mesma a passar uma semana sem utilizar a expressão "Estou cansada". Comprometi-me publicamente com vocês que estas palavras iriam ser abolidas do meu vocabulário durante pelo menos uma semana e hoje digo: Desafio concretizado com sucesso!

        Todos os dias referia o quanto andava cansada, acordar às 7h, ter uma hora de viagem de carro e deitar já a passar das 23h tem feito o meu físico e psicológico sentir-me desgastado, mas compreendi que não conseguia mudar horários, que não conseguia deitar-me mais cedo, por isso o truque para eliminar este meu cansaço constante era deixar de me queixar dele e tirá-lo da minha mente e do meu vocabulário. Assim foi, se a semana foi melhor que as outras? É verdade que teve um feriado ali pelo meio, mas que foi ainda mais desgastante que um dia de trabalho normal. Se mudei a minha rotina? Nada, não consigo, compreendi que ainda não tenho uma rotina bem estabelecida, mas que preciso de focar um bocadinho em mim e não estar sempre a fazer as coisas em prol dos outros. Então o que mudou? Apenas o pensamento. Deixei de pensar nas horas que perco de viagem. Deixei de me queixar do trânsito. Deixei de olhar fixamente para o relógio na hora de ir deitar (aliás, esta semana deitei-me mais tarde que o normal todos os dias). Deixei de chegar à hora do jantar e de pensar "raios, estou tão cansada!". Simplesmente deixei de ser controlada pelo meu próprio conceito de cansaço. Se deixei de andar cansada? Não, nem lá perto. O corpo ressente-se, de manhã continua a pedir mais umas horas de cama, mas levanto-me e vou preparar-me para mais um dia de trabalho.

        Cada vez mais acredito que a nossa mente muda a nossa postura perante a vida e esta semana este desafio foi a prova disso mesmo. Admito que os dias continuam de loucos, que eu e Ele mal nos conseguimos cruzar na hora do jantar e do sofá, que os fins-de-semana passam demasiado rápido e que o domingo não serve para nada quando se trabalha seis dias por semana, mas tenho-me sentido bem. Se quero fazer mais coisas em prol de mim mesma? Claro que quero, apenas ainda não os consegui incluir na minha rotina diária (como ler e cozinhar alguns docinhos), mas acredito que hei de lá chegar! Afinal a mente tem o poder de mudar a nossa vida.

29
Out18

As notícias do outro lado do Atlântico

(Imagem retirada daqui)

 

       As notícias que nos chegam do outro lado do Atlântico têm-me deixado assustada. Primeiro foi o Trump que venceu as eleições nos Estados Unidos da América, depois a Venezuela que está numa queda vertiginosa e agora o Brasil. Eu compreendo que os tempos são difíceis para todos, compreendo que os receios sejam imensos e que todos queiram melhorar a sua pátria, o que não percebo é como achamos isso possível ao ser-se de extrema direita. Não teremos já tido exemplos do passado em como as coisas não acabaram nada bem com a extrema direita? Não poderemos aprender com os nossos erros em vez de estarmos sempre a repetir a nossa história?

        Admito que as notícias que nos têm chegado do outro lado do Atlântico são assustadoras, quem diz do outro lado também fala aqui na Europa, mas foquemo-nos agora nas notícias mais recentes. As pessoas estão a deixar-se levar por uma mentalidade antiga que promete milagres que nunca se virão, muito pelo contrário, que podem trazer consigo o inferno. São mentalidades fechadas e pequeninas, de pessoas que acham que a solução é fechar portas e sermos todos automatizados e exactamente iguais. São pessoas pequeninas no ego, mas que se acham superiores a outros que lutam, que têm ideias diferentes ou até gostos. 

        As notícias que nos chegam são realmente assustadoras e a cada ano que passa mais me assustam. Mas quem me assusta? São os Brasileiros que estão no nosso país e que ainda assim votaram num homem como Bolsonaro, pessoas que tiveram de emigrar, que tiveram de mudar de país, mas que ainda assim acham que a solução passa por um fascista. As pessoas esquecem-se do passado, das histórias dos nossos avós. A raça humana tem a memória mais fraca do que realmente deveria ou simplesmente não quer saber e gosta de cometer os mesmos erros.

         O mundo está a tornar-se num local assustador.

 

26
Out18

Desafio pessoal

(Imagem retirada daqui)

 

     Durante esta semana, algures num jantar em que estivemos ao mesmo tempo sentados ao mesmo tempo, comentei como me sentia cansada, ao que Ele me responde: "Estás sempre cansada, quase todos os dias dizes isso!". E realmente, depois de parar e pensar um bocadinho tive de lhe dar a devida razão. Os dias têm passado de uma forma louca, sair de casa às7h30, chegar a casa às 18h40, arrumar a casa, fazer o jantar, tomar banho e organizar as coisas para o dia seguinte (quando por sorte não há nenhum tipo de reunião), faz com que o tempo passe a correr e que não tenha muito tempo para usufruir do sofá e relaxar. A hora que tirei ao sono para me levantar mais cedo também não tem ajudado muito e sinto-me sempre tremendamente cansada. E a verdade é que me tenho queixado mais do que devia...

          Assim, o meu desafio pessoal para esta semana será: uma semana sem utilizar a palavra cansada. Quero passar uma semana sem utilizar este termo que parece estar a entranhar-se na minha pele, mesmo que o corpo o sinta não vou comentar e vou continuar a lidar com isso com naturalidade. A palavra cansaço vai sair esta semana do meu vocabulário e o objectivo é simplesmente mudar a minha mente. Acredito que a nossa mente tem uma força sobrenatural e quanto mais dissermos uma palavra, mais ela se demonstra no nosso dia-a-dia e o desafio é exactamente esse. Ao retirar a palavra do meu vocabulário desejo sentir-me realmente menos cansada e com mais força para continuar. Preciso de mudar a minha mente.

Inspiração do Mês

Sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Segue-me ainda em...


Justsmile91's book recommendations, liked quotes, book clubs, book trivia, book lists (read shelf)

Nas páginas de...

2020 Reading Challenge

2020 Reading Challenge
Justsmile91 has read 0 books toward her goal of 12 books.
hide

Parcerias

Emprego em Portugal estudoemcasa-mrec