Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

justsmile

16
Nov18

Como 'desorientar' a minha semana

(Imagem retirada daqui)

      Sou uma pessoa que gosta de planos. Ao sábado, depois do trabalho ou até durante a aula tento olhar para a minha agenda e organizar a minha semana. Ver se dá para ir à piscina, perceber que reuniões vou ter, se há algumas sessões que tenha de preparar com maior antecedência e até se há tarefas concretas a realizar. Gosto de planos, gosto de cumprir horários (ok, admito até que sou um bocadinho paranóica em chegar a horas ao trabalho e em sair a horas, a última raramente acontece), mas há uma forma de descambar uma semana inteira de forma muito fácil. Existe uma fórmula muito simples para sentir que a minha semana vai ser, toda ela, caótica: Não dormir no fim-semana.

       Sou uma pessoa que sente imenso a necessidade de descansar. Antes, quando não trabalhava ao sábado, aproveitava o fim-de-semana para dormir, descansar e dedicar as horas extras a repor o sono que a semana me consegue tirar. Agora, que trabalho ao sábado ou tenho aulas o dia todo, acabo por ver o fim-de-semana (vá, vamos reduzir isto ao sábado à noite e ao domingo) como a oportunidade para fazer aquilo que não faço durante a semana, estar com amigos, família, organizar a vida doméstica e até fazer as compras. E o que fica descurado? O descanso. E quando não há descanso sinto que a semana vai ser caótica, o que acaba normalmente por se concretizar... O meu corpo exige que descanse, exige que durma pelo menos 8h por noite para me manter bem disposta ao longo do dia e não andar sempre a queixar-me que ando cansada, ao fim-de-semana o meu corpo adora ter pelo menos mais uma hora extra de sono, 9h. E o que não tem acontecido? Nem uma coisa, nem a outra. Resultado: Semanas caóticas.

       Esta semana virei a caneca do pequeno-almoço pela mesa toda que consequentemente me fez chegar atrasada ao trabalho. Esqueci-me de material necessário para o trabalho em casa. A casa não se tem mantido tão arrumada, porque ando cansada. As reuniões e actividades continuam a exigir de mim. Vê-lo e estar com Ele tem sido uma questão de, literalmente, minutos por dia. O resultado do meu cansaço não poderia ser mais desastroso e porquê? Porque no fim-de-semana não consegui sequer repor as horas de sono, mal consegui dormir as horas habituais, quanto mais repor. A maioria das pessoas, incluindo Ele, não percebem a minha necessidade de dormir, às vezes nem eu compreendo, mas sei que me dá saúde, boa disposição e a estimulação necessária para aguentar uma semana inteira de trabalho. Quando tal não acontece é o caos. Chegando ao domingo à noite e percebendo que as horas de sono do fim-de-semana foram poucas, já dou como certo que a semana vai ser caótica. Serei só eu assim?

08
Out18

Ressacar do fim-de-semana

(Imagem retirada daqui)

 

       Não costumo ter a sensação de ressaca do fim-de-semana.

       Há fins-de-semana que são mais ocupados que outros, há alguns em que nem sequer descanso ou que nem uma hora extra consigo dormir, ainda assim as segundas-feiras não costumam ser os dias mais dolorosos da minha semana. Mas esta segunda-feira está a ser extremamente dolorosa, não estou a conseguir lidar com o facto de entrar ao trabalho às 8h30 da manhã. Não estou a conseguir lidar com o facto de ter dormido mal durante a noite (algo que tem acontecido com alguma frequência ao domingo) e nem sequer estou a entrar no ritmo de uma segunda-feira normal. E imagino porquê, porque este fim-de-semana foi o mais descontraído que tive nos últimos tempos. O feriado veio dar-me as horas de sono que há muito tempo desejava (dormi perto de 11h seguidas) e que nem me lembro de ter ao longo do último ano, veio-me dar a tarde de séries e mesmo saindo de casa não houve a necessidade de fazer corridas contra o tempo. O sábado, que se avizinhava de muito trabalho, foi mais curto do que imaginava e deu para relaxar e ainda ficar a decidir as fotografias do casamento para o álbum, sem stresses, sem correrias e sem horários loucos e com mais uma boa quantidade de horas de sono. E se o domingo foi passado fora de casa, também não houve correria, nem nada que se lhe parecesse e foi isso que tornou este fim-de-semana tão estranho. O meu corpo já está de tal forma habituado à correria, ao trabalho constante que quando consegue desligar durante três dias, voltar à rotina torna-se numa verdadeira tortura... Serei só eu assim?

11
Set18

Já nem me lembrava...

(Imagem retirada daqui)

 

        De passar um fim-de-semana todo em casa. Não me lembrava de ver um filme seguido na televisão e de ver três ou quatro episódios seguidos de uma série. Não me lembrava de lanchar relaxadamente no sofá e nem me lembro de adormecer numa tarde de domingo no sofá. Já nem me lembrava de dormir mais que oito horas seguidas! Há meses, se não mais de alguns anos, que não passava um fim-de-semana inteiro sem sair de casa. A ressaca de um casamento fez-se sentir no sábado e apenas recebemos uns amigos em casa para matar a saudade, tirando isso mais nada fizemos. Aliás, muito pelo contrário, fiz coisas que há anos não fazia. Não me lembrava de um fim-de-semana sem compromissos, sem compras e sem algum tipo de saída. É que não me recordava mesmo! Mas o fim-de-semana que passou fez-me matar as saudades de algo que me fazia imensa falta, la dolce far niente.

        A sensação de descanso soube-me pela vida, apesar de inicialmente o corpo ter estranhado o tempo seguido que esteve sentado no sofá. Primeiro a inquietação e a sensação de que havia algo para fazer, depois a falta de posição para estar no sofá e por fim a sensação de estranheza, apesar de no domingo a coisa já ter sido bem diferente. Terminei um livro, vi um filme e vi mais uns quantos episódios de Atypical. Ainda consegui terminar La Casa de Las Flores e até adormeci no sofá, mesmo depois de ter tido uma noite fantástica de descanso. Um fim-de-semana de puro prazer e descanso depois de épocas bastante atribuladas.

       Admito que apesar de não ter sido um fim-de-semana nada produtivo, no domingo nem a cama fiz, foi um fim-de-semana que há muito o meu corpo desejava, puro descanso, puro desligar do mundo e de todas as coisas que estão para fazer, que são necessárias estudar e outros afins. O corpo agradeceu e a mente sente-se novamente sã, mesmo com a semana louca que ainda está a começar.

        Bendito fim-de-semana!

Sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Segue-me ainda em...


Justsmile91's book recommendations, liked quotes, book clubs, book trivia, book lists (read shelf)
Revista Inominável

Nas páginas de...

2018 Reading Challenge

2018 Reading Challenge
Justsmile91 has read 0 books toward her goal of 12 books.
hide

Parcerias

Emprego em Portugal