Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

justsmile

24
Abr20

Resumo desta quarentena

(Imagem retirada daqui)

      Estou há 42 dias em casa, isolada do contacto social, por mim, pelos meus e pelos teus. E como já desabafei por aqui, esta quarentena não deu para fazer nada daquilo que tinha imaginado, ingenuamente achava que iria ter mais tempo para fazer as coisas que gosto e que até seria capaz de confundir os dias da semana, errado. Continuo a ansiar pelos fins-de-semana, como sempre fiz, e o tempo continua a ser escasso, apesar da rotina já estar bem definida. Contudo, tenho pensado nas coisas que me têm feito bem ao longo desta quarenta, das coisas que mudaram desde o início até agora e até nos pensamentos ou nas coisas que aprendi desde que estou em casa.

 

        Aprendi que:

      - Teletrabalho é muito mais burocrático do que em qualquer outra altura. Trabalho mais do que em qualquer outra altura ou tenho momentos bem mais tediosos que em outra altura. Preciso de autorização para mexer cada perna e isso estraga a minha paciência, apesar de...

      - A ser mais paciente e por causa do teletrabalho. Tive mesmo de aprender a desligar um bocadinho minha ansiedade de avançar e fazer, para poder dar tempo para a obtenção de respostas.

       - É obrigatório fazer pausas em teletrabalho. As primeiras semanas foram de loucos e esquecia-me das pausas, algo que fazia no meu local de trabalho.

       - Basta ver notícias uma vez por dia. Apercebi-me que as notícias me estavam a criar alguma ansiedade e obriguei-me a vê-las apenas uma vez por dia, chega para me manter informada.

 

        Apercebi-me que:

       - Um T1 open-space não é muito prático para teletrabalho, principalmente quando estão dois em casa (pelo menos não é todos os dias).

        - Nunca agradeci tanto o facto de viver na aldeia e de ter uma varanda, acho que se não fosse isso já tinha enlouquecido.

        - Não saio de casa há precisamente 3 semanas, as compras têm todas sido feitas online (livros, comida, farmácia, café), nunca fui tão fã de encomendas online.

        - O blogs de Portugal é agora pago!Eu bem que achava estranho o raking ter desaparecido da barra lateral, mas só esta semana me apercebi do motivo.

 

         E compreendi que as coisas que me fazem bem são:

         - Ler, comecei a ler muito mais, até porque o maridinho está a fazer uma formação online quase todas as noites e aproveito para nesses momentos pôr a minha leitura em dia.

       - Fazer exercício físico e que me tem feito mesmo muito bem, principalmente desde que descobri a app milagrosa da ioga! Aumentei a frequência com que faço exercício e tem-me feito sentir muito bem, o ginásio também continua a mandar-nos exercícios e isso ajuda.

         - Fazer docinhos, mesmo que não seja com a frequência desejada, os docinhos aconchegam-me a alma.

      - Manter alguma rotina, vestir-me, arrumar o quarto e a cozinha, esticar-me, continuar a beber muita água, apanhar um bocadinho de sol na hora de almoço são coisas que ajudam a manter a minha sanidade mental.

        - Netflix, bendita Netflix! É a nossa companhia dos fins-de-semana e se não fosse ela já tínhamos ficado loucos de estarmos em casa.

 

        E apesar de ás vezes me sentir saturada, cansada de todo este isolamento e de estar cheia de saudades dos meus sobrinhos e até dos meus amigos, lembro-me que tenho de estar grata por todos os meus familiares estarem bem. Que todo este sacríficio vale a pena, pela saúde de todos nós e que tudo irá passar. Tudo tem um fim, certo?

03
Set19

Pré-Desafio dos Pássaros

        Sem perceber muito bem a coisa, vi-me envolvida no meio desta Passarada Fantástica que me anima os dias. É verdade que não consigo ter pedalada para acompanhar tanto chilrear, mas já não consigo ver a minha vida sem estes Pássaros que fazem parte da família. Lá em casa, mesmo quem ainda não os conhece em pessoa, já lhes conhecem os nomes e isso demonstra a familiaridade de todos eles. A Passarada já não é só um bando de pessoas que se cruzou no mundo dos blogs, a Passarada é uma parte da minha família alargada a quem damos as boas e as más novidades sem pensar duas vezes. Parece um conceito bastante estranho, até para mim me soa a algo difícil de acontecer, mas a verdade é que estas pessoas dos quatro cantos do país são para mim uma espécie de família online que passou para a realidade já há algum tempo. 

       E depois desta introdução e com muito tempo em mãos e muitas mentes a pensarem ao mesmo tempo (e eu sem tempo para acompanhar tanto chilrear no messenger!) vi-me envolvida neste novo desafio sem sequer ter muita opinião, ou seja, de repente tornei-me administradora de uma página e de um blog e nem sabia do que era! O Desafio dos Pássaros do tempo livre que esta gente em (e nem eu sei como têm tanto tempo livre) e da boa vontade de escrever, ainda argumentei, ainda disse que não tinha muito tempo, mas não tive muitas opções e PUMBA, toma lá mais um desafio para as próximas 17 semanas! Quem alinha?

          Aqui vamos nós!

25
Fev19

Procurar a Calma

(Imagem retirada daqui)

      Desde que casamos que a vida não nos tem dado muita tranquilidade. A cada mês surge um novo desafio, profissional ou familiar, problemas que surgem, um atrás do outro e cada vez mais complicados que o anterior. A fase de lua-de-mel do casal viver um para o outro não existiu no nosso casamento e isso tem sido exaustivo, não por não estarmos juntos e fortes, mas porque a cada mês existe um novo problema que mexe com as nossas emoções e os nossos pensamentos. Enquanto casal temos sido fortes, sendo o pilar um do outro, mas admito que ando cansada e tento encontrar uma luz ao fundo do túnel que me indique que isto é apenas uma fase e que tudo irá passar, que a fase da tranquilidade e de nos virarmos para o outro, para aproveitarmos a nossa vida e a nossa casa irá chegar.

       Acredito que a vida nos traz desafios para superarmos as nossas capacidades e expectativas, mas a verdade é que tem sido um desafio atrás do outro, um problema atrás do outro e não temos tido os tempos de tranquilidade que tanto necessitamos. O trabalho continua a ser muito, mas com os problemas que têm surgido ao nosso redor, sinto que todo o cansaço começa a ser excessivo. Este fim-de-semana dormi quase dez horas e acordei como se ainda pouco tivesse dormido, o corpo sente o cansaço, a mente sente-se assoberbada e os dias têm passado com mil e quinhentas questões para resolver e situações que nos deixam de coração nas mãos ou com os nervos à flor da pele. Não tem sido fácil fazer esta gestão de sentimentos, se o ano antes de casar foi complicado devido à tomada de decisões, às obras e ao casamento, este ano complicado se tem tornado com problemas que não são verdadeiramente nossos, mas que revolucionam a nossa vida. Admito, tenho sido forte, tenho tido a capacidade de discernimento e até a capacidade de abstracção quando necessário, mas o cansaço começa a surgir e sinto que não tenho forma de lhe escapar. O trabalho não pode ser descurado, as aulas também não, e os problemas precisam de resolução ou simplesmente a passagem do tempo para os atenuar.

      Neste momento não consigo alterar nenhuma das variantes acima mencionadas, não posso diminuir o trabalho, não posso desleixar-me nas aulas e os problemas não irão simplesmente desaparecer, por isso o que posso eu alterar? Nada. Apenas dentro de mim posso encontrar a resposta para conseguir lidar com tudo o que me rodeia. Preciso de encontrar em mim a calma para suportar tudo o que tem surgido e até o tenho feito, mas o cansaço tem me levado a melhor e a vida não tem facilitado nem um bocadinho. Contudo, é em mim que tenho de procurar a calma, é em mim que preciso de encontrar forças para ser o pilar, para ser forte e é n'Ele que tenho encontrado o meu confidente, mas só eu posso proporcionar a minha própria calma e esse é o meu desafio para enfrentar o que ainda está por vir. Procurar a calma em mim.

Inspiração do Mês

Sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Segue-me ainda em...


Justsmile91's book recommendations, liked quotes, book clubs, book trivia, book lists (read shelf)

Nas páginas de...

2020 Reading Challenge

2020 Reading Challenge
Justsmile91 has read 0 books toward her goal of 12 books.
hide

Parcerias

Emprego em Portugal estudoemcasa-mrec