Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

justsmile

14
Jun18

Relativizar

(Imagem retirada daqui)

 

       A vida tem-nos obrigado a esta correria constante. A rotina do dia-a-dia prende-nos e não deixa o pensamento libertar-se. Parece que se encontra fechado, selado a quatro paredes e não consegue parar de processar a mesma informação, vezes e vezes sem conta. Estamos tão empenhados nos nossos problemas, em encontrar ou não soluções para eles, que por vezes simplesmente nos esquecemos de parar, de não sentir, de relaxar. Ontem, após o jantar, o sol ainda se punha por trás dos montes e das casas e por momentos parei para observar, para sentir os últimos raios de sol na pele. Nesse pequeno momento, nesse instante o meu cérebro parou de racionalizar fosse o que fosse, desligou-se. Fiquei a olhar para aquele jogo de cores no céu e simplesmente senti a tranquilidade invadir o meu corpo. Desliguei-me do mundo. Não havia nada naquele momento que fosse mais importante do que estar ali, nada era mais importante do que observar o céu. O sol começou a desaparecer e voltei a sentir-me voltar à realidade, mas foi ali que compreendi, é preciso relativizar.

        Não nos podemos deixar absorver pelos problemas. Não podemos deixar de nos desligar e às vezes não é preciso nada de complexo para o fazer. Ontem, em breves minutos, sem sequer estar a contar, tive a capacidade de desligar de tudo. Do mundo. Do que me rodeava. Dos pensamentos. Desliguei-me. Quando acordei para a realidade tudo me pareceu mais fácil. Os problemas menos problemáticos. O tempo menos escasso. O trabalho menos custoso e até a felicidade me conseguiu invadir de uma forma saborosa, quase perfeita.

          Afinal, tudo o que estava a precisar era de relativizar.

 

31
Mai17

Gosto de me 'desligar'

 

(Imagem retirada daqui)

 

- Gostava de ser assim como tu. - disse-me Ele um dia destes, depois de mais um problema ter surgido nas nossas vidas.

- Assim como? - questionei, ainda agarrada ao livro, mesmo depois de um dia cansativo de trabalho e de chatices.

- Gostava de ser assim como tu, ter a capacidade que tens de te desligar.

- Em tempos não a tive, aprendi simplesmente a desligar-me. Se estiver sempre a pensar na mesma coisa como tu não me serve de muito, o problema continua sem se resolver. Devias desenvolver essa capacidade. - respondi-lhe, enquanto pensava na altura da vida em que desenvolvi tal capacidade.

- Tens de me ensinar. Pelo menos à tua beira já relaxo um bocadinho.

 

E enquanto Ele continuava ali no sofá, com o seu ar de homem preocupado e que tem o cérebro em alto funcionamento, eu pensava em como tinha desenvolvido esta minha capacidade. Talvez tenha sido a vida, talvez tenha sido o meu cérebro que tenha criado um botão que activo inconscientemente. Talvez tenha aprendido com todas as contrariedades. Ou simplesmente tenha surgido com toda a minha força de vontade de superar tantos problemas. Talvez tenha sido apenas o cansaço.

Lembro-me bem de ser uma pessoa mais stressada, de ficar nervosa com os exames, de ficar com nervinhos na barriga quando tinha de falar em público ou até mesmo de ficar a pensar e a repensar nos problemas que pouca resolução tinham por si só. Hoje sou uma pessoa diferente, lido de uma forma mais tranquila com os problemas. É óbvio que tenho os meus devaneios, há momentos em que barafusto, em que só me apetece dizer palavrões baixinho e até que sinto o meu interior ferver e perder a paciência. Mas quando tenho um problema a sério, contínuo no tempo, que não tem resolução imediata tenho a boa capacidade de desligar (apesar de nos últimos dias não ser propriamente fácil, mas lá tenho conseguido). Tenho a capacidade de dizer 'hoje não se fala deste problema!' e de forma inconsciente consigo activar um botão que faz com que não volte a pensar durante um dia inteiro sobre tal questão. Tenho a capacidade de dizer 'hoje vou simplesmente aproveitar as coisas boas' e tento aproveitar o sol, saborear o chocolate a apertar-me bem nos braços d'Ele. Depois, mais tarde ou mais cedo lá caí a realidade e tenho de lidar com ela, mas já vou mais calma, mais tranquila, mesmo que os sentimentos se venham a transformar em minutos, mas ainda assim aquele breve momento de relaxamento sabe-me pela vida.

Não sei se esta minha capacidade de colocar temporariamente os problemas fora do meu pensamento se deve mais à minha teimosia ou à minha capacidade de selecção do que é importante. Não sei se tudo isto se deve a uma maturidade antes do tempo ou se até de um modo de auto-protecção extremamente necessário para 'tempos de guerra', mas a verdade é que à medida que me tenho desenvolvido e crescido como pessoa tenho aperfeiçoado esta minha técnica. Por vezes sinto, que esta minha necessidade de 'desligar' esgota ainda mais a minha energia, pois o inconsciente só pensa no problema e o consciente não quer pensar no assunto, criando uma batalha entre si que devora a minha energia. Outras vezes sinto que é uma das minhas melhores capacidades, aceitar que não tenho resolução para um problema ou que até o ter não vale a pena sofrer por antecipação ou pensar e repensar em como o poderia resolver se não depende inteiramente de mim. E ainda outras vezes sinto-me abençoada por conseguir ser assim, talvez a alguns pareça irresponsável a outros despreocupada, eu sei que os problemas não desaparecem sozinhos, mas acho que não merecem levar consigo toda a minha boa disposição. 

Gosto de me desligar, há dias mais difíceis, os últimos têm sido assim, mas pelo menos sei que logo à noite quando estiver com o meu livro nas mãos ou nos braços d'Ele tudo vai me vai parecer, relativamente, mais fácil.

Hoje preciso de me 'desligar'.

 

 

Inspiração do Mês

Sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Segue-me ainda em...


Justsmile91's book recommendations, liked quotes, book clubs, book trivia, book lists (read shelf)

Nas páginas de...

2020 Reading Challenge

2020 Reading Challenge
Justsmile91 has read 0 books toward her goal of 12 books.
hide

Parcerias

Emprego em Portugal estudoemcasa-mrec