Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

justsmile

28
Out20

Este molho de Francesinha nunca falha!

IMG_20201024_201807_905.jpg

(Imagem de Just Smile)

        Eu e Ele temos evitado sair de casa para jantar fora, a última vez que o fizemos foi em Setembro e desde então que tenho tentado confeccionar todas as delícias que nos fazem sair de casa. Desta vez foi a tão aclamada francesinha, admito que não é a primeira nem a segunda vez que a confecciono, mas foi a primeira vez que por estes lados me pediram a receita, por isso aqui vai ela. Antes demais devo informar que a receita do molho de francesinha, apesar de levar muitos ingredientes, nunca me saiu mal e consegue sempre fazer o bom ar de sua graça quando há visitas cá em casa. Esta receita é a da minha madrinha de baptismo e tenho a dizer que ela tem óptimas mãos para a culinária!

       Esta receita dá para mais ou menos 8 pessoas.

      Ingredientes:

  • 1L de água;
  • 4 cubos de caldo de galinha;
  • 2 cervejas de 33 cl;
  • 1 colher de sopa de piri-piri;
  • 1 colher de sopa de mostarda;
  • 100 g de farinha maizena;
  • 50 g de manteiga;
  • 125 g de polpa de tomate;
  • 125 g de ketchup;
  • 1 colher de sopa de whisky;
  • 1 colher de sopa de vinho do porto;
  • 1 copo de vinho branco

     Modo de preparação:

  • Primeiro, a preparação é a coisa mais simples do mundo, juntar tudo, acender o fogão em lume médio e mexer até começar a engrossar.
  • Segundo, já está!

        E depois é só preparar a francesinha, cá em casa não gostamos dela com muita coisa. Normalmente, no recheio colocamos o bife, queijo, fiambre e a linguiça, depois é só o pão e o queijo. Mas a francesinha é só rechea-la com as coisas que realmente gostam, coloca o molho em cima e levar ao forno até o queijo derreter. É tão simples quanto isto e fica sempre deliciosa!

         Alguém vai experimentar?

30
Set20

Pães de leite fofinhos

IMG_20200821_202721.jpg

(Imagem de Just Smile)

        Aqui há uns tempos, partilhei uma imagem dos pães de leite que experimentei fazer pela primeira vez em casa. Durante a pandemia o tempo não foi suficiente e nunca tive a oportunidade de fazer pão como tantas outras pessoas que andam por essas redes sociais fora. No entanto, decidi um dia destes experimentar até porque as saudades de um bom pão de leite já eram muitas, mas a intolerância à lactose sempre me deixava apenas a olhar para esse tipo de pãozinho. Quando coloquei a fotografia a Mãos de Fada pediu-me a receita, por isso aqui vai ela, um bocadinho tarde, mas veio! A receita tirada do livro da Yammi, mas todo o processo poderá ser feito manualmente, mas admito que com o robô é bem mais rápido e prático!

         Ingredientes:

  • 205 g de leite sem lactose (uso sempre e em qualquer receita devido à minha intolerância);
  • 65 g de açúcar (coloquei 55g e acho que foi suficiente);
  • 40 g de manteiga (vegetal é a que uso sempre cá em casa);
  • 1 c. de café de sal fino;
  • 20 g de fermento de padeiro fresco (usei o seco e coloquei perto de um terço, 7g aproximadamente);
  • 400 g de farinha sem fermento
  • 1 gema de ovo para pincelar

        Preparação:

1º Juntar o leite, o açúcar, a manteiga (ligeiramente derretida), o sal e o fermento, mexer com a batedeira. Depois juntar a farinha e misturar com  restante mistura e amassar até ficar uma massa homogénea;

2º Deixar repousar durante 15 minutos até a massa crescer um bocadinho, depois é só formar bolas (com cerca de 50 g cada, mas as minhas ficaram de vários tamanhos, não tenho jeito para a coisa) e dispô-las num tabuleiro em cima de uma folha de papel vegetal.

3º Deixar levedar cerca de 1 hora (ou até duplicarem de volume).

4º Pré-aquecer o forno a 180°C, pincelar os pãezinhos com a gema de ovo e levar ao forno por 15 minutos.

5º Depois é só comer e até simples são uma delícia!

          É uma receita bastante simples, minimamente rápida na confecção e depois é só deliciarmo-nos com um pão de leite caseiro, seja com queijo, compota ou só simples!

01
Set20

Feira do Livro do Porto em tempos de Covid-19

          Admito que este ano, eu que faço a minha ida à Feira do Livro uma tradição, fiquei na dúvida se o deveria fazer. Cá por casa temos sido bastante cautelosos, tentando evitar sítios com muita gente, poucas vezes fomos jantar fora (três desde março, talvez?) e compras não tem sido uma coisa que nos assiste. Acabamos por ir para a praia, caminhadas e espaços com menos gente e ao ar livre. Mas caramba, o Covid-19 já me tinha tirado a viagem de sonho a Itália e agora ia-me tirar a Feira do Livro? No way!

IMG_20200831_120505.jpg

        Como tenho vindo a comentar ao longo dos anos, opto sempre pelo primeiro fim-de-semana da feira para conseguir apanhar boas promoções e os melhores livros dos alfarrabistas. Fala-me a experiência que é a melhor altura para escolher livros em segunda mão, o que dá uma poupança enorme na carteira e uma felicidade enorme por encontrarmos determinados livros. Então no sábado ao final do dia lá fomos nós para os Jardins do Palácio de Cristal enquanto o sol se começava a pôr.

       Admito que já não estava no meio de tanta gente há imenso tempo, admito até que estava mais gente na Feira do Livro do que aquilo que estava habituada. Pela primeira vez nos últimos anos, para alguém que costuma ir sempre ao final do dia e no primeiro fim-de-semana da feira, fiquei surpreendida com tanta gente. Na entrada apenas nos indicaram para colocar a máscara (o novo adereço obrigatório para tudo que é sítio!) e circular pela direita, no entanto achei que havia pessoas a mais. É verdade que todas as bancas tinham desinfectante, é verdade que era ao ar livre, mas existiram duas coisas que me incomodaram: 1º as pessoas que se puseram em cima das outras para ver as bancas, que irritação! Gente, esperem pela vossa vez! Juro que me senti incomodada e ainda olhava para a pessoa para que se apercebesse do quão exagerava, mas não serviu de muito; 2º o facto de alguns vendedores não terem forma electrónica de pagamento, eu sei que há pessoas que ainda não sabem mexer muito bem com tecnologias, mas gostava de que os alfarrabistas tivessem pensado nessa hipótese, pois nesta altura evito ao máximo mexer em dinheiro. São coisas pequenas e que me incomodaram mais por estarmos em época de pandemia, mas realmente deixaram-me desconfortável.

IMG_20200831_120258.jpg

          Apesar dos 'ses' desta experiência acabei por me perder e comprar umas quantas pechinchas. Adoro, mas adoro mesmo ir à descoberta de novos autores e comprar verdadeiras pechinchas que depois se comprovam ser verdadeiras relíquias. Cada vez mais gosto de ir para a Feira do Livro sem qualquer tipo de ideia do que quero comprar, apenas ir vendo e adquirir aquilo que me soa mesmo bem. Este ano adquiri um bocadinho de tudo, acho que o romance levezinho ficou perdido algures pela feira (não encontrei nenhum que me chamasse à atenção) mas adquiri livros de autores conhecidos, alguns que já há algum tempo que queria conhecer e outros ainda que gostava de conhecer. Comprei quase todos os livros a 5€, com excepção do infantil e d'Os Médicos da Morte (pelo tamanho é compreensível o preço, mas realmente após verificar online estava realmente a bom preço), mas vim outra vez cheia de livros que são novidade para mim. Adoro esta sensação de descoberta e este ano a Feira permitiu-me isso mais uma vez.

IMG_20200831_120622.jpg

         Depois de uma caminhada por entre os livros e da sensação de termos estado no meio de demasiada gente, decidimos pedir um take-away na nossa hamburgueria preferida. Chegar a casa com livros novos para a estante e terminar o dia com uma comida deliciosa da Real Hamburgueria fez com que o fim-de-semana tivesse um sabor especial. Se foi um ano em que a Feira do Livro do Porto foi diferente? Foi, não parei tanto, não voltei a dar uma segunda ronda pelos livros, mas saí de lá bastante satisfeita com o que tinha adquirido e não podia ter terminado o meu serão de melhor forma. E vocês já foram espreitar as Feiras do Livro deste ano?

Inspiração do Mês

Sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Segue-me ainda em...


Justsmile91's book recommendations, liked quotes, book clubs, book trivia, book lists (read shelf)

Nas páginas de...

2020 Reading Challenge

2020 Reading Challenge
Justsmile91 has read 0 books toward her goal of 12 books.
hide

Parcerias

Emprego em Portugal estudoemcasa-mrec