Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

justsmile

26
Nov19

Parabéns Magda!

       Conheci a Magda num dia de chuva, em que apanhei uma montanha de trânsito na cidade do Porto e em que o sistema de ventilação do meu carrinho sujou a camisa branca d'Ele (coisa que o deixou bastante irritado). Conheci-a na apresentação do seu livro, de um dos seus livros, sentada numa poltrona enquanto falava da sua paixão pela escrita e pela leitura. Estava encostada à parede enquanto assistia a toda a apresentação, admito que parecia um bocadinho surreal, ver ali alguém que se calhar não sabia quem eu era e que falava comigo há meses pela internet. Lembro-me bem de pensar de um dia querer conseguir chegar a onde ela estava, tão confortável na sua pele e a falar para um punhado de pessoas sobre as suas paixões. Caramba, a Magda da internet era exactamente a mesma pessoa ao vivo. Fiquei ali a assistir da plateia e sentia um orgulho enorme por a conhecer, afinal já a considerava minha amiga, mesmo ela ainda só me reconhecendo com a imagem que ainda todos me conhecem por estes lados. No fim daquela sessão, tão aconchegante e tão estranhamente familiar, fui-me apresentar como a Just e lembro-me perfeitamente das suas palavras "Bem me parecia, és muito parecida com a imagem que tens no blog", coisa que até hoje discordo totalmente. Desde aí nunca mais nos deixamos de falar, a coisa vai para aí com 6/7 anos? Hoje vejo na Magda uma amiga, nela e na passarada, mas a Magda será sempre a primeira pessoa do mundo virtual que conheci, com quem troquei livros, postais e presentes. A pessoa com quem falo com regularidade e em quem vejo uma conselheira e amiga ou apenas um riso nos momentos de parvoíce. É aquela pessoa que reorganiza horários para poder estar um bocadinho connosco, quando o Norte visita Lisboa. É aquela pessoa que é capaz de fazer 300km para jantar connosco (vá, esta foi uma excelente surpresa!) e que está sempre disponível para seja o que for.

         A Magda, uma das pessoas mais especiais da minha vida (caramba, estou mesmo lamechas, mas gosto mesmo dela!) faz hoje 50 anos, meio século de vida e de muitas gargalhadas (mesmo nos tempos mais difíceis). Hoje, esta grande Mulher e grande Amiga está de parabéns e era impossível não lhe aconchegar um bocadinho o coração!

 

P.S.: Desculpa pelo atraso de 14 minutos Magda, mas já sabes como sou distraída!

05
Nov19

E os blogs desaparecidos?

(Imagem retirada daqui)

        Admito que tenho sido uma das escritoras de blogs mais inconsistentes nos últimos tempos. Ainda não consegui aprimorar as minhas capacidades de organização de modo a conseguir escrever e ler blogs, como antigamente o fazia. Sei que não se trata apenas de uma questão de tempo, mas muitas vezes de paciência, motivação e até inspiração para conseguir fazer o que aqui fiz por tempos, escrever e ler todos os dias o que se passa na blogosfera. Contudo, há uns tempos dediquei a minha hora de almoço a percorrer alguns blogs e verifiquei que muitos dos que seguia há alguns anos simplesmente desapareceram ou a última vez que escreveram algum post foi há meses. Senti de repente que as coisas por estes lados também mudam e fiquei com a sensação de vazio que desconhecia ter no que tocava à blogosfera. Por vezes acabo por me esquecer que além das mudanças na minha vida, as vidas das outras pessoas também mudam e se calhar, por não conhecer as pessoas de cada um dos blogs que leio, caí na ingenuidade de achar que as suas vidas poderiam mudar, mas que nunca deixariam de estar por estes lados. Numa espécie de conformismo e egoísmo, considerei que aqui estariam à minha espera para que as pudesse ler e saber o que se passava com elas.

        Há anos que ando por estes lados e já vi muitos bons blogs desaparecer e por vezes dou por mim a tentar imaginar e criar hipóteses de como estarão a vida dessas pessoas, dessas pessoas que lia e de quem conhecia uma pequena parte dos seus mundos. Acabo por criar na minha mente algumas possibilidades ou questões de como estarão as suas vidas neste momento, do que estarão a fazer e se concretizaram alguns dos seus sonhos. Afinal eu gosto de blogs com gente dentro e nem sempre comentando ou lendo tudo, a verdade é que acabo por seguir os blogs por quem tenho algum tipo de afinidade e de repente deixar de saber o que vai na vida dessas pessoas é simplesmente... estranho. Talvez estranho seja a palavra certa, porque não podemos dizer que sentimos saudades de quem não conhecemos, nem daquilo que acabamos por não ter tempo para o fazer ou até que por vezes nos esquecemos no tempo... é simplesmente estranho. Dei por mim a questionar-me sobre o fim desses blogs, se um dia regressarão ou se voltarei a saber alguma coisa sobre essas pessoas. Afinal se os lia é porque gostava daquilo que partilhavam comigo e de uma forma ou de outra, acabava por me identificar com essas pessoas. A vida é feita de partidas e chegadas e por vezes esqueço-me que o mesmo acontece na blogosfera. Uns partem, outros chegam, mas isso também acaba por ser o encanto deste mundo.

15
Mai19

E já são 11 anos disto!

(Imagem de Just Smile)

       São 11 anos desta parte de mim. Os 10 anos já ficaram lá para trás e hoje esta parte de mim faz mais um ano de existência. Uma parte de mim que funciona como complemento àquilo que sou, talvez a parte mais sincera e pura de mim, aquela de que não precisa de tantos filtros para viver em sociedade. A Just acabou por ser o pseudónimo perfeito para eu conseguir dizer aquilo que muitas vezes prefiro omitir no dia-a-dia. Poucas são as pessoas que sabem o quão romântica consigo ser, tirando vocês. Poucos são aqueles com quem partilho os meus sonhos e ambições, tirando vocês. E nem toda a gente sabe que tenho a necessidade de ter na minha vida uma pequena extensão de mim própria, uma pequena parte que não está acessível a todos os que me rodeiam, apenas a alguns. Este espaço tornou-se no meu refúgio e no local onde me sinto bem.

      Nos últimos tempos, com uma vida bastante conturbada, tenho-me apercebido que este refúgio não tem tido muita dedicação e tempo, mas é quando cá volto que me sinto em casa. É na exposição das minhas palavras que me sinto bem quando sinto tudo à minha volta à roda. Têm sido bons anos de Just Smile, uma parte de mim que se tem mantido viva e que espero que assim se mantenha. Por isso, no dia de festejar estes 11 anos apenas tenho o coração cheio de gratidão. Gratidão por me ajudarem a manter este espaço vivo. Gratidão por teres ajudado a dar sentido a este cantinho. Gratidão por estarem sempre deste lado. Até vocês estão de parabéns por estes 11 anos e eu? Grata por vos ter na minha vida.

 

Inspiração do Mês

Sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Segue-me ainda em...


Justsmile91's book recommendations, liked quotes, book clubs, book trivia, book lists (read shelf)

Nas páginas de...

2020 Reading Challenge

2020 Reading Challenge
Justsmile91 has read 0 books toward her goal of 12 books.
hide

Parcerias

Emprego em Portugal estudoemcasa-mrec