Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

justsmile

30
Mai18

Inspirações e Resumo de Maio

Inspirações e resumo de....jpg

 

       Maio, para não ser um mês diferente dos outros, passou sem me aperceber. Acho que as expectativas estavam um bocadinho elevadas. Esperava que o sol trouxesse a bonança, mesmo com a quantidade de trabalho que me esperava durante este mês. Esperava conseguir organizar as coisas, a minha vida, a minha alma e até a casa, mas pouco disso pareceu acontecer. Surgiram imprevistos, fantasmas do passado e problemas que precisam de ser resolvidos. Esperava de Maio um bocadinho de menos pressa, um bocadinho de calma e sinceramente não sei o que aconteceu para isso não ter acontecido. A vida voltou a surpreender-me e voltei a ter de aceitar o rumo que me entrega. As férias serviram para despachar uns quantos assuntos, preparar umas quantas coisas, mas não correram bem da forma que esperava. Não consegui esvaziar a mente, pelo contrário, a minha salvação foram os livros que me ajudaram a manter à tona da água.

      Os objectivos? Uns quantos cumpridos, outros quantos por cumprir. Coisas que não dependeram unicamente de mim impediram-me de resolver tudo aquilo a que me tinha proposto. Ainda assim, tento olhar para Maio como uns mês positivo, admito que as últimas semanas me agoiraram um pouco este pensamento, mas tenho realmente de encontrar o lado positivo das coisas.

       1º Organizar a casa, durante as férias travei uma grande batalha com o picheleiro/electricista. Deixou-nos mais que uma vez na mão, desapareceu das suas tarefas sem compreender bem como e foi nos atrasando tudo. Neste momento tenho a casa nojenta, sem nada arrumado e com tudo ainda por fazer. As arrumações que tinha planeado fazer tornaram-se impossíveis com uma casa ainda sem água, sem luz e canalização. Foi necessário mostrar um lado muito menos amigável para começar a ver as coisas acontecerem. Não me orgulho, mas parece que existem pessoas que só percebem a nossa língua quando estamos sobressaltados. Espero ainda amanhã conseguir fazer alguma coisa, mas estou tão abatida que já nem acredito que hoje fique tudo terminado.

      2º Ler um livro. Em dias difíceis, em dias em que não sei muito bem como lidar com os meus sentimentos acabo por encontrar um bocadinho de paz interior nas páginas dos livros e assim o fiz durante as férias. Terminei um livro e outro está quase terminado e por isso consegui concretizar tão bem este objectivo.

      3º Festejar o 10º aniversário do blog. Era uma data que merecia um bom festejo e realmente assim o fiz, mudei o aspecto do blog, escrevi sobre este espacinho e senti-me concretizada, senti-me bem. É bom olhar para este cantinho e aperceber-me que já faz parte de mim há 10 anos.

     4º Avançar com os preparativos do casamento. Este objectivo foi realmente um dos que teve uma concretização com maior sucesso. Este mês ficou imensa coisa feita relativamente ao casamento. Fomos levantar as alianças, tratei da roupa dos meus pais, experimentei o penteado e a maquilhagem, comecei a fazer os cones, fiz a minha parte das mesas e mais uns quantos pormenores. Foi um mês bastante produtivo neste aspecto o que ajudou imenso a obter deste mês coisas boas (já disse que estou apaixonada pelas nossas alianças?).

      Quanto às férias? Não tive as sensações de que o tivessem sido. Não deu para muito descanso, surgiram uns quantos momentos e sentimentos menos positivos e parar não foi a palavra de ordem. Surgiram demasiados imprevistos, demasiados problemas para conseguir ter um bocadinho de tranquilidade. As férias estão a terminar, sexta-feira já é dia de trabalho e estou com a sensação que vou mais cansada, física e psicologicamente, do que quando as comecei. Dormir, tentei, dormi alguns dias, mas nos últimos não houve descanso. Sinto-me cansada, mas tenho de voltar a recuperar as energias para chegar ao dia do casamento linda e maravilhosa (e assim de repente já falta tão pouco!).

         Que venha Junho, com muito trabalho, mas com menos problemas, por favor!

15
Mai18

Uma década de Just Smile

 Cabeçalho três  RE.png 

       Nunca pensei dizer isto, mas hoje, 15 de Maio de 2018 dou os parabéns a este espacinho por 10 anos de alegria, sorrisos, companheirismo e muita felicidade.

       A Just Smile nasceu de um dia escuro, de um dia em que me senti um bocadinho despedaçada e sem saber bem como e o porquê, criei este espaço que hoje festeja a sua primeira década. Nunca imaginei que a Just Smile me acompanhasse por tantos anos, que vivesse tantas aventuras e que permanecesse tanto tempo na minha vida. A Just Smile, o outro lado de mim, acabou por se tornar ao longo do tempo melhor pessoa do que aquilo que alguma vez imaginei, a Just Smile ajudou-me a crescer, a reflectir, a procurar a pessoa que quero ser na vida real. Este pseudónimo que tanto partilha de mim, ajudou-me quando mais ninguém o fez, ajudou-me a manter os pés na terra quando me sentia noutra dimensão, ajudou-me a sobreviver a fases da vida tão complicadas como eu própria e ajudou-me a arriscar a felicidade, a arriscar conhecer outros mundos, outras visões, outras vidas. A Just Smile, essa miúda que por aqui escreve, fez-me tornar numa mulher de sonhos, de ambições, de concretizações, simplesmente porque fez o que eu própria nunca faço, se expôs ao mundo (talvez por isso ainda mantenha o anonimato).

      Hoje, neste 10º aniversário da Just Smile, do outro lado de mim, sinto uma gratidão imensa. Grata por esta equipa do Sapo que me mima com os destaques, grata por todos os vossos comentários que me fizeram ter força quando mais precisava. Grata pela partilha da minha felicidade convosco. Grata por a minha história estar nestas 'páginas' de a poder partilhar com vocês e comigo mesma. Grata pelas amizades que aqui fiz, que não são só virtuais, que são reais, pessoas que acarinho, pessoas que marcaram o meu caminho e que têm sempre a palavra certa, na altura certa. Grata por tudo o que recebi durante estes 10 anos. Grata por só me sentir completa enquanto a Just Smile existir. E quantas histórias partilhamos, quantos altos e baixos tivemos, quantas vezes pensei fechar este espaço achando que não fazia sentido. Sinto-me grata por nunca ter tido a coragem de o fazer. 

      A prenda para festejar esta década de Just Smile? Uma mudança de casa. Faz todo o sentido. A minha vida está a mudar, estou prestes a casar-me, quero mudar a minha vida profissional e quero continuar a crescer de uma forma positiva como o fiz até aqui, por isso a mudança é também necessária para a Just Smile. Este é o meu presente para a personagem que me acompanha há dez anos.

       Obrigada, apenas isso. Obrigada do fundo do coração!

10 ANOS.png

08
Fev18

Como manter vivo um blog?

(Imagem retirada daqui)

 

       Nem sempre é fácil manter um blog vivo, activo e motivante para quem lê e para quem escreve. Ultimamente tenho dado por mim a pensar sobre o que será o próximo post e acabo por ter algum tipo de bloqueio. Aqui há uns tempos conseguia escrever três e quatro posts de seguida, nos últimos tempos, não sei se é do frio, do cansaço ou de tanto trabalhar, que dou por mim a ter um bocadinho de dificuldade em escrever. Aliás, a dificuldade nem está em escrever, mas em saber sobre o que escrever. Não quero tornar-me maçuda, nem para comigo, nem para quem me lê. No fundo, este blog é a exteriorização dos meus pensamentos, o registo das minhas vivências e experiências, mas nem sempre tenho a capacidade e a vontade para escrever. Ultimamente nem sei bem sobre o que escrever, tenho andado com tanta coisa na cabeça que dificilmente me tem surgido inspiração para inovar, para ser diferente. Não quero escrever o que toda a gente escreve, não quero dar as dicas que toda a gente dá e nem quero ser negativa. Quero simplesmente motivar-me, motivar-vos a cá regressarem e ajudar-me a crescer como pessoa que escreve neste pequeno espaço. A vida é rápida, exige de nós, mas temos de arranjar tempo para as coisas que gostamos e este blog é umas das coisas que mais gosto e por isso tento sempre arranjar um tempinho para ele.

      Dei então por mim a perceber que ainda assim escrevo todos os dias, e como o faço? Pois bem, parei, pensei, reflecti e compreendi que o faço de uma forma simples, como uma espécie de necessidade que tenho dentro de mim. Escrevo porque preciso, porque gosto e mesmo às vezes faltando-me o tema ou a imaginação, arranjo sempre algo. E como consigo arranjar sempre algo para escrever?

      Vou ali às notas do meu telemóvel e vejo quais são os temas que tenho guardados. Por vezes, quando me vou deitar, quando estou a conduzir, quando estou numa esplanada ou simplesmente à conversa lembro-me de algo que vos quero escrever e para não o perder registo nas notas do telemóvel. Tenho sempre lá alguns temas que quero abordar, alguma ideia que me surgiu e utilizo-a neste meus momentos de bloqueio.

       Leio muitos blogs, a verdade é que ler outras pessoas nos inspira. Aliás, se me envolvi no minimalismo foi porque me inspirei noutras pessoas. Não falo em copiar posts, nem opiniões, mas consigo sempre encontrar inspiração nas palavras dos outros. É bom ler outros blogs, ver o que anda por aí e ajuda-nos a encontrar o nosso próprio espaço, o nosso próprio caminho.

       O dia-a-dia pode ser uma fonte de inspiração. Eu sei que a maioria das vidas têm uma rotina criada e que dificilmente saímos dessa rotina, eu olho para mim mesma e vejo que tenho uma rotina mais que criada. No entanto, todos os dias hão de ser diferentes, todos os dias surgem novas conversas, novos pensamentos e novas temáticas e o que faço é guardar uma palavra-chave para mais tarde a poder desenvolver por aqui. Até as notícias podem ser boas inspirações, apesar de raramente o serem para mim.

      Programar posts, há quem seja contra, mas eu não acho que tenha algum problema. Eu gosto de programar posts, se o conseguisse fazer sempre era perfeito. Assim consigo fazer um post mais cuidado, rever mais que uma vez o que escrevi e partilhei e sei que assim consigo estar sempre presente neste cantinho. Há dias em que o tempo é bastante limitado e noutros nem tanto, então qual o mal de programar um post? Foi uma opção que aprendi há pouco mais de um ano, mas tem-me sido muito útil!

       São quatro formas de manter este espaço activo, não por obrigação, mas por gosto, por vontade própria. Eu gosto deste espaço e serve-me como uma espécie de terapia e por isso faço questão de conseguir escrever algo diariamente. Por isso gosto tanto deste espaço, porque me faz bem e só faz bem se o conseguir manter vivo, de mim para vocês e de mim para a outra Just que escreve aqui todos os dias. Nem sempre a vida é fácil, é demasiado exigente para connosco, mas o que nos faz bem tem de ser sempre uma prioridade. E quais são os vossos truques para manterem o vosso blog vivo?

Sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Segue-me ainda em...


Justsmile91's book recommendations, liked quotes, book clubs, book trivia, book lists (read shelf)
Revista Inominável

Nas páginas de...

2018 Reading Challenge

2018 Reading Challenge
Justsmile91 has read 0 books toward her goal of 12 books.
hide

Parcerias

Emprego em Portugal