Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

justsmile

20
Set18

Isto de estar casada....

IMG_2412.JPG

(Imagem de Just Smile)

 

     Isto de estar casada é tudo ainda um tanto ou quanto estranho. Por vezes ainda sinto que estou apenas numas férias prolongadas com Ele, em que temos de manter os nossos empregos. Não acho que estejamos na fase da lua-de-mel,na verdade nunca fomos melosos, mas tudo ainda me parece um tanto ou quanto surreal. Por vezes dou por mim, sentada no sofá, com Ele ao lado, e a observá-lo disfarçadamente e a tentar incutir nos meus pensamentos que agora sou uma mulher casada, que aquilo que um dia eu sonhei para mim está mesmo ali ao meu lado. É meloso, eu sei, mas é verdade. Pareço estar numa espécie de adormecimento, mesmo quando discutimos (sim, claro que já aconteceu, ou será só contra-argumentar?), em que tudo parece ainda um sonho. Sinto-me ridícula a dizê-lo, pareço a menina que acredita nos contos de fadas e que anda sempre de cor-de-rosa, mas sinto-o. É claro que nada é um mar de rosas, é claro que eu nem sempre tenho um feitio fácil, assim como Ele, mas adaptarmo-nos tão bem um ao outro como se sempre tivéssemos vivido juntos.

       Há hábitos que aprendi que Ele tinha que não fazia a menor ideia, como deixar as gavetas e as portas abertas. Ou deixar a toalha do banho toda enrolada sem a deixar secar ou até o facto de chegar a casa e trocar logo de roupa. E de certeza que Ele aprendeu que não sou a dona de casa perfeita, que odeio aspirar, que odeio acumular roupa na cadeira e que não sou tão picuinhas quanto isso nas limpezas ou que até nem sempre sei preparar as medidas certas para cada refeição. É óbvio que fomos aprendendo mais sobre um e sobre outro, mas temo-nos encaixado muito bem. Ele tem-me surpreendido imenso, apesar de ter dias em que o humor se reflecte nele, tem demonstrado ser um marido "quase-perfeito" que eu jamais conseguiria imaginar. É óptimo chegar a casa e saber que mais tarde ou mais cedo Ele também chega, é bom dividir as tarefas sem ter de reclamar ou dizer seja o que for. É óptimo à noite ter o miminho e não ter de o escorraçar para ir embora, apesar de eu ter de me auto-escorraçar para dormir e Ele ficar mais um bom pedaço a ver televisão. Esta sensação de que tudo ainda é um pouco surreal, ao fim de dois meses, é maravilhosa e só a consigo atribuir à felicidade que sinto em estarmos juntos, em saber que Ele é o meu presente e o meu futuro (oH! Tanta panisguice!).

      O único 'se'? Desde que casamos que parece que estamos menos juntos que antes. Ele começou a dar treinos de futebol a miúdos, o que acho fantástico, e eu ao mudar de emprego mudei radicalmente de horas para deitar e para levantar. Estranhamente tenho a sensação que estamos menos tempo juntos do que quando estávamos solteiros. Talvez ainda precisemos de regular horários, criar a tal rotina que tanto tenho falado, mas a verdade é que me sinto feliz como nunca o fui. É esta a sensação de se ser uma mulher casada?

 

19
Set18

Hábitos a incutir na minha vida

(Imagem retirada daqui)

 

       Comecei Setembro com a vontade de mudar e a verdade é que muita coisa mudou na minha vida. Mudei de emprego e tudo isso acarreta uma mudança em todas as outras áreas da vida, a enorme influência que um trabalho tem na vida de uma pessoa é indiscutível. Ainda assim, ao fazer o desafio 30 dias minimalista (que tal vos está a correr?) tenho-me apercebido que muitos dos desafios são coisas que já me estão incutidas há algum tempo ou até mesmo há alguns anos. Na fase em que me encontro já é normal encontrar o armário da roupa arrumado ou até passar dias sem gastar sequer um cêntimo, o que não quer dizer que ainda existam coisas a melhorar. E é isso que o desafio me tem demonstrado, que alguns dos passos sugeridos já foram adquiridos, mas que está na altura de dar mais um passo na organização e gestão do meu tempo, que está na altura de conseguir mudar alguns hábitos e até de criar outros. Tenho ponderado bem sobre os que são ou não viáveis e acho que cheguei a uma solução e partilhá-la com vocês, apenas me vai obrigar a entrar nessa rotina. Então, os hábitos que quero incutir na minha vida:

        - Limpar a casa ao longo da semana, voltar a esta rotina de trabalhar seis dias por semana fez-me compreender que estava a desperdiçar os meus sábados a limpar a casa. Saía do trabalho já cansada e em vez de ir passear, relaxar ou simplesmente descansar, ia terminar de limpar a casa. Isto vai acabar, quero ver se à quinta-feira e à sexta consigo fazer as minhas tarefas. Tenho a certeza que existirão excepções, mas quero ver se incuto este hábito de forma a poder aproveitar mais o tempo com Ele.

      - Criar um plano de refeições. A coisa não tem corrido muito mal, consigo sempre descongelar as coisas de véspera (desde que casamos ainda não tivemos de descongelar nada no microondas), mas admito que me chateia acabar de comer e começar já a pensar no que tenho de fazer para a refeição do dia seguinte. Assim, dava jeito sabermos sempre o que fazer e não repetir refeições, por isso, ao domingo vou ter de me sentar com Ele e planear a nossa semana em refeições, até porque agora levo sempre almoço para o trabalho.

       - Ir à piscina, vai ser para a próxima semana. Eu sei que ando sempre a adiar, mas na semana passada andei a dar formação, esta semana vou ter formação e os horários nunca são cumpridos, o que só complica as coisas. Mas já me mentalizei que na próxima semana, quando Ele for dar treino aos miúdos, que tenho mesmo de aproveitar e ir à piscina.

       - Experimentar uma receita nova por mês. Tenho inúmeras receitas no Pinterest guardadas à espera de serem concretizadas. Na Yammi então nem se fala, por isso, vou obrigar-me a uma vez por mês experimentar fazer algo novo. Começo a aprender que gosto de cozinhar e quero aproveitar essa vantagem para começar a experimentar coisas novas.

       - Comer fruta no lanche da manhã. Neste novo emprego tenho um horário bem definido para o lanche da manhã e queria aumentar a minha ingestão de fruta, por isso vou aproveitar este horário para comer mais uma peça por dia.

       - Planear os meus posts. E aqui chega o blog, aquilo que me tem feito um bocadinho de falta. Neste novo emprego não estou tanto tempo ao computador, nem tão disponível e tem-se tornado complicado gerir este espaço, pois à noite a única coisa que me apetece fazer é desligar o cérebro, mas vou ver se consigo nas minhas horas de almoço planear melhor este espaço que me faz tão bem.

        São simples hábitos, mas que os quero realmente incutir na minha vida, pois acredito que apenas me ajudarão a aproveitar melhor o que há de bom. Gostava de os implementar até Dezembro, pelo menos estou cheia de vontade para que isso aconteça! Desejem-me sorte!

18
Set18

E a vida voltou a ficar de loucos!

        Ainda há algum tempo me "queixava" do quão complicado estava a ser criar uma rotina sustentável depois de ter casado, agora a isso, juntem um novo emprego a quase 50 minutos de viagem. Pois, a rotina voltou a cair por água a baixo e ando meia desorientada no meio disto tudo. Um dia normal, não existe e para já as únicas certezas que tenho é que me levando às 7h da manhã e que pelas 23h15 espero estar a ir para a cama.

        A vida deu duas grandes voltas em apenas dois meses. Criar uma nova vida a dois é óptimo, mas não deixa de ter o seu quê de estranho, admito que durante algum tempo tinha apenas a sensação de que estávamos ainda de férias. Agora o conceito de viver a dois começa a cair em mim, mas durante algum tempo apenas foi estranho, agradavelmente estranho. Quando finalmente me comecei a aperceber de que já tínhamos iniciado a criação de uma nova rotina, na qual parecíamos estar em sintonia, bem que a vida dá uma nova volta e voltamos à estaca zero. Por óptimos motivos, é claro. Há muito, talvez desde sempre, que desejava mudar de emprego e finalmente essa vontade, esse desejo, esse esforço, concretizou-se. Sem querer pensar em rotina, em conforto ou fosse no que fosse, arrisquei e atirei-me de cabeça a este novo emprego. Agora, ao fim de quase três semanas, apercebo-me novamente que a rotina está-me a fazer falta.

       Tenho tanto que quero fazer, mas está a ser difícil de gerir horários. Ainda não consegui voltar à piscina, não tenho conseguido gerir os meus posts no blog e nem sequer as minhas leituras. Ontem finalmente peguei num novo livro, mas só tive a capacidade de ler duas páginas. Mas dei por mim a ter um momento reconfortante por dia, algo que nem sabia ter (e não digam a Ele senão estou desgraçada), o meu momento de relaxamento nos últimos tempos, tem sido quando faço o jantar. O momento em que estou eu e os tachos é o momento em que tenho tido a capacidade de desligar o cérebro e conseguir relaxar um bocadinho, isto porque os meus serões têm sido a estudar formações para apresentar, preparar material e até estudar. O único momento em que me sinto desligar é realmente na cozinha, mas é o nosso segredo!

        De resto sinto que ainda não tomei as rédeas das coisas. O blog tem ficado para trás, a casa parece estar sempre num caos e agora nem consigo fazer a cama antes de sair de casa, não tenho conseguido ler e até ver um episódio de 30 minutos durante a semana tem sido uma verdadeira aventura contra o tempo. Mas sabem uma coisa? A casa pode estar caótica, o trabalho pode estar a tomar-me muito tempo e até posso nem ter pegado num livro há uns quantos dias, mas sinto-me feliz. Sinto-me feliz como não me sentia há uns bons anos, pois estou feliz no meu pleno. Estou feliz por todas as voltas que a minha vida deu nos últimos tempos, estou feliz por finalmente começar a concretizar os meus sonhos. O resto? O resto virá a seu tempo.

Sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Segue-me ainda em...


Justsmile91's book recommendations, liked quotes, book clubs, book trivia, book lists (read shelf)
Revista Inominável

Nas páginas de...

2018 Reading Challenge

2018 Reading Challenge
Justsmile91 has read 0 books toward her goal of 12 books.
hide

Parcerias

Emprego em Portugal