Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

justsmile

16
Mai18

Do amor... #27

 

Ultimamente andamos os dois viciados na'A Casa de Papel da Netflix. O tempo tem sido pouco e o cansaço enorme, conclusão, sábado à noite, depois de termos visto a Eurovisão ainda arriscamos ver um episódio da série. Ele ao fim de 20 minutos adormeceu, eu, raramente adormeço a ver coisas que realmente gosto e vi o episódio completo. No dia seguinte, depois de termos arrumado os electrodomésticos, depois de termos feito desaparecer umas quantas caixas e de termos limpo o chão (que por alguma razão continua cheio de pó e lixo das obras) sentamo-nos no 'sofá' para ver mais um episódio. E aqui é que compreendi o amor. Verdadeiro amor foi deixá-lo ver novamente o episódio, enquanto eu li mais um bocadinho do meu livro. 

Amor é veres novamente um episódio da tua série preferida, apenas porque Ele ainda não viu.

28
Mar18

Do amor... #25

(Imagem retirada daqui)

 

Ontem, já deitados no sofá debaixo da manta, do nada Ele diz:

- Vou mesmo casar-me contigo, como é que é possível?

- Que tem? Não queres passar o resto da tua vida comigo? - questionei-o, olhando para aqueles olhinhos de sono.

- Quero claro, mas não pensei que algum dia me casasse.

- Diz o homem que ao fim de um mês de namoro me pediu em casamento. Essa conversa de que não querias casar é toda muito bonita, mas no teu inconsciente querias, senão não me tinhas pedido em tão pouco tempo.

- Oh, eu só pedi porque sabia que querias.

- Mesmo nunca tendo falado no assunto. Ainda assim eu queria casar, mas dispensava esta festa toda, eu só queria o piquenique! - argumentei pela milionésima vez. De todo este processo, a grande festa é a parte que ainda me causa maior confusão.

- Mas eu nem queria casar. - co-argumenta o senhor. - E vou-me casar.

- E eu só queria o piquenique e já vou na quinta, no vestido grande, no fotógrafo. Eu só queria casar e o piquenique! - argumento, isto visto de uma noiva que continua a achar que seria um casamento maravilhoso um piquenique no parque da cidade.

- Está bem, mas voltemos ao início. O que importa mesmo é que vamos casar-nos.

E no fundo, apesar da festa ter sido escolha dele, apesar de fazer de conta que nunca se quis casar, a verdade é que no fim disto tudo o mais importante é que nos vamos casar.

 

26
Mar18

Ele #11

Ele vira criança quando brinca com os meus sobrinhos, agora também seus.

Ele perde-se tanto como eu a comprar presentes para os mais pequenos, sejam sobrinhos ou primos.

Ele fica com aquele sorriso babado quando o sobrinho o chama ou atira-se para o colo dele.

Ele faz-se de durão, faz-se de homem forte, mas perde-se quando tem um sobrinho ao colo e outro agarrado ao pescoço.

Ele perde-se deitado no chão ao lado deles, seja a brincar com os legos, seja um por cima do outro em grandes palhaçadas.

Ele nunca diz que não a estar com os sobrinhos.

Ele adoptou os meus sobrinhos como dele.

Ele diz 'os meus sobrinhos'.

Ele deixa-me derretida quando o vejo, pelo canto do olho, a brincar com os miúdos. 

Ele derrete-me pela forma como gosta dos homens da minha vida.

Sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Segue-me ainda em...


Justsmile91's book recommendations, liked quotes, book clubs, book trivia, book lists (read shelf)
Revista Inominável

Nas páginas de...

2018 Reading Challenge

2018 Reading Challenge
Justsmile91 has read 0 books toward her goal of 12 books.
hide

Parcerias

Emprego em Portugal