Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

justsmile

15
Jul20

Deixar para trás

(Imagem retirada daqui)

        Por vezes guardamos as coisas negativas da nossa vida sem nos apercebermos disso. Trazemos aos ombros ou na memória como um pequeno desconforto, não é pesado, mal damos pela sua presença, mas de volta em volta, lá se mostra mais pesado que os outros dias. Acabamos por sentir que está sempre connosco, como uma pedra no sapato. Poderá ser uma desilusão, uma pequena dor, um abandono ou até a saudade de algo que já não volta. São pequenos sentimentos negativos que nos fazem sentir presos a algo, sem saber bem o quê, mas que fica no nosso inconsciente. Que traz consigo a nostalgia num dia cinzento ou a saudade de uma conversa com alguém que já não faz parte da nossa vida.

          Hoje, tenho uma vontade enorme de deixar esses momentos negativos fora da minha inconsciência. Quero deitá-los ao lixo. Quero voltar a caminhar sem pedras nos sapatos e de ombros leves. Quero deixar as conversas desagradáveis fora das minhas memórias. Quero esquecer as traições, as desilusões e as faltas de consideração. Quero deixar para trás o que fez parte do passado e que já não faz mais. Quero esquecer a saudade de algumas pessoas que não fazem parte da minha vida. Quero esquecer a mágoa, a dor, a saudade. Não quero voltar a pensar em momentos tristes. Quero que fiquem fechados numa caixa e que desapareçam no meio da tempestade. Quero cruzar-me com algumas pessoas na rua sem ter de pensar nas mil e quinhentas histórias do passado. Quero voltar a sítios e que estejam limpos de maus momentos. Quero que fique o bom.

          Hoje quero que fiquem as memórias boas e não as razões dos afastamentos. Não quero reaver as pessoas, mas também não lhes quero guardar a mágoa. Este é o meu problema, perdoo, mas fico sempre com a memória gravada da mágoa. Quero afastar-me disso. Quero poucos, mas bons. Quero estar grata pelo que tenho e não pensar no que perdi. Quero aprender com as desilusões, mas ficar de alma leve depois de cair. Hoje quero deixar os sentimentos maus para trás.

22
Jun20

Ele #15

Não gosto de andar às turras com Ele.

Não gosto de me chatear com Ele, mas também não gosto de me perder n'Ele e esse é um dos meus maiores medos.

Sinto que às vezes sou um bocadinho injusta com Ele, talvez sejamos um bocadinho um com o outro de longe a longe.

Mas no final do dia vejo o meu melhor amigo, vejo-o como a pessoa que me preenche e que me faz feliz.

Vejo n'Ele a minha felicidade, todos os dias. 

E como costumo dizer, não gosto d'Ele todos os dias e todos os minutos, mas Amo-o todos os segundos da minha vida.

26
Nov19

Parabéns Magda!

       Conheci a Magda num dia de chuva, em que apanhei uma montanha de trânsito na cidade do Porto e em que o sistema de ventilação do meu carrinho sujou a camisa branca d'Ele (coisa que o deixou bastante irritado). Conheci-a na apresentação do seu livro, de um dos seus livros, sentada numa poltrona enquanto falava da sua paixão pela escrita e pela leitura. Estava encostada à parede enquanto assistia a toda a apresentação, admito que parecia um bocadinho surreal, ver ali alguém que se calhar não sabia quem eu era e que falava comigo há meses pela internet. Lembro-me bem de pensar de um dia querer conseguir chegar a onde ela estava, tão confortável na sua pele e a falar para um punhado de pessoas sobre as suas paixões. Caramba, a Magda da internet era exactamente a mesma pessoa ao vivo. Fiquei ali a assistir da plateia e sentia um orgulho enorme por a conhecer, afinal já a considerava minha amiga, mesmo ela ainda só me reconhecendo com a imagem que ainda todos me conhecem por estes lados. No fim daquela sessão, tão aconchegante e tão estranhamente familiar, fui-me apresentar como a Just e lembro-me perfeitamente das suas palavras "Bem me parecia, és muito parecida com a imagem que tens no blog", coisa que até hoje discordo totalmente. Desde aí nunca mais nos deixamos de falar, a coisa vai para aí com 6/7 anos? Hoje vejo na Magda uma amiga, nela e na passarada, mas a Magda será sempre a primeira pessoa do mundo virtual que conheci, com quem troquei livros, postais e presentes. A pessoa com quem falo com regularidade e em quem vejo uma conselheira e amiga ou apenas um riso nos momentos de parvoíce. É aquela pessoa que reorganiza horários para poder estar um bocadinho connosco, quando o Norte visita Lisboa. É aquela pessoa que é capaz de fazer 300km para jantar connosco (vá, esta foi uma excelente surpresa!) e que está sempre disponível para seja o que for.

         A Magda, uma das pessoas mais especiais da minha vida (caramba, estou mesmo lamechas, mas gosto mesmo dela!) faz hoje 50 anos, meio século de vida e de muitas gargalhadas (mesmo nos tempos mais difíceis). Hoje, esta grande Mulher e grande Amiga está de parabéns e era impossível não lhe aconchegar um bocadinho o coração!

 

P.S.: Desculpa pelo atraso de 14 minutos Magda, mas já sabes como sou distraída!

Inspiração do Mês

Sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Segue-me ainda em...


Justsmile91's book recommendations, liked quotes, book clubs, book trivia, book lists (read shelf)

Nas páginas de...

2020 Reading Challenge

2020 Reading Challenge
Justsmile91 has read 0 books toward her goal of 12 books.
hide

Parcerias

Emprego em Portugal estudoemcasa-mrec