Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

justsmile

13
Jul20

Bodas de Algodão

IMG_20200710_112838.jpg

(Imagem de Just Smile)

        Faz hoje dois anos que o encontrei no altar. Faz hoje dois anos que o vi mais nervoso do que nunca. Faz hoje dois anos que trocamos alianças e que nos unimos como sendo um. Faz hoje dois anos que demos o nó.

         Se nas nossas Bodas de Papel dizia que o nosso primeiro ano de casados tinha sido um turbilhão de problemas e acontecimentos, finalmente tivemos direito ao nosso ano de lua-de-mel. Finalmente, entrou nas nossas vidas algum nível de tranquilidade e conseguimos dedicarmo-nos mais um ao outro, ao nosso casamento. Por vezes distraímo-nos e deixamo-nos cair na rotina, na correria do dia-a-dia e deixamo-nos apenas ficar agarrados aos nossos pensamentos. Outras vezes tentamos sair da nossa zona de conforto e saímos, voltamos a ir a parques e esplanadas (tirando em época de covid...), fazemos jantares saborosos dedicados a nós próprios. Este ano tivemos mais domingos nossos, de ficarmos a namorar no sofá ou simplesmente a ver televisão. Conversamos mais, sonhamos mais. Acertamos melhor os nossos horários. Começamos a concretizar o sonho de construir a nossa casa. Este foi sem dúvida o nosso ano, a força que ficou do primeiro poderá permanecer, o resto poderá ser para esquecer.

             Ao fim destes dois anos continuo com a mesma certeza que tinha no dia em que me casei, casei com o meu melhor amigo. Casei com a pessoa com quem mais quero falar, com quem mais quero estar, com quem mais quero partilhar. Casei-me com a pessoa que mais quero ver feliz, que mais quero ver bem. Casei-me com a pessoa por quem faço tudo para ver sorrir. Casei-me com a pessoa que me completa. Temos as nossas brigas, as nossas chatices, as nossas quedas na rotina. Temos a nossa necessidade de sermos abanados, temos a necessidade de sermos acordados, mas somos nós. Aqui há tempos perguntei-lhe como definiria o nosso casamento, respondeu-me "Como nosso", a resposta na altura não me satisfez, senti-a como incompleta e pouco reflectida. Hoje faz-me todo o sentido. É impossível comparar o nosso casamento, é impossível definir o nosso casamento, porque simplesmente é nosso. Hoje, este nosso completa dois anos e que venham muitos mais ao teu lado.

                   Juntos, para o infinito e mais além.

15
Jul19

Bodas de Papel

IMG_2495.JPG

(Imagem de Just Smile)

       Um ano passou desde que demos o nó. Gostaria de falar de um mundo cor-de-rosa, de um ano dedicado apenas e exclusivamente um ao outro. Poderia até dizer que nos encaixamos que nem luvas assim que começamos a viver juntos ou até que nunca discutimos e que este foi sem dúvida o melhor ano da minha vida. Estaria a mentir. Um ano passou e se por um lado tenho a sensação que apenas passaram alguns dias desde o dia do nosso casamento, por outro parece que já se passaram vários anos desde que vivemos juntos. O que tinha idealizado para o nosso primeiro ano de casados não se concretizou, tinha imaginado uma vida dedicada um ao outro, uns fins-de-semana fora e até tempo de qualidade, saiu tudo ao lado. Os problemas surgiram pouco depois de casarmos, não entre nós, mas fora daquela bolinha em que apenas existíamos nós. É claro que tivemos as nossas brigas sobre as sapatilhas desarrumadas, sobre a porta aberta e a minha necessidade de ter sempre tudo arrumado, mas essas pequenas coisas foram as mais fáceis de lidar. Ao fim de alguns meses de casados, já tínhamos a nossa rotina, assentada sobre um número infinito de tarefas, sobre mudanças de emprego e novas actividades voluntárias, até as tarefas já estavam bem divididas e cada um sabia bem a sua função. O problema foram as questões externas, aquelas coisas que não estão nas nossas mãos e que nos abalaram pessoalmente, o cansaço foi extremo e existiram momentos em que a impotência nos bateu de frente. No entanto, se o último ano foi tão conturbado e com tantas questões que nos levaram à exaustão, a verdade é que também foi um ano de crescimento e de provas de amor.

        O primeiro ano de casados não foi fácil, longe disso, mas foi também a maior prova e a maior certeza de que casar com Ele foi a melhor decisão que tomei na minha vida. Ao longo do último ano crescemos juntos, apoiamo-nos mutuamente, com momentos de mais ou menos paciência, com mais ou menos discussões, mas com um amor que foi reforçado com tudo o que foi vivido, com todas as dificuldades e adversidades que nos foram surgindo pelo caminho. Em cada momento do último ano apercebi-me do quão certos somos um para o outro, de que tudo faz sentido para estarmos juntos, de como nos encaixamos um no outro. É no final de cada dia, ao regressar à nossa casa que sinto o coração aconchegado, é nos momentos em que nos cruzamos no sofá, abraçados um ao outro, que sinto que tudo faz sentido. Este primeiro ano de casamento não foram só maravilhas, mas sinto que foi um ano de provas de amor, de crescimento em conjunto e de provar que fomos feitos um para o outro.

          Juntos será para o infinito e mais além, que este seja apenas o nosso início.

17
Ago18

Afinal ainda se fazem votos de casamento!

   

(Imagem retirada daqui)

 

     Sempre quis dizer os nossos próprios no dia do casamento. Inicialmente não foi fácil convencê-lo, mas ao fim de alguma insistência e uma quantidade enorme de argumentos, Ele lá cedeu e no dia do nosso casamento teríamos os nossos próprios votos. Queria algo nosso, não queria que fosse igual aos de toda a gente e muito menos e que fossem palavras banais e atiradas ao vento. Admito que não foi a coisa mais fácil de escrever, queria dar-lhes a perfeição, mas foi ao fim de alguma divagação que se eu própria não era perfeita, porque haveria de querer limar cada linha das minhas palavras? Deixei então fluir, num dos meus momentos de inspiração e até ao dia do casamento nunca mais lhes toquei. Escrevi de uma só assentada, sem revisões, sem alterações, mas sabia que ali estavam os meus sentimentos, aquilo que lhe queria dar de mim e partilhar com todos naquele dia. Hoje deixo-vos aqui um dos momentos mais marcantes da nossa cerimónia de casamento, os meus votos.

 

        "Dizem que tudo acontece por uma razão e cada vez mais acredito nisso. Entraste na minha vida naquele ano por uma razão. Encontramo-nos naquele momento da vida por uma razão. E a razão é apenas uma: porque a minha felicidade estaria ligada a ti. Quando nos conhecemos nunca o imaginei, afinal na minha cabeça eras aquele menino betinho que me via como a menina betinha. No entanto quis a vida trocar-nos as voltas e sermos um para o outro aquilo que nunca nos tinha passado pela cabeça. Ao teu lado aprendi a ser mais paciente, mais confiante e em ti encontrei uma calma que não imaginava ter em mim (mesmo tu não sendo a pessoa mais calma deste mundo). Deste-me uma felicidade de conto de fadas que pensava existir apenas nos livros que dizes que tanto leio, mas pela primeira vez compreendi que os contos de fadas existem, mesmo que 'o feliz para sempre' tenha os seus percalços. Quem diria que passados cinco anos de nos conhecermos estaríamos aqui, perante toda a nossa família e os nossos amigos para selarmos promessas de amor eterno. E passados esses cinco anos, perante Deus e perante todos te prometo dar os sorrisos nos dias difíceis. Ouvir-te nos momentos de confusão interna. Ajudar-te a levantar quando caíres, mas acima de tudo prometo estar a teu lado em todos os momentos, os bons, os maus e os assim-assim. Prometo amar-te, mesmo quando a paciência me faltar. Prometo tentar dar-te o melhor de mim. Mas para além de te prometer, quero agradecer-te, agradecer-te por quem me ensinaste a ser, mas principalmente por teres entrado na minha vida e me amares tanto como te amo. Contigo é para o infinito e mais além."

Inspiração do Mês

Sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Segue-me ainda em...


Justsmile91's book recommendations, liked quotes, book clubs, book trivia, book lists (read shelf)

Nas páginas de...

2020 Reading Challenge

2020 Reading Challenge
Justsmile91 has read 0 books toward her goal of 12 books.
hide

Parcerias

Emprego em Portugal estudoemcasa-mrec