Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

justsmile

29
Jan20

Porque corremos tanto?

(Imagem retirada daqui)

        Desde que sou adulta que tento lutar contra uma coisa, a correria da vida. Tenho-me esforçado por deixar de correr tanto, de andar sempre de um lado para o outro feita barata tonta, mas a verdade é que se uns dias esse meu objectivo corre melhor, noutros nem tanto. Sinto que a nossa sociedade cada vez mais promove um estilo de vida 'rápido', fugaz e com pouco tempo para parar, reflectir e até para respirar. Tenho sentido na pele que há dias em que realmente não consigo parar e que a vida, aquilo a que podemos chamar de qualidade de vida, me acaba por escapar durante a maioria dos dias. Sinto que estou numa constante correria contra o relógio, para chegar a horas ao trabalho, para chegar a horas a casa, para fazer o jantar, para poder tomar banho, para poder arrumar a roupa, para poder preparar a mala para o dia seguinte... e quando dou pelo relógio já só faltam dez minutos para poder ir descansar e dormir, para na manhã seguinte voltar a repetir tudo outra vez. Sinto que a vida me escapa e não é pelo facto de envelhecer, mas sim de não conseguir chamar a esta correria 'vida'. Tento manter-me organizada, ter bem as prioridades definidas e se umas vezes resulta, noutras tudo me sai ao lado, porque também a vida é cheia de imprevistos.

         Gosto da rotina, mas não gosto de ter esta sensação de correria para fazer o que verdadeiramente gosto. É verdade que lá vou conseguindo pegar no livro, é verdade que me tenho mantido assidua no ginásio e que até ando a ver algumas séries, mas tenho a sensação que é tudo de escapadinha. Uns 15 minutos de leitura por dia, no ginásio é esperar que termine (primeiro para não desmaiar) para chegar a casa e preparar tudo o resto, e nem dá para ver um episódio inteiro na televisão, de seja o que for. Estamos constantemente nesta correria pelas obrigações da vida e sinceramente ainda não percebi o objectivo disto tudo. Ao fim de 28 anos ainda não percebi porque corremos tanto? Porque nos colocam essa pressa diária na vida? Sabemos que o relógio só tem 24h, das quais 8h preciso de dormir e pelo menos 11h são no local de trabalho ou a caminho dele, mas o que raio ando a fazer com as 5h que me sobram? Coisas do dia-a-dia, preparar o jantar e todas as outras tarefas domésticas. E aquilo a que chamamos de qualidade de vida vai esperando pelo fim-de-semana, pelas férias e feriados...

       Por vezes obrigo-me a parar, esquecer as tarefas, sentar-me no sofá e simplesmente vegetar ou sair sem tentar criar essa ansiedade de correrias e horários. Nos dias em que estou mais cansada esqueço-me de algumas obrigações e para o jantar sai uma sopa aquecida e uma tosta mista, porque o cansaço e a cabeça precisam de repouso e de pouco trabalho. Obrigo-me várias vezes a parar para respirar, para engolir a comida, em vez de a devorar. Obrigo-me a colocar música enquanto faço as coisas para conseguir ir relaxando, até a bater o pé no chão e a cantar me obrigo para conseguir abrandar o meu ritmo enquanto corto os legumes para pôr na panela. Eu vou-me obrigando a estas pequenas coisas, pois tenho noção que preciso de prezar o meu tempo, mas aquilo a que chamo qualidade de vida e que cada vez menos é apoiado pela industria em que vivemos. Pois para mim o rápido e o fugaz não me parece bem a ninguém.

 

10 comentários

Comentar post

Inspiração do Mês

Sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Segue-me ainda em...


Justsmile91's book recommendations, liked quotes, book clubs, book trivia, book lists (read shelf)
Revista Inominável

Nas páginas de...

2020 Reading Challenge

2020 Reading Challenge
Justsmile91 has read 0 books toward her goal of 12 books.
hide

Parcerias

Emprego em Portugal