Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

justsmile

04
Nov16

Não é preciso muito para viajar

(Imagem retirada daqui)

 

Em dias que ando a preparar a minha próxima viagem, lembro-me de ouvir vários comentários de pessoas que ainda consideram que viajar é coisa de ricos. Diga-se de passagem, eu de rica não tenho absolutamente nada!

Em pleno século XXI ainda há pessoas que quando sabem que vou viajar questionam-se se me saiu o euromilhões, se sou rica ou se são os meus pais que me sustentam. Pois a essas pessoas apenas digo 'só não viajas porque não queres.'. Hoje em dia viajar é uma coisa tão acessível como comprar uma televisão LCD XPTO ou um computador. Aliás, as minhas últimas viagens ficaram bem menos que isso. Quando digo que um fim-de-semana em Madrid fica por menos de 130€ por pessoa ou que fui quatro dias a Paris por menos de 400€, as pessoas pensam que estou a mentir. Mas a verdade é que isto da internet, das companhias aéreas LowCost e empresas como o Booking são fantásticas para preparar viagens a baixos preços. A competitividade entre hotéis e sites de compra é tão grande que os preços têm vindo a baixar. É verdade que ainda há destinos caros. É óbvio que viagens para lá do continente Europeu são mais caras e até que se queres ir para um hotel de 5* vais ter de pagar por isso. Mas quem é jovem e gosta de viajar não precisa de um bilhete de avião de primeira classe e muito menos de um hotel cheio de luxos. Para viajar basta a malinha pequenina, o voo mais barato e o hotel mais central possível e que caiba dentro do orçamento reduzido.

Acredito na frase 'viajar é a única coisa que compras que te torna mais rico', aprendemos tanto sobre nós próprios que mudamos a nossa maneira de ser, a nossa maneira de explorar as coisas e até de crescer. Viajar não se tornou apenas num momento de lazer, mas de crescimento pessoal. Acredito que as pessoas que viajam são mais felizes e mais dadas ao mundo. Pelo menos eu sou assim, sinto-me assim de cada vez que viajo. E para isso não é preciso muito dinheiro, apenas é preciso:

1. Paciência. Paciência para longas horas de pesquisa de viagens nos mais variados sites de companhias aéreas. Paciência para procurar o hotel ao melhor preço e com a melhor localização. É precisa paciência para durante alguns tempos todos os dias ir verificando isto e aquilo para conseguir selecionar a opção mais económica.

2. Decisão. É necessário ter uma boa capacidade de fazer decisões na hora, seja para o voo, seja para o hotel, não deixar fugir as melhores oportunidades para depois nos arrependermos.

3. Orçamento. Acho que esta é das coisas mais importantes, definir um orçamento. Tem de ser um orçamento real, definido com todos os preços que foram sendo averiguados e com as coisas que se querem fazer e até comer durante a viagem. Desde que comecei a viajar que nunca ultrapassei o meu orçamento e nunca deixei de fazer o que queria fazer.

4. Poupanças. Normalmente o grande SE de viajar é a parte financeira, a minha também é e por isso não viajo mais, mas há formas tão simples de poupar que nem se dá por ela. Quando fui a Paris poupei durante um ano todo o dinheiro que me foi dado de prendas, de sessões que dava ao domicilio e de dinheiro que ia sobrando na carteira. Agora, para a próxima viagem não poupei muito porque estive desempregada, então como a viagem está a ser planeada apenas para Fevereiro, eu e Ele decidimos que até lá não damos prendas um ao outro, seja de natal, aniversário e outros afins. Se pouparmos aos bocadinhos na hora de viajar não dói, só não dói como não vemos o dinheiro a sair da conta.

5. Não se ser esquisito. Vamos lá ver, se queremos viajar de forma económica não podemos ser esquisitos com o avião que não tem lugares marcados ou com o hotel que não tem lençóis de seda ou que o pequeno-almoço é mais fraquinho. Se queremos viagens económicas não podemos ser demasiado exigentes, há que escolher o que parece melhor, mas sempre dentro de um orçamento realista.

 

Hoje em dia viajar não é só uma questão de riqueza, é uma questão de opção. É uma questão de prioridades e cada vez mais acredito que é uma questão de se ser menos materialista. Prefiro continuar com o meu carrinho de 98 e com as minhas botas roçadas, do que deixar de viajar. Em pleno século XXI não é preciso ser-se rico para viajar, é simplesmente preciso ter-se uma mente aberta.

4 comentários

  • Imagem de perfil

    Just_Smile

    06.11.16

    Nem sempre, e por muito que me rodeia, é só por falta de dinheiro. Aliás, sei bem essa condição e durante anos não viajei. Mas também durante anos não comprei roupa como queria, durante anos não saia com amigos quando queria ou não ia jantar fora quando queria. Por ter aprendido esses hábitos, hoje que tenho emprego, que tenho as minhas despesas, mantenho os hábitos de comprar o estritamente necessário e por isso consigo pôr algum dinheiro de lado, o dos aniversários, os dois euros que ficam na carteira e as sessões que fui dando por fora. Este ano não pus dinheiro de lado porque o desemprego assolou-me e por isso não viajei, mas em vez de ter gasto dinheiro em roupa, em maquilhagem, em jantaradas e outros afins guardei esse dinheiro para uma viagem no próximo ano que já anda a ser preparada.
    Quando digo 'não viajas porque não queres' sei que não é para toda a gente, acredita, eu sei o que é contar todos os cêntimos e hoje, por tanta prática nisso ainda consigo poupar para viagens...
  • Imagem de perfil

    Girl About Town

    06.11.16

    A questão é que nem toda a gente consegue por dinheiro de lado, não porque prefere comprar outras coisas mas porque não tem mesmo, tudo o que recebe é para pagar contas, contas que sem as pagar não se "vive"
    Há imensa gente que recebe 530 euros por mês e desse dinheiro não lhe sobra nada, é tudo para contas e para alimentação.
    Tu se consegues poupar para viagens é porque te sobra dinheiro ao fim do mês e porque deixas de comprar outras coisas para poupar para viagens mas é preciso perceber que há pessoas que não tem essa opção
  • Imagem de perfil

    Just_Smile

    06.11.16

    Não digo o contrário, até porque como te digo já passei por isso. Como te disse este ano não fui a lado nenhum por algum motivo. Mas também sei que há muiiiitos casos em que é uma questão de prioridades e nem sempre uma questão de dinheiro, se me sobra dinheiro é porque há meses em que não vou jantar fora, em que não compro nada para mim. Percebes o que quero dizer? Sei que há casos que é a falta de dinheiro e do meu passado falo, noutros é apenas uma questão de prioridades. Quantas são as pessoas que conheces que têm ordenado minimo, que se queixam que o dinheiro mal chega ao fim do mês mas que têm unhas de gel e pintam o cabelo? Eu conheço várias, mas são capazes de se queixar que não viajam...
  • Comentar:

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Inspiração do Mês

    Sobre mim

    foto do autor

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Pesquisar

    Segue-me ainda em...


    Justsmile91's book recommendations, liked quotes, book clubs, book trivia, book lists (read shelf)

    Nas páginas de...

    2020 Reading Challenge

    2020 Reading Challenge
    Justsmile91 has read 0 books toward her goal of 12 books.
    hide

    Parcerias

    Emprego em Portugal estudoemcasa-mrec