Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

justsmile

06
Mai19

É altura de parar com as comparações!

(Imagem retirada daqui)

       O ser humano tem uma tendência natural para comparar. Seja com objectos, seja com experiências, mas principalmente comparar-se com tudo e todos. Está-nos nos genes comparar se somos tão bonitas como a modelo da moda, se aquela peça de roupa fica melhor a nós ou a outra pessoa e há sempre aquela tendência de comparar ordenados e estilos de vida. É natural fazê-lo, gostamos de ter alguns pontos de referência para nos tornarmos naquilo que ambicionamos. Não vejo qualquer tipo de mal quando a comparação é saudável, quando simplesmente nos serve de guia orientador para lutarmos por aquilo que queremos. Contudo, tenho dado por mim, cada vez menos, a necessitar de fazer essa comparação seja com quem for.

       Tenho aprendido que a comparação não me serve rigorosamente de nada, se em tempos me servia de guia orientador (pelo menos gosto de pensar que era para isso que o fazia), neste momento não vejo qualquer tipo de vantagem em comparar-me seja com quem for. A minha vida há de ser sempre diferente da dos outros, existirão sempre na minha vida condicionantes que outras pessoas não têm e apesar de adorarmos usar a frase "somos todos iguais", a verdade é que acabamos por ser todos diferentes. Em tempos, ingenuamente e até talvez estupidamente, comparava ordenados e estilos de vida, sem qualquer tipo de malícia, mais com o intuito de compreender se com o meu ordenado conseguia atingir determinado objectivo. Até que compreendi, que nada disso importa, tudo depende da gestão de cada um e dos próprios objectivos que estejam na mente de cada um, até porque eu ganhando menos, consegui fazer coisas que outras pessoas não conseguiram apenas por uma questão de prioridades e objectivos, nada mais. Tenho-me apercebido ao longo do tempo que a comparação não serve rigorosamente de nada, talvez seja maturidade ou o cansaço de estar sempre a comparar-me seja com o que for. Tenho por outro lado aprendido que tenho de "coser com as linhas que tenho" e só eu consigo traçar a minha vida, não me consigo basear na de ninguém para definir o que realmente quero e posso alcançar.

        A sociedade adora que nos comparemos, porque todas queremos ter aquele cabelo perfeito, porque todos queremos aquele carro que nos faz sentir imponentes, mas a verdade é que me sinto cada vez mais longe desse estereótipo. Cada vez mais me sinto "eu" e se calhar por isso cada vez menos sinto a necessidade de me comparar seja com o que for e com quem for, todos somos diferentes e assim continuaremos, todos temos vidas diferentes e até condicionantes que advêm da pessoa que somos, então porquê comparar? Estou cansada dessa comparações, eu sou eu e vou ao ritmo que quero e posso. Chegou a altura de parar com as comparações.

4 comentários

Comentar post

Inspiração do Mês

Sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Segue-me ainda em...


Justsmile91's book recommendations, liked quotes, book clubs, book trivia, book lists (read shelf)

Nas páginas de...

2020 Reading Challenge

2020 Reading Challenge
Justsmile91 has read 0 books toward her goal of 12 books.
hide

Parcerias

Emprego em Portugal estudoemcasa-mrec