Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

justsmile

02
Nov14

De repente...

(Imagem retirada da Internet)

 

E de repente começamos a ver todos os amigos a namorar e a arranjar parceiros. De repente olho à minha volta e começo a ouvir falar de casamentos e de quem é o próximo a casar-se. De repente o namorado compra uma carrinha de tamanho familiar e começa-se a ouvir piadas sobre filhos que não estão nos meus planos a curto prazo. Dou por mim a reparar que de repente amigas e amigos começam a escolher mobílias para casa e a procurar placas de aluguer nas ruas e nos prédios. E de repente há amigos a falarem em ter-se filhos. E eu? Eu ainda me sinto uma miúda no corpo de uma rapariga com 20 e poucos anos. Sim, tenho todos esses sonhos, tenho todos esses objectivos mas nem sequer os consigo imaginar de forma tão breve. As conversas vão surgindo entre amigos de 20 e 30 anos e para muitos o problema destes planos não avançarem são comuns, as chamadas 'questões financeiras'. E afirmo entre eles que se calhar é pela falta de dinheiro que ainda não consigo imaginar avançar para casa, filhos, casamento e outros tantos fins. Mas a verdade é que mantenho em segredo a minha insegurança para sequer pensar nesses assuntos, simplesmente porque considero que ainda preciso de muita maturidade para avançar. Sim, é isso, falta-me maturidade e deixar de me ver como uma miúda de 16 anos, pois esses anos já lá vão. De repente começou tudo a crescer, a criar datas para atingir esses objectivos, a juntar dinheiro para o grande passo da vida e eu? Sonho sim, se calhar também começo a criar prazos para conseguir atingir alguns desses objectivos, mas sinto-me imatura. Sinto-me uma criança a tentar ser adulta e há certas coisas que não consigo imaginar. Os amigos falam, mandam piadas, discursam sobre os seus objectivos e as suas datas e eu penso o quanto gostava de conseguir imaginar tais coisas, mas que apenas me sinto uma miúda.

Sei que já sou grande, maior de idade e que tenho uma maturidade bem desenvolvida. Personalidade forte, teimosa até dizer chega e demasiado responsável e controladora do tempo, desenrascada e que já sei fazer de tudo, mas... Mas quando penso em todas estas coisas é quando me sinto diminuir, sinto-me ficar pequenina, quase a apetecer pedir o colo da mãezinha e pedir aos amigos que parem de me assustar com coisas tão definitivas para o futuro. Parece tudo muito giro, mas tudo ainda muito distante de mim, o que não acontece assim tanto ao se ter um namorado perto da casa dos 30 anos. Inevitavelmente os assuntos surgem, mas é quando paro e olho em meu redor que me apercebo que cresci, mas não me deixo de sentir um ser muito pequenino. É estranho ver os amigos darem passos tão importantes na vida. É estranho perceber que estamos realmente a crescer e que eu também quero crescer, mas... Sim, quero a minha independência. Sim, quero a minha casa, não tão longe do tempo quanto isso. Sim, quero filhos, mas só daqui a 10 anos. Sim, quero tudo isto, mas só quando deixar de ver esta miúda cada vez que me olho ao espelho. 

Será que sou só eu que me sinto assim? Será que sou só eu que apesar da idade me sinto uma miúda?

 

30 comentários

Comentar post

Pág. 1/2

Inspiração do Mês

Sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Segue-me ainda em...


Justsmile91's book recommendations, liked quotes, book clubs, book trivia, book lists (read shelf)

Nas páginas de...

2020 Reading Challenge

2020 Reading Challenge
Justsmile91 has read 0 books toward her goal of 12 books.
hide

Parcerias

Emprego em Portugal estudoemcasa-mrec