Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

justsmile

10
Mai18

Alguém me explica? #4

 

        Como é que subitamente somos todos tão puros e tão críticos? Depois da primeira semi-final da Eurovisão as críticas tornam-se fortes relativamente a coisas que me parecem absurdas, nomeadamente o sketch do Herman José que apenas me parece uma crítica aos portugueses e não ao Sr. Britânico (aqui), mas ainda assim todos ficaram extremamente ofendidos. Isso e ainda críticamos o inglês da Catarina Furtado (aqui)? A sério? Alguém me explica como todos temos cursos de criticismo e como de repente todos nos tornamos tão púdicos que não sabemos encontrar a piada em lado nenhum? É que eu não consigo perceber...

 

18
Out17

O país dos bons juízes

(Imagem retirada daqui)

 

"Galicia faz manifestações por causa de quatro mortos provocados pelos incêndios.

Portugal perde dezenas de vidas por causa dos incêndios e chora-se."

 

    Esta foi uma das frases que li pelo Facebook nos últimos dias. Apesar de concordar, de quem veio impressionou-me. É de alguém que nunca participou numa manifestação, que nunca fez nada pelo país e que apenas sabe falar mal de Portugal. Veio de alguém que fazia parte dos que choram, dos que vêem as coisas passar, que se queixam e que nada fizeram para melhorar o país. E como esta frase vi tantas outras que acompanham este exemplo. E vindas de tantas outras pessoas que sempre se sentaram no sofá, assistiram às notícias e nada fizeram. De pessoas que nunca souberam o que é participar numa manifestação, de pessoas que nunca levantaram a voz para defenderem os seus ideais na escola, quanto mais agora em adultos. São pessoas que apenas se revoltam e se revolucionam nas redes sociais, pois quando chega a hora de se levantarem no sofá dói-lhes as pernas. Já diziam os Deolinda:

"Agora não, que me dói a barriga...
Agora não, dizem que vai chover...
Agora não, que joga o Benfica...
e eu tenho mais que fazer..."

      Pessoas sempre demasiadas ocupadas para fazerem parte da acção, mas que arranjam sempre dois minutos para deixarem as palavras cheias de ira e de revolta pelas redes sociais. Pessoas que têm sempre uma resposta na ponta da língua, uma solução para qualquer problema e uma sugestão pronta a dar. Por incrível que pareça nunca participaram em actividades voluntárias, nunca fizeram nenhum tipo de cartaz e nem sequer fizeram por melhorar o local onde vivem, quanto mais o país. Mas são pessoas sempre cheias de ideias, de argumentação e de soluções! Hoje, são bons juízes das redes sociais. Hoje sabem dar as sentenças a quem surge, sabem dizer qual o problema e sabem como o resolver, mas meter as mãos na massa? Isso que sejam os outros, pois a parte deles, que era apontar, já foi feita.

      Hoje é esta a minha visão do povo português. Sempre prontos para a palavra, que cada vez mais perde o seu 'dom'. Sempre prontos para chorar as desgraçadas e criar a confusão nas redes sociais. Mas e a acção? Já participei em manifestações. Já fiz cartazes. Já levantei a voz sozinha quando achei necessário. Já fiz voluntariado. Já fiz parte de muita coisa na minha terra. E vocês? O que fizeram para melhorar o nosso país? É que falar, de pouco serve. Criticar não muda, senão mudarmos.

 

17
Out17

Não vou dissertar sobre o assunto.

Não vou falar com vocês sobre os incêndios.

Não vou colocar as imagens aterradoras que no domingo se viam da minha casa.

Não vou dizer para despedirem a ministra.

Nem tão pouco vou dizer para se deitar um governo a baixo.

Nem mesmo vou falar sobre as casas que se perderam, as famílias que ficaram sem nada.

Falar serve de tão pouco.

Ver as notícias deixa um peso no peito.

Ir à varanda e sentir o cheiro a queimado agarrado à humidade da manhã deixa-me em baixo.

Não vou colocar gostos em todas as fotos sobre incêndios, bombeiros e afins.

Não vou partilhar com ninguém o luto deste país, desta situação, que sinto cá dentro.

Não vou compactuar com as pessoas que se excitam com o fogo.

Não vou indignar-me e nada fazer.

Vou sim enviar alimentos como poder.

Vou sim entregar roupas que estejam boas para quem precisa.

Vou sim estar atenta aos montes à nossa volta.

Não vou entrar nesta onda que satisfaz tanto quem gosta de fogo.

Não vou tornar ainda maior o 'sucesso' dos incendiários, pois acredito que quanto mais atenção, mais notícias existirem, mais desgraças continuarão a acontecer.

Hoje não vou dissertar-vos sobre o assunto.

Não vos vou falar do que realmente vai cá dentro.

Hoje vou apenas manter-me em silêncio.

Inspiração do Mês

Sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Segue-me ainda em...


Justsmile91's book recommendations, liked quotes, book clubs, book trivia, book lists (read shelf)

Nas páginas de...

2020 Reading Challenge

2020 Reading Challenge
Justsmile91 has read 0 books toward her goal of 12 books.
hide

Parcerias

Emprego em Portugal estudoemcasa-mrec