Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

justsmile

07
Ago18

Perdida por terras Mexicanas... #1

IMG_2483.JPG

       Como é do conhecimento de alguns a nossa lua-de-mel passou por terras Mexicanas. Nunca foi uma ambição minha ir ao México, mas o homem estava interessado e os destinos que eu queria implicavam grandes probabilidades de chuvas torrenciais. A decisão não foi assim tão complicada e sendo a primeira viagem que Ele realmente queria fazer cedi ao óbvio e lá fomos nós para uma semana no paraíso.

IMG_2412.JPG

        Admito que quando fui para o México ia com poucas expectativas. Há anos que não tirava férias num tudo incluído e que não ia para um Resort e sabia que pelo menos isso iria ser bom, mas quanto ao resto as expectativas eram poucas. Não sei porque razão, mas não imaginava o México como o paraíso que me surgiu perante os olhos, mesmo depois de ter feito algumas pesquisas sobre o país. O México provou que eu estava redondamente enganada e que afinal aquele ia ser um destino de paraíso. Após a viagem de nove horas e meia a partir de Lisboa, e mais uma hora desde o aeroporto de Cancun, chegamos finalmente ao paraíso da Riviera Maya, para o Resort Barceló.

IMG_2474.JPG

        O hotel demonstrou ser uma excelente escolha, tínhamos seguido o conselho de familiares que já por cá tinham passado e ficamos fascinados. O Resort Barceló foi realmente a melhor escolha, a praia era simplesmente paradisíaca e a água maravilhosa. Ao contrário de outros hotéis que alguns colegas tinham experimentado, este hotel tinha cerca de dez metros de distância entre a praia e a piscina (se tanto) o que tornava a escolha bastante difícil. Optamos por passar o nosso tempo na praia, afinal a praia era realmente fantástica, de areia fina, água transparente e quente, e piscina? Essa poderíamos aproveitar em qualquer lugar e como bem sabemos as praias do norte de Portugal não têm as águas mais quentes. 

IMG_2498.JPG

        Os nossos dias de descanso foram passados entre as palmeiras da praia, as águas transparentes cheias de pequenos peixes e o bar da praia. Admito que ao primeiro dia Ele apanhou um escaldão que nos impediu de apanhar mais sol à vontade ao longo de toda a lua-de-mel e eu ao segundo dia, apenas de ir ao mar, fiquei com o peito vermelho. O resto das férias foram passadas pelas sobras das palmeiras, debaixo do calor tórrido do México, com um ou outro mergulho no mar maravilhoso que tivemos. Ao contrário de outros portugueses com quem nos cruzamos nas excursões, que se queixaram de algas nas praias dos hotéis, nós não nos podemos queixar. Houve realmente um dia com algas, mas nada significativo, o resto dos dias a água esteve sempre impecável.

IMG_2509.JPG

       A lua-de-mel foi para relaxar, para aproveitar o sol e o calor que andaram durante tanto tempo escassos de Portugal. Aproveitamos a qualidade de vida que ali tínhamos, acordar, praia, sol, beber, ler e dormir, uma vida demasiado boa, mas que soube mesmo bem. Ao fim de um ano e meio intenso, com obras, com casamento e um excesso de trabalho tremendo estas foram as férias perfeitas. A comida do hotel era boa, tirando os doces (não consigo compreender, os Mexicanos carregam no açúcar como tudo e não foi só no hotel!), perdi-me com as saladas e a variedade de legumes (logo eu, que adoro legumes!) e experimentei de tudo e mais alguma coisa, já para não dizer que me apaixonei pelo Guacamole do hotel (apesar de termos experimentado um caseiro numa excursão e ter sido ainda melhor).

IMG_2550.JPG

       Esta foi sem dúvida a lua-de-mel perfeita. Descanso, comida e cultura. Admito que o México me surpreendeu de uma forma bastante agradável e que fiquei com uma excelente imagem do país e das pessoas. No hotel fomos super bem atendidos, com pessoas muito atenciosas e sempre com enorme simpatia, fossem as camareiras, como o pessoal dos bares. O hotel realmente era fantástico, não só por causa da praia (que foi um grande plus e que me fez apaixonar por ele), mas por causa de ser uma verdadeira cidade, com shopping, serviços 24h e até um pequeno mercado de comércio tradicional Mexicano. A cultura do país também me encantou mas essa ficará para um próximo episódio, mas prometo contar-vos tudo o que devem ver no México.

 

P.S.: Imagens d'Ele e Just Smile.

02
Jul18

Julho: O mês da Felicidade

 

       Para o mês de Julho o objectivo é apenas um: FELICIDADE!

     Julho será o culminar do último ano e meio de esforço, suor, dores de cabeça, preocupações e de sonhos. Julho será a concretização de dois grandes sonhos, o nosso casamento e a nossa vida a dois. Desde que namoramos que ambicionamos pelo dia que concretizássemos estes nossos desejos e Julho de 2018 será a concretização de todos eles. Julho traz apenas com ele o desejo da felicidade, não peço mais nada. O nosso casamento está mesmo a chegar e a seguir virão as merecidas férias que eu não tenho há anos e que Ele nunca teve. Julho será o mês em que um novo capítulo das nossas vidas começa. Não existem objectivos possíveis de definir para um mês que promete a felicidade, a realização e a concretização de sonhos. Julho será o nosso mês.

    Quero conseguir chegar ao casamento calma e pacífica como até agora estive. Quero conseguir divertir-me e aproveitar o dia da melhor maneira possível. Quero simplesmente viver esse dia e guardar em mim as eternas recordações de um momento tão especial. Quero que os beijos e os abraços não me incomodem, quero que os meus sobrinhos subam ao altar comigo, quero que esteja sol e quero que tudo fique como desejei, mas se não acontecer quero deixar-me ir na onda das coisas e viver a felicidade do momento em que me ligo a Ele para sempre. Quero que a lua-de-mel seja de sonho e sem nenhuma crise de alergias e de lactose. Quero que Ele aproveite, descanse e relaxe que tanto anda a precisar. Quero desligar-me do trabalho, das questões económicas e simplesmente aproveitar, viver cada momento. 

       Para Julho quero começar um novo capítulo da minha vida, para Julho apenas quero a felicidade e começar uma nova vida a seu lado.

 

25
Jan18

Problemas de primeiro mundo!

(Imagem retirada daqui)

 

       Problema de primeiro mundo é acordar a meio da noite a pensar que hotel é que devemos escolher para a lua-de-mel.

       O cúmulo do ridículo de um problema de primeiro mundo é demorar a adormecer e andar a pensar em hotéis no México e ficar extremamente dividida entre dois deles.

       Sinto-me realmente ridícula e fútil. Quem me dera que todos os meus problemas fossem assim, mas aqui o inconsciente acha que é um problema gravíssimo, de certeza!

 

Inspiração do Mês

Sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Segue-me ainda em...


Justsmile91's book recommendations, liked quotes, book clubs, book trivia, book lists (read shelf)

Nas páginas de...

2020 Reading Challenge

2020 Reading Challenge
Justsmile91 has read 0 books toward her goal of 12 books.
hide

Parcerias

Emprego em Portugal estudoemcasa-mrec