Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

justsmile

29
Dez17

Inspirações e Resumo de Dezembro

       Dezembro foi um bom mês, um mês pelo qual já ansiava a sua chegada há algum tempo. Dezembro não só trouxe consigo o espírito natalício, como também me trouxe o descanso há muito desejado. Não foi um mês com muitos objectivos, apenas os essências, simplesmente para conseguir desacelerar do ritmo alucinado em que andei durante todo o ano de 2017. Foi também um mês de reflexão, algo que me acompanhou durante o ano de 2017. Foi um mês de me reorganizar internamente e até de fazer pontos de situação relativamente à minha vida. Dezembro foi um mês saboroso, aquele mês que consegue consigo trazer a esperança, os sonhos e o sorriso no rosto e no coração. Neste mês apenas não consegui concretizar um objectivo:

 

       1º Ler pelo menos 2 livros Consegui realmente ler dois livros e apenas não li mais porque me dediquei a ver filmes de Natal. Consegui terminar de ler A linguagem secreta das mulheres e Noites Brancas, dois livros totalmente diferentes, dois livros comprados em promoções fantásticas na Feira do Livro do Porto e que valeram totalmente a pena. Foram livros que me fizeram viajar e facilmente me prender nas suas páginas. Com estes dois livros consegui alcançar o meu Reading Challenge de 2017 e cumpri mais um objectivo que tinha definido para mim própria em 2017.

 

       2º Cortar o cabelo logo no primeiro dia de férias cumpri este objectivo. Não gosto particularmente de cabeleireiras, gosto ainda menos de que me mexam no cabelo, quanto mais ter de esperar eternidades para ser atendida. Assim, no primeiro dia de férias, a meio da semana, fui logo cortar o cabelo. Não cortei tanto quanto queria por causa do casamento, mas já fiquei satisfeita com o resultado.

 

       3º Experimentar a Pista de Gelo da Boavista, ora aqui está o objectivo que não consegui concretizar. Pensava que seria um objectivo de fácil concretização, mas a verdade é que ainda não aconteceu e não me parece que venha a acontecer. Durante estas férias eu e Ele andamos ocupados com preparativos para a casa e para o casamento o que nos deixou com pouco tempo livre para passearmos, além disso o tempo também não ajudou muito (isso e ter dois pais doentes em casa também não). Acabei por nem sequer ainda ver as luzes de Natal da cidade do Porto, hoje é dia 29 e gostava de ter a esperança de amanhã ainda poder ter oportunidade de lá dar um saltinho, mas as dores de garganta e os preparativos para a passagem de ano parecem estar a impossibilitar este meu desejo. Talvez para o ano!

 

       4º Dormir, Descansar e Descontrair, Check, check e check! Estas férias foram perfeitas para isto. Dormi imenso, ocupando as minhas manhãs com longas horas de sono, confortavelmente entre os lençóis. Consegui ocupar as minhas noites com filmes que me encheram de espírito natalício, com deliciosas canecas de chá e com emoções que me conseguiram fazer descontrair. Apesar de ter sido um mês de mais algumas decisões, sinto que consegui fazer tudo isto. Sinto o corpo relaxado e preparado para mais uma temporada de trabalho e de decisões. Apesar do início do mês ter sido preenchido de trabalho, sinto que consegui concretizar estes três D's que o meu corpo tanto ansiava.

 

page.jpg

       As minhas maiores inspirações deste mês prenderam-se com o casamento. Comecei realmente a dedicar-me a procurar algumas ideias para a decoração para o casamento, comecei a pensar mais em como quero que seja o nosso dia e com isso veio a pesquisa no meu rico Pinterest. Foi também o mês de começarmos a entregar os nossos convites (finalmente finalizados!), encomendamos também as alianças e até definimos umas ideias para a nossa sessão de solteiros com o fotógrafo. Compramos mais umas quantas coisas para o enxoval (que está quase, quase terminado!) e até começamos a definir realmente a lua-de-mel. 

      Dezembro foi um bom mês, sem dúvida alguma. Considero que tive o Natal menos consumista de sempre, mas o mais aconchegante e o último como solteira. Aprendi também a aceitar melhor as mudanças da vida e a olhá-las com bons olhos. Comecei a tomar mais algumas decisões quanto ao nosso futuro e sem dar bem pela coisa já falta pouco mais de meio ano para o nosso grande dia. Dezembro, para não ser diferente do resto do ano, passou a correr, mas termina com uma boa sensação de leveza e de concretização. Agora? Agora é apenas desejar as boas vindas ao novo ano!

04
Dez17

E Dezembro chegou

(Imagem retirada daqui)

 

      Dezembro chegou e trouxe consigo o frio, trouxe consigo as luzes e o cheirinho a Natal. Dezembro é sem dúvida um dos meses que mais gosto, pelo conforto do lar, pelo cheiro a canela pela casa e pelo Natal que tanto gosto. É também altura de reflexão e introspecção, de compreender o que fizemos e deixamos por fazer ao longo do último ano. Dezembro tem sempre aquele sabor a conquista e a esperança que tanto gosto. Este ano chegou rápido, quase sem me aperceber Dezembro chegou em peso, com tanto ainda para fazer, com tanto ainda para decidir, mas trouxe também a vontade de acalmar esta correria que tem sido a vida neste ano. Dezembro trouxe-me a intenção de parar, respirar, acalmar e relaxar, o que apenas terei oportunidade com a semana de férias que se avizinha, uma semana há muito desejada! No entanto, para estas férias não fiz uma lista de objectivos enormes, não planeei muita coisa e nem me propus a muitos compromissos, pois apenas quero descansar. Este ano tem sido muito intenso, a nível emocional, a nível profissional e até pessoal. Tem sido muita coisa para fazer, para decidir, muito para trabalhar e neste momento sinto que apenas preciso de dormir, beber chá, ver bons filmes e ler bons livros. Com Ele a trabalhar e eu de férias espero conseguir encontrar a tranquilidade que tanto preciso, a calmaria que há tanto desejo e que o corpo pede. Por isso, este mês apenas tenho quatro objectivos, com ou sem férias são apenas quatro objectivos que quero cumprir em Dezembro.

 

     1º Ler pelo menos 2 livros, objectivo que espero ver cumprido, principalmente com as férias. É algo que ando a desejar, vejo os livros ali na estante e a pesar de não serem os que me apetecem ler nesta altura do ano, vão ser os livros que irei ler. Afinal só posso comprar livros quando só restar um na estante e neste momento ainda estão dois (mais o que estou a ler neste momento).

 

      2º Cortar o cabelo, um dos principais objectivos nas minhas férias é cortar o cabelo para fugir aos dias de maior afluência. Sei que a cabeleireira não me vai deixar cortar muito o cabelo por causa do casamento (o que me tem desesperado um bocadinho porque nunca tive o cabelo tão grande), mas pelo menos despontar e escalar preciso de o fazer. Assim, será uma das primeiras coisas que irei fazer nestas férias, só assim não irei perder horas num cabeleireiro!

 

     3º Experimentar a Pista de Gelo da Boavista. Este ano meti na cabeça que iria experimentar uma das pistas de gelo do Porto. É a época ideal, é Natal, as ruas estão decoradas, a sensação de amor e carinho anda pelo ar e porque não experimentar algo que cheira a Natal? Nunca experimentei, nem andar de patins sei, mas ontem estive a tentar convencê-Lo a irmos experimentar. Demonstrou-se pouco convencido, argumentando que iria passar o tempo no chão e blá blá blá, mas ando mesmo a querer experimentar algo novo e esta actividade pareceu-me ser o ideal. Até lá ainda vou tentar convencer o homem a ir, desejem-me apenas boa sorte!

 

      4º Dormir, Descansar e Descontrair, estes com os três D's para as minhas férias. Este ano tive apenas duas semanas de férias no verão e sempre que usufrui de algum dia de férias foram devido a compromissos pessoais, sendo assim o descanso foi pouquíssimo. Numa altura em que trabalho 50 horas por semana, numa altura de fazer convites de casamento, preparar prendas de Natal, pensar em casa e tudo o mais, sinto-me esgotada, sinto-me perto da rotura e preciso mesmo de descanso. Assim, tal como referi, não me comprometo a muita coisa para a semana e meia de férias a que terei direito, quero apenas descansar. Nada mais. Quero dormir, descansar, relaxar e assim conseguir entrar em 2018 cheia de energia!

 

     Dezembro vem com aquele gostinho que tanto adoro. Vem cheio de coisas boas e entro neste mês cheia de esperança, de coração cheio e de vontade de cantas umas quantas músicas natalícias. Dezembro vem com os desejos de ano novo e com a vontade de continuar a crescer mais um bocadinho. Vem com a vontade de entregar todos os convites de casamento, de mandarmos fazer as alianças e de ponderarmos a lua-de-mel. Vem com o último Natal em que cada um passa na sua família e vem com a vontade de entrar em 2018 com um enorme sorriso no rosto. Que venha esse Dezembro que, aposto com vocês, será memorável!

07
Dez16

Dezembro traz a esperança

(Imagem retirada daqui)

 

No findar de mais um ano renova-se a esperança, a vontade de se ser mais e melhor. Dezembro traz sempre as lembranças de um ano que passou, do bom, do mau, das quedas e das batalhas vencidas. Traz o cheiro da nostalgia misturado com a canela dos doces natalícios. Traz a saudade daqueles que já partiram, daqueles que já não estão presentes nas nossas vidas. Mas traz também a introspecção, do perceber o quanto crescemos, daquilo que conquistamos e daquilo que ainda temos para agarrar. Por muito que o ano tenha sido mau, Dezembro renova-nos as energias, cria em nós uma esperança do virar da página para algo melhor. Faz-nos definir novos objectivos, faz-nos ter vontade de criar novos hábitos, melhorar quem somos e de irmos atrás da felicidade, como se nunca o tivéssemos feito antes. Dezembro é o fim de um ciclo, o fim de mais um capítulo que tem histórias para contar, mas que nos faz virar a página e dizer que não, que não vai ser igual, que agora é que a história vai valer a pena. Que agora é que tudo vai melhorar.

Poderá ser tudo uma ilusão. Ma não é bom iludirmo-nos por um bocadinho, por muito pequeno que seja? É uma espécie de corrida atrás do sonho, uma corrida agradável que no fim terá a paisagem perfeita à nossa espera. Poderá ser mesmo uma ilusão, mais tarde uma desilusão, mas se não tivermos essas esperança de um novo recomeço nunca nada mudará. Tudo ficará igual por mais que os anos passem, dirão os sépticos. Não há esperança, dirão os agnósticos. Eu apenas digo, é preciso a esperança, é preciso esta ilusão de um novo recomeço no fim de cada ano para nos sentirmos vivos, para sentir que todas estas regras cronológicas têm algum sentido.

Eu cá gosto do fim de mais um ano. Faz-me sentir mais crescida, com mais vontade de continuar a minha batalha e com mais vontade de escrever novas histórias.

 

 

Inspiração do Mês

Sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Segue-me ainda em...


Justsmile91's book recommendations, liked quotes, book clubs, book trivia, book lists (read shelf)

Nas páginas de...

2020 Reading Challenge

2020 Reading Challenge
Justsmile91 has read 0 books toward her goal of 12 books.
hide

Parcerias

Emprego em Portugal estudoemcasa-mrec