Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

justsmile

06
Abr18

Vamos ver se nos entendemos S. Pedro...

(Imagem retirada daqui)

 

       Acho que ultimamente andas um tanto ou quanto confuso com as estações do ano. Outubro de 2017 foi um mês excepcionalmente quente, numa altura em que já o Verão deveria ter acabado. Com ele vieram as secas e os incêndios, coisas nada bonitas de se verem. Os agricultores estavam todos receosos, os incêndios devastaram famílias e a chuva nem vê-la, o meu poço ficou sequinho e tomar banho era uma verdadeira aventura (que no meio de tanta tragédia parecia brincadeira de crianças). Mas volto a lembrar, em Outubro já estamos no Outono e é quando a chuva já deve aparecer e o calor desaparecer. Mas continuando...

       Chegamos a Dezembro e pouca chuva houve, seca ainda em todo o país. Chegamos a Janeiro, um frio de rachar, alguma chuva, mas ainda seca. Fevereiro idem-aspas. Chegamos a Março, quando as minhas obras deviam ter começado e acabado, e chove quase todos os dias. Admito que fiquei um tanto ou quanto irritada, mas calei-me porque sei que precisamos de água para aguentar o Verão. Obriguei-me a engolir o orgulho e não te roguei nenhuma praga, pois apenas pensei que estavas a repor aquilo que deverias ter dado nos três meses anteriores. Mas agora, chegarmos a Abril, em plena Primavera e não pára de chover? Olha lá S. Pedro, mas tu sabes como se dividem as estações? É que o Inverno já passou! Agora deve vir o sol e a temperatura amena, é altura de começarmos finalmente a sair desta 'depressão' de Inverno!

       Já sei que precisamos da água, mas as barragens já estão bem e Março de 2018 foi o Março mais chuvoso desde 1931, já chega, não?  Equilíbrio S. Pedro, equilíbrio é a palavra chave para estes teus problemas de não controlares bem as estações do ano, ainda assim, se for preciso diz que eu digo-te direitinhas as datas das QUATRO estações do ano! Agora traz de lá esse sol que eu preciso de terminar as obras, preciso de energia positiva e ganhar alguma corzinha na cara! 

        Obrigada!

20
Dez16

Querido Pai Natal,

 Chegou outra vez aquela altura do ano de te mandar uma cartinha. Arre que o tempo passou depressa! Onde se meteu este ano inteiro? Parece que ainda ontem te andava a pedinchar um emprego e agora já estou nesta casa há mais de meio ano! Para onde levaste o tempo este ano, Pai Natal? Ele evaporou-se a partir do momento em que encontrei emprego, ele passou-me completamente ao lado e desapareceu por entre os meus dedos. Mas acho que nessa matéria não tens muito a escolher, não é?

Vamos então ao que importa. No ano passado pedi-te paciência e emprego, para mim e para Ele, foste amigo, traste do assunto, apesar de ainda termos estado ambos desempregados este ano. Sei que não me saiu o euromilhões, mas parece-me como tal e até agora não tenho mesmo razão de queixa, mesmo não estando na minha área. Ele, bem, Ele esteve quatro meses 'desempregado', mas pelo menos, antes do fim do ano ainda ficou tudo resolvido. E por isso Pai Natal, te agradeço. Estávamos mesmo a precisar desta pequena 'segurança' profissional para podermos avançar com os nossos projectos.

A chegada do novo emprego, ainda também na época do part-time, trouxe consigo a paciência. Sei que no inicio do ano não foi fácil, mas a partir do momento em que comecei a trabalhar tudo se orientou. A conta bancária, a paciência, a esperança e, finalmente, o encaminhar dos nossos sonhos. Para o próximo ano não posso pedir muito mais, apenas que a vida continue a encaminhar-se como o tem feito nos últimos meses. Peço para que tomemos as decisões certas, que serão necessárias fazer em 2017 e que também consiga preparar o caminho para os nossos sonhos. Emprego, esse peço sempre, não vá o Diabo decidir dar novamente as voltas de 180º nas nossas vidas.

Quanto aos meus pais, este foi sem dúvida um ano feliz para ele. Poderam finalmente respirar um bocadinho, mesmo com a mãe desempregada, parece que estão mais felizes que nunca. As contas estão a diminuir, sentem-se mais folgados e parece que rejuvenesceram alguns anos (os netinhos também ajudam nessa matéria). Para o próximo ano apenas lhes posso desejar a concretização de todos os projectos que têm em mente e que tudo lhes corra como tanto desejam.

Os sobrinhos cresceram tanto este ano que já quase não os consigo imaginar nos seres pequeninos que vieram ao mundo. Estão grandes, sorridentes e tão engraçados que dão um brilho especial à minha vida. Para eles peço que mantenham esta felicidade contagiante e que tenham muita saúde, pois os mais velhitos precisam que estas malditas constipações desapareçam.

Para a minha irmã este foi um ano complicado, tenho consciência disso, o emprego anda a dar-lhe cabo dos neurónios. Vê se para o ano a ajudas a conseguir um emprego melhorzinho, faz-lhe falta. Ela precisa e a família também, e se não for pedir muito, ajuda-a a encontrar a casa que ela tanto procura. Ando desejosa que ela consiga concretizar esse desejo (apesar de não ansiar em nada a época de mudanças). Para o irmão? Bem, nos últimos anos (desde que o sobrinho mais velho nasceu, já com quase cinco anos) que te peço para lhe dares mais horas de sono. Parece que este ano não será muito diferente, ele precisa mesmo de dormir. É que com a falta de horas de sono que tem anda irritadiço, com pouco cabelo e com a pele numa desgraça. Dá-lhe lá uns pózinhos mágicos para o homem conseguir finalmente dormir em condições.

Como vês Pai Natal, não sou muito exigente (apesar de no fundo parecer que sou uma pedinchas). Agradeço-te tudo aquilo que nos tens concedido. Peço apenas que tudo se continue a encaminhar e que em breve, para começar bem o ano, o nosso segredo possa ser revelado. Vá lá, juro que não é muita coisa!

Beijinhos, Just Smile

 

P.S.: Livros e chocolates são sempre bem-vindos, e olha que a prateleira está a começar a ficar vazia!

21
Mar16

Oh São Pedro, andas desorientado!

 

(Imagem retirada daqui)

 

Não sei o que se passa contigo este ano São Pedro! Andas com alterações de humor demasiado frequentes, assim o povo nunca sabe com o que poderá contar. Num dia decides mandar uns maravilhosos raios de sol e no dia seguinte, sem aviso prévio, lá vem uma daquelas descargas que parecem não ter fim. É assim, seria bom manteres alguma congruência, assim o pessoal não chamava tantas vezes o teu nome nem te rogava tantas pragas.

Ontem saí de casa com sol, cheguei a Espinho apanhei chuva e cheguei a Aveiro com um negrume que parecia que o mal se estava a abater sobre a terra. Por incrível que pareça não aconteceu! De volta a casa volto a apanhar as várias alterações de nuvens, sem nuvens, ameaças de chuva e chuva a sério. Então em que ficamos? Isto deixa qualquer um doido! Nunca sabemos com o que podemos contar!

Chega a Primavera e nem uns dias de sol seguidos nos permites, em que ficamos? É Primavera ou continuamos no Inverno? Olha que isto não é fácil! Nunca sei se saia de gabardine, casaco para o frio e guarda-chuva ou cachecol para o vento e andar com tudo é impossível (a não ser que mude o guarda-roupa para a mala do carro!). 

Vamos lá ver se nos entendemos! Compreendo que até possas andar deprimido, acredito que a crise não seja só na terra, mas olha que dados científicos afirmam que o sol ajuda a curar a depressão! Por isso, Sr. São Pedro, veja lá se muda a sua atitude e nos manda o sol que o povo anda mesmo a precisar!

Inspiração do Mês

Sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Segue-me ainda em...


Justsmile91's book recommendations, liked quotes, book clubs, book trivia, book lists (read shelf)

Nas páginas de...

2020 Reading Challenge

2020 Reading Challenge
Justsmile91 has read 0 books toward her goal of 12 books.
hide

Parcerias

Emprego em Portugal estudoemcasa-mrec