Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

justsmile

05
Fev18

O dia em que a Just...

(Imagem retirada daqui)

 

Foi convidada para ir à televisão por causa do blog.

 

       O blog tem dado uma volta à minha vida que nunca teria imaginado há dez anos atrás. Em dez anos as visitas aumentaram, os destaques foram surgindo um atrás do outro, as pesquisas no Google surgem com o meu nome, fiz amizades e até fui convidada para ir à televisão. É verdade, aqui há alguns dias a Just recebeu um email a convidá-la para participar num programa televisivo da tarde devido a um post escrito neste mesmo espaço. Admito que a surpresa foi muita, nunca na minha vida esperaria um convite para a televisão devido a algo que escrevi, quanto mais que escrevi há alguns anos. Primeiro foi a surpresa, depois a dúvida e por fim a decisão. Apesar de ter parado para pensar dois minutos em qual seria a minha resposta, a verdade é que ela veio natural e rapidamente, "Não obrigada". A resposta poderá ter sido negativa, mas em mim estava o entusiasmo de um convite tão aliciante, de uma verdadeira surpresa na minha vida que nunca tinha passado pela minha cabeça em surgir. Foi quando comecei a partilhar com a família e alguns amigos próximos a novidade que a dúvida surgiu, não em mim, mas neles.

       "- E não aceitaste porquê?" - questionavam todos ao saber a minha resposta.

      "- Porque o blog é anónimo." - e logo de seguida dava-se início a uma onda de argumentação sobre o porquê de permanecer o blog em anónimo, o que significa ser anónimo e o porquê da minha necessidade em manter este blog num canto da Just Smile e não da pessoa que trabalha como administrativa, que vai casar, que é terapeuta, no fundo a pessoa que sou no mundo real.

      "- Não consigo perceber! Ias promover o teu blog e até poderias começar a ganhar dinheiro e a receber patrocínios!" - e foi aqui que me deu o flash e que compreendi, nunca ninguém irá perceber o porquê de eu continuar a querer manter este blog anónimo. Compreendi que do outro lado todos acharam a minha atitude um quanto ou tanto absurda, que decidi perder uma oportunidade de melhorar o meu futuro e de realmente mostrar aquilo que gosto de fazer para me manter em anonimato. Contudo, eu não consigo ver assim.

       Algures no tempo deste blog escrevi precisamente sobre esta temática do anonimato, em como gosto de ser só a Just Smile. Eu sei que durante estes anos algumas pessoas foram descobrindo este espaço, que ao nome já conseguem associar um rosto, no entanto essa percentagem é tão reduzida que continuo a ter algum à-vontade em escrever sobre o que penso por estes lados. É verdade que já me controlo um bocadinho nas temáticas, sobre pormenores da minha vida, mas ainda assim consigo ter o prazer de escrever neste espaço. Os quinze minutos de fama que alcançaria ao ir à televisão não são suficientemente aliciantes para perder o que construi por estes lados. Não é suficiente para ter de aprender a controlar a 100% as minhas ideias, as minhas palavras e as minhas partilhas. Este blog não nasceu com o intuito do sucesso, do lucro financeiro, nasceu apenas para cumprir a minha vontade de escrever e de desabafar. É verdade que cresceu e isso faz-me muito feliz, faz-me sentir concretizada e isso é-me suficiente, pelo menos para já. Os quinze minutos de fama não são suficientemente aliciantes para perder toda a liberdade que tenho por aqui e pouca gente percebe isso. Poucos percebem o proveito que consigo tirar de algo que faço voluntariamente, sem qualquer retorno financeiro, sem qualquer objectivo maior ou sem segundas intenções. Muitos são os que me acham de louca por perder tal oportunidade, mas tenho a certeza que vocês, bloggers que me lêem compreendem, certo?

       Apesar da resposta ser negativa, continuo orgulhosa de como este blog cresceu nos últimos anos, como eu cresci com este blog.

02
Fev18

Drácula (1/12)

 

       Há alguns anos que vi pela primeira vez o filme Drácula de Bram Stoker e desde então que a sua história me ficou na cabeça. O lado negro, a obscuridade e o mistério fascinaram-me, assim como a qualidade do filme e do seu enredo. Tinha então incutido a mim mesma que um dia leria o Drácula. Um dia, por mero acaso, tropecei no livro a bom preço e decidi comprar o dito e sem dúvida que foi uma excelente compra. O famoso Drácula mostrou-me um lado obscuro de uma sociedade culta e evoluída, virada para os estudos do cérebro e das doenças psicológicas como o Dr. Seward e o próprio Van Helsing, e tão céptica até bater com o nariz no inimaginável. Drácula, através de Jonathan consegue o seu objectivo de se mudar para Londres depois de muitos cuidados logísticos, onde começa a deixar a sua primeira marca. Mas é só quando Lucy adoece que ao mistério se torna mais denso, é com a chegada de Van Helsing de Amesterdão com os seus tratamentos estranhos que a dúvida começa a pairar sobre o Dr. Seward. É a partir daqui que a verdadeira história de uma luta contra o demónio se dá início.

      O Drácula, é uma personagem aterrorizadora, mas que ao longo do livro nunca tem uma voz. Apenas conhecemos o Drácula pelos olhos dos outros, pela experiência aterrorizante de Jonathan na Transilvânia e pelas vezes que Van Helsing ouviu falar do vampiro e o estudou. No fundo Drácula é apenas uma personagem secundária que envolve a vida de todos os outros, num enredo envolvente, emocionante e com um nível de mistério fantástico. As mulheres deste livro são emocionais, Mina e Lucy não são vistas como meras vítimas, mas como a razão de ânimo, de inteligência e de luta, não são meras espectadoras, são personagens que entram na acção e que têm comportamentos chave para o desenrolar da história. O que mais me fascinou no livro? Num século em que muito se fala de seres fantasiosos, de vampiros, duendes, elfos e afins, o facto de o verdadeiro Drácula ter sido escrito no século XIX fascina-me. A imaginação, a capacidade de criar um ser completamente novo e com isso criar um novo estilo de escrita. Adorei o facto do livro ser composto por partes de diários das várias personagens e assim compreender o pensamento de cada um, a visão de cada uma das personagens relativamente aos acontecimentos.

       Adorei o livro, mais do que imaginava, principalmente por já ter visto o filme. Esperava um bocadinho mais de violência e talvez de romance, o que não aconteceu, mas nem por isso me fez gostar menos do livro.

       Quem já leu o Drácula, que dizem?

01
Fev18

E já chegou Fevereiro!

(Imagem retirada daqui)

 

       Olá meu querido Fevereiro!

       Um mês de tantas mudanças, um mês de tantas conquistas e até um mês de crescimento. Fevereiro é o meu mês, é o mês de aniversários na família, é o mês de começar a arrumar as coisas para se dar início às obras e até é o mês em que festejamos o primeiro aniversário como 'donos' de um terreno. Fevereiro é o mês da vontade de mudar as coisas, de crescer mais um bocadinho e de dar início aos planos há muito traçados. Fevereiro chega com frio, mas com o coração quente e com a energia positiva que Janeiro pareceu perder com o frio. Apesar de tudo o que se avizinha, Fevereiro começa com a sensação de tranquilidade, com a sensação de que tudo está dentro dos eixos e que tudo correrá bem. Não é óptimo começar assim o mês? Os planos são muitos para este mês, alguns obrigatórios, outros nem tanto.

 

       1º Festejar o meu 27º aniversário. A última vez que festejei o meu aniversário entre amigos foi no meu 19º aniversário e nem fui eu que preparei a festa. No entanto, este ano, o meu último aniversário enquanto mulher solteira, meti na cabeça que quero fazer um jantar com os amigos. Quero fazer algo diferente, quero pela primeira vez festejar o meu aniversário a sério. Eu sei que nem sou a pessoa que mais gosta de fazer anos, mas acho que está na altura de o fazer e o meu 27º ano de vida será de muitas mudanças e por isso acho que devo começar da melhor forma possível!

 

       2º Festejar o Carnaval, e há quantos anos não me disfarço e vou a alguma festa e para a rua? Pelo menos há cinco anos. Este ano queria fazer algo diferente. Ele está disposto a tal e eu também, o único 'se' que se levanta é o tempo, porque queremos ir para as ruas. E acreditem ou não, este 'se' tem muita influência na minha vida, por isso acredito que este objectivo só se concretizará se o tempo estiver bom. Senão manteremos a nossa tradição, Carnaval é igual a ida ao cinema.

 

       3º Voltar definitivamente ao desporto. Eu sei que não foi, inteiramente, culpa minha Janeiro não ter começado com o desporto, mas agora que me sinto melhor de saúde quero voltar. Quero voltar e criar novamente a rotina, estou mesmo a precisar. O corpo e a mente já sentem a falta.

 

       4º Empacotar, arrumar e destralhar. No final de Fevereiro este objectivo é obrigatório. Todos os móveis e coisas que se encontram no andar superior da minha casa terão de sair e é necessário para isso arrumar e empacotar. Sei que é ridículo, mas estou ansiosa por esse momento, não por começar as obras, mas para remexer em coisas que ainda não tive coragem de lhes tocar.

 

       5º Ler um livro, não era para colocar como objectivo, mas acho que é necessário lembrar-me do que gosto de fazer. A vida tem-me passado por entre os dedos e preciso de focar naquilo que me faz bem e por mais difícil que sejam os tempos preciso de arranjar, nem que seja meia hora, um tempinho para os meus prazeres e apenas por isso coloco este objectivo. Para me lembrar de fazer o que me faz bem.

 

      No que diz respeito ao casamento em Fevereiro queria muito tratar de comprar os tecidos para o meu vestido e de decidirmos o fato d'Ele, mas verdade seja dita, não vejo muitas oportunidades para isso e trabalhar ao sábado desgraça-me bastante a vida (apesar de ao final do mês gostar bastante). De resto, temos tudo orientado o que me deixa bastante tranquila e confiante. Que Fevereiro venha cheio de coisas boas, cheio de novas oportunidades e de novas memórias!

       Sê bem-vindo meu querido Fevereiro!

 

 

Pág. 7/7

Inspiração do Mês

Sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Segue-me ainda em...


Justsmile91's book recommendations, liked quotes, book clubs, book trivia, book lists (read shelf)

Nas páginas de...

2020 Reading Challenge

2020 Reading Challenge
Justsmile91 has read 0 books toward her goal of 12 books.
hide

Parcerias

Emprego em Portugal estudoemcasa-mrec