Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

justsmile

27
Fev15

Porque não emigras?

(Imagem retirada da Internet)

 

"- Porque não emigras?

- Oh, este país não tem nada para os jovens, eu a ti emigrava!

- Só é burro quem não emigra, quem fica cá é para nunca conseguir nada!"

Eu, como jovem licenciada, que esteve desempregada durante 7 meses e que está de momento a trabalhar a recibos verdes são estas as frases que ouço (quase) diariamente de conhecidos e desconhecidos. Todos sugerem emigrar e todos acham que é a melhor hipótese. Argumento sempre educadamente, afirmando que como Terapeuta da Fala é muito complicado emigrar devido à língua, que tenho um namorado que é filho único e que não pode deixar a mãe viúva sozinha e que até para já prefiro não pensar nisso.

Mas a verdade é simplesmente uma, não quero. Não quero e pronto. Sei que até os nossos ministros nos mandam lá para fora, sei que tenho já amigos emigrados, sei que se transmitir estas mesmas palavras a muita gente serei censurada e até que transmitirei uma imagem imatura e infantil, mas questiono-me: porque tenho eu de emigrar? Sei que os dias estão difíceis, sinto-os na pele. Sei que dificilmente encontrarei um trabalho estável e que até sei que a fase de desemprego poderá ser uma constante na minha vida devido à minha área de formação, mas este é o meu país. Porque não me dizem para lutar por ele e ajudá-lo a manter sangue jovem? Porque não acreditam que as coisas poderão melhor? Tenho essa esperança e quero manter-me no país que me viu crescer, não sou nem quero ser obrigada a abandonar a minha família e as minhas raízes. Não quero que me considerem 'ignorante' apenas porque quero ficar no meu país e muito menos burra por tomar essa opção tendo a hipótese de emigrar. Emigração sempre houve ao longo da história de Portugal, mas os meus pais, os meus avós e até os meus bisavós conseguiram manter-se em Portugal, batalharam e trabalharam para que ele existisse. Quem emigrou, voltou sempre, e na família só agora se vêem os primos a emigrar. Quem me assalta com estas afirmações e questões nunca emigrou nem nunca deixou Portugal, fez sempre a sua vida cá e nem sequer viveu sozinho. Então porque haveria eu de ter de obrigar-me a fazer isso? Quero ser portuguesa e viver em Portugal, haverá algum problema nisso? Lá por ser jovem e licenciada não é uma obrigação emigrar e acho que isso deveria ser respeitado!

Tenho sonhos e ambições, tenho amor e carinho, mas quero conseguir e manter tudo isso por aqui. Estou disposta a abdicar de alguns deles, estou disposta a fazer sacrifícios para me manter no meu país. Todos os que me afirmam que emigrar é a melhor opção pergunto, 'Porque não vão vocês e experimentam?'.

 

P.S.: Não sei o que o futuro me dará, mas sei que não quero emigrar. E só o farei se não tiver outra alternativa, nem que mude de área de trabalho.

26
Fev15

Viciada em 'How to get away with murder'

(Imagem retirada da Internet)

 

O namorado já me tinha informado que andava a acompanhar esta série, mas infelizmente eu ainda não tinha sido capaz de acertar nos horários dos episódios, nem tinha tido tempo para a ver online. Fiquei logo interessada porque o homem nem é muito de acompanhar séries e muito menos em horários que não estamos juntos.

Passado algum tempo comecei a ver comentários sobre a série nos blogs de algumas de vocês e a minha curiosidade ficou ainda mais aguçada. O fim-de-semana passado em casa (por motivos de força maior) foi o momento perfeito para começar a ver o episódio 1 e devorar a série até ao episódio 12. E pronto, assim se iniciou o meu vício e estou sempre ansiosa por mais um episódio.

A série é absolutamente fabulosa, não só tem um enredo que nos prende a casa episódio (o que acontece com a Guerra dos Tronos), como também mostra o lado sombrio da advocacia. Quem nunca tinha pensado em como seria defender um assassino, uma espécie de advogado do diabo? (Eu já, mais que uma vez e essa foi uma das razões porque nunca optei por advocacia.) É uma série cheia de reviravoltas e com poucos momentos previsíveis, o que torna o espectador totalmente preso ao ecrã e com uma enorme atenção às pequenas coisas que podem ser significativas no episódio seguinte. Mas para além do lado negro, há um pormenor, que adoro, o facto da actriz principal se mostrar mais que uma vez no seu pior estado físico, sem qualquer tipo de adereço. Sem a sua peruca, sem a sua maquilhagem e ficar completamente transformada na pessoa sombria que se tenta esconder debaixo de uma advogada bem sucedida. São este tipo de pormenores que dão vida a uma série e que a transformam num enorme sucesso.

A série é fantástica e já estou há espera do próximo episódio. E vocês?

Pág. 1/6

Inspiração do Mês

Sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Segue-me ainda em...


Justsmile91's book recommendations, liked quotes, book clubs, book trivia, book lists (read shelf)

Nas páginas de...

2021 Reading Challenge

2021 Reading Challenge
Justsmile91 has read 0 books toward her goal of 12 books.
hide

Parcerias

Emprego em Portugal estudoemcasa-mrec