Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

justsmile

Sex | 04.12.15

Tornou-se eterno

o-COUPLE-HOLDING-HANDS-facebook-460x230.jpg

(Imagem retirada a Internet)

 

"... e de repente, como aos momentos algumas vezes acontece, tornou-se eterno.", Saramago.

 

 

 Há dias que me tentavas beijar. A declaração já tinha sido feita, mas ali estava eu, no meio das minhas inseguranças e racionalizações de sentimentos. Questionava-me o porquê de me sentir tão bem a teu lado, tão eu. Um dia, quando Ele me foi a casa levar, depois de um café com os nossos amigos, disse-me para ir para os seus braços e lá fiquei eu abraçada a Ele a conversar sobre tudo e mais alguma coisa, quando no meio do silêncio me apercebi que nunca me tinha sentido confortável no meio de tanto silêncio com alguém, foi então que me lembrei 'quando o silêncio entre duas pessoas não é estranho, é porque elas foram feitas uma para a outra'. Ali abraçados, debaixo de um tecto de abrir que mostrava um céu estrelado, Ele no meio do silêncio olhou para mim, colocou a mão no meu queixo e sussurrou 'Já não aguento mais.' Foi então o primeiro beijo, leve, suave mas que me fez perder completamente as minhas forças, não senti as pernas e senti-me ligeiramente tonta, e não, nunca me tinha sentido assim. Foi uma mistura de sentimentos absolutamente deliciosa, nem conseguia acreditar que nos tínhamos beijado. E a partir desse beijo o Eterno passou a ser um constante objectivo a dois.

 

M.J. inspira a qualquer um a ser romântico, pelo menos meloso por vezes, e hoje não consegui escapar-me da inspiração.

 

 

4 comentários

Comentar post