Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

justsmile

Qui | 18.12.14

Tardes de Chuva e Chocolate (17/12)

(Imagem retirada da Internet)

 

A história de uma família de mulheres duras, que lutaram contra os seus tempos e contra as injustiças da sociedade. Mulheres que em diferentes gerações lutaram por uma Bolívia mais justa e menos pobre. Mulheres de armas que foram contra idealismos políticos e tradições absurdas. Mas todas elas mulheres apaixonadas e ansiosas por descobrirem o prazer do amor e de viver amores antigos, recordando-os na velhice.

E assim é o livro de ‘Tardes de chuva e chocolate’. Um livro maravilhoso, de outros tempos, de outras culturas, mas que tem o retrato de tantas outras mulheres que lutam por aí. Adorei o livro, é difícil explicar o porquê. Talvez pela conjugação de super mulher com mulher apaixonada. Talvez a mistura de guerreira com amante. Talvez por contar a história de mais que uma geração, mas que demonstra as semelhanças sanguíneas que existem entre si. Talvez pelos episódios de paixão (que são mil vezes melhores que Sombras de Grey). Talvez pelas tardes de chuva em que a avó distraia as netas com chocolate quente para se fechar no quarto com avô para um amor demorado e cuidado. Talvez pela crença que é ao lutar que o mundo poderá ficar melhor. Não sei, talvez tenha adorado por todos estes pormenores e muitos mais. Foi um livro que devorei em pouco tempo e que me preencheu o coração com todas as batalhas que foram vencidas, pelos amores silenciosos que existem, pelas mulheres duras e ao mesmo tempo frágeis que se demonstram ser e ainda por em certo aspecto me identificar ligeiramente com todas elas. Foi um excelente livro para terminar o ano de 2014 e que seria impossível não o aconselhar.

 

'Eu, depois de tanto prazer, tenho de provar a mim própria que continuo inteira, que não me desintegrei, que a minha carcaça não se volatilizou por alienação.'  

 

P.S.: Sabem a melhor parte? O livro custou-me apenas 3€ na feira do livro do Porto e foi dos melhores livros que li ao longo deste ano.

8 comentários

Comentar post