Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

justsmile

Sex | 28.07.17

O meu pequeno paraíso de livros

IMG_20170711_172823_436.jpg

Não sou uma pessoa muito materialista. Não tenho montes de peças de roupa. Não sou muito dada a objectos desnecessários na minha vida e nem gosto muito de encher a casa de trabalha. Há apenas uma coisa da qual não me consigo separar, nem dar, são os meus livros. Tenho nos meus livros um carinho imenso. Uns porque me foram dados e outros porque representam a época em que me permiti dar ao luxo de comprar livros para mim mesma. Antes de trabalhar o que lia era emprestado e custava-me imenso separar-me de um livro quando gostava imenso dele. Desde pequena que sonhava com a biblioteca da Bela e o Monstro e prometia a mim mesma que quando fosse grande iria poder comprar livros. E desde que trabalho, há quatro anos, que me permito a esse luxo, comprar livros. Gosto de olhar para a estante e ver o que li, passar as mãos pelas lombadas dos livros e relembrar todas as viagens que fiz naquelas páginas. Gosto de me relembrar das personagens mais acarinhadas e até dos vários tipos de sentimentos que tive ao ler determinado livro. É um luxo, é uma folestria, mas é a minha folestria e é a única coisa em que gasto dinheiro que pode ser considerado 'desnessário' (apesar de ver os livros como os meus antidepressivos). Não tenho por hábito acumular livros que ainda não li (já tive, mas tive de apertar a carteira e aprendi a comprar livros só quando necessário e só em promoção, como ontem na Wook), por isso sei que o que ali está já faz parte de mim, da minha vida de leitora.

Para as férias que passaram tinha o objectivo de organizar a minha estante. Há anos que não a organizava. As sagas estavam espalhadas pelas prateleiras, os livros do mesmo autor estavam cada um para um canto diferente e já há uns tempos que estava com a ideia de a organizar a meu gosto, mas a falta de tempo não me ajudou. Assim, nas férias consegui concretizar este meu objectivo e organizei a minha bela estante. Os livros foram espalhados pelo chão do quarto e encontrei livros que já nem me lembrava que ali estavam, achava que já estavam empacotados numa caixa algures por aí. Até pequenos bilhetes encontrei no meio de alguns livros levando-me a viajar no tempo e nas memórias que esse livro me trouxe. No fim, ao lado das memórias da minha vida, das caixas com fotografias, da cartola e da bengala, consegui reorganizar os livros que comprei desde que comecei a trabalhar. Os livros que comprei como adulta e que quem me conhece muito bem me ofereceu. Depois de lhes tirar a poeira ficou tudo (quase) como queria, organizado por livros de autor e depois por temática. Não por ordem alfabética, que não me deu para tanto, mas de forma a ficar ainda mais bonito do que já estava.

Este é sem dúvida o meu cantinho encantado, aquele que mais fala sobre mim.

IMG_20170711_185504.jpg 

17 comentários

Comentar post