Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

justsmile

Sex | 22.12.17

Noites Brancas (20/20)

(Imagem retirada daqui)

 

       Há uma época do ano que nas Ilhas Shetland que o dia se confunde com a noite. Em que a noite e o dia não se separam e em que o sol teima em entrar pelas janelas quando o que os habitantes da ilha querem é descansar. Esta é uma pequena ilha quase como uma ilha familiar. Todos se conhecem, as suas vidas em algum momento se cruzaram e os segredos podem não ser tão secretos assim. No dia da inauguração de uma exposição de arte, um misterioso turista fez uma cena em plena galeria, o agente Perez tentou acalmá-lo o mais possível e quando deu por si o seu turista tinha desaparecido. É na manhã seguinte que o descobre, já morto, com uma máscara no rosto e pendurado num barracão. Assim começa a história deste excelente livro.

      "Noites Brancas" é um livro que facilmente nos transporta para as ilhas de Shetland. Facilmente nos faz conhecer a vida de todas aquelas personagens que se cruzam ao longo da vida e ao longo da história. É um livro reconfortante, no seio de uma comunidade que apesar de se conhecer muito bem se respeita. É uma ilha com pouca população, mas a autora envolve tão bem as personagens que a nossa vontade é ir viver para um meio tão pequeno e tão familiar como Shetland.

      Após a descoberta do assassinato do turista o livro não tem qualquer parte mais 'parada'. É um livro envolvente, cheio de acção e que apesar da sua história levar vidas consigo, deixa-nos de certa forma reconfortados com o que lemos. É de fácil leitura, mas também viciante. Li o livro numa semana e sempre com uma vontade imensa de ler o que estava a seguir, de saber novas pistas, de saber quem seria o principal suspeito, mas principalmente para saber quem era o verdadeiro assassino. O final do livro é surpreendente, a meras páginas do fim nunca, em momento algum, consegui sequer imaginar quem seria o suspeito de tão bom que o enredo foi feito. O final, esse apesar de surpreendente e de ser muito boa a ligação final, deixou-me triste. Deixou-me com pena das personagens, deixou-me com um sabor agridoce, no entanto não o posso considerar nada mais além de excelente!

       Este foi o meu 20º livro do ano. Valeu bem a pena terminar o meu objectivo de leituras com este excelente livro!

6 comentários

Comentar post