Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

justsmile

Seg | 15.08.16

Memórias das férias de infância

(Imagem retirada daqui)
 
 
Pouco me lembro das férias em família por Portugal. Era pequenina e as vezes que me recordo de ir em família de férias já era crescida, com 9/ anos e íamos ou para o Algarve ou para o estrangeiro. Contudo tenho pequenas memórias, pouco prováveis para uma criança com menos de cinco anos de idade. Mas já são tantas as histórias que ouvi daquelas viagens que acabo por ter pequenos flashes desses tempos. 
Os meus pais sempre gostaram de passear, já a sua lua-de-mel, avançada para a época e para a vida da aldeia(à cerca de 40 anos atrás), escolheram Lisboa, para uma altura em que a palavra lua-de-mel era ainda tão pouco utilizada. Desde então que incutiram nos filhos o gosto de conhecer lugares novos e de viajar. Antigamente não era preciso muito para se passear e talvez por isso os meus pais ainda digam que conheci Portugal de lés-a-lés quando era pequena. E como viajavam cinco pessoas a gastar pouco dinheiro? Viajar numa Ford Transit de nove lugares e fazer dela a nossa casa. Se há memórias que perdi, há outras que as tenho bem presentes, memórias fotográficas desses velhos tempos dos quais me orgulho de que façam parte da minha história. 
Durante uma semana a carrinha em vez de transportar electrodomésticos transportava uma família que apenas queria conhecer novos lugares e passear, porque duvido muito que com uma criança e dois pré-adolescentes os meus pais tivessem algum descanso. Os bidões azuis em cima da carrinha com uma pequena mangueira transformavam-se em chuveiros. O fogareiro da mãe era o nosso constante fogão para todo o tipo de refeições. E à noite, à noitinha os bancos da carrinha eram transformados em camas e as cortinas eram improvisadas com toalhas e panos. Nada faltava nesses dias. Lembro-me tão bem das pequenas coisas dessas viagens que a sempre as guardei com carinho, e as grandes desapareceram me da memória. Recordo bem a hora de dormir, a hora de jantar na mesa de praia e nos pequenos bancos, incrivelmente, desconfortáveis. Lembro-me ainda melhor da sensação de felicidade e liberdade, mas não me recordo das paisagens, em que hoje tento reavivar com novas passagens por esses caminhos. Mas sem dúvida que me lembro das melhores partes, das aventuras e dos momentos em família.
Há momentos em que gostava de voltar a arriscar e partir numa aventura assim.
 
E como eram as vossas férias?

 

9 comentários

Comentar post