Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

justsmile

Qui | 29.12.16

Mais um ano que termina...

 

Mais um ano que termina. Mais um virar da página. Mais um capítulo que se irá iniciar.

Este ano não foi um grande ano, mas se for a comparar com 2015 este ano é realmente fantástico. Depois de um ano bastante pesado como 2015, 2016 não começou logo com a perspectiva de emprego. O desemprego saturou-me a alma e a sanidade até Maio e só a partir daí consegui ver o sol, o início de um novo ano. O início de uma nova vida. Por isso, todo o tempo que se passou até Maio foi apagado da minha memória e pouco sei dizer do que se passou até Maio, tirando aquele passeio pelo Alto Douro que tão bem me fez.

O início de um part-time trouxe, quase de imediato, um novo emprego a tempo inteiro. Admito que não foi fácil adaptar-me a um novo emprego, mas também a uma nova profissão. Deixar a minha área este ano foi o acontecimento que mais me partiu o coração, mas necessário. No entanto, a perspectiva de emprego era tão boa que o luto durou apenas um dia e apesar de longe a longe pensar na minha situação, sei que tomei a atitude certa.

2016 foi também um ano de muito crescimento. Cresci imenso como pessoa e, novamente, compreendi que sou mais forte do que imaginava. Fui resiliente a todas as advertências, aguentei o desemprego apesar de toda a minha luta contra a insanidade mental, consegui trabalho numa área que me era totalmente desconhecida e na qual me comecei a sentir (minimamente) confortável. Porra! Sou uma mulher com força! No meio ano de trabalho que tive, não só consegui poupar, como conseguir começar a desenhar o meu futuro. Aprendi a conhecer-me ainda melhor, voltei a deixar para trás aquilo que apenas me prejudicou e esqueci quem me esqueceu. Mantive apenas na minha vida aquilo que realmente valia a pena, não só a nível material, mas também a nível social. Fiquei mais ajuizada, deixei passar mais coisas, aprendi a deixar os outros aprenderem com os próprios erros. No entanto, este ano comprovei que tenho tantos momentos patetas na minha vida que por si só fazem-me rir.

Comecei também este ano a saga do enxoval. Iniciei os planos e a procura de um tecto para uma vida a dois. Li muito, apesar de querer ter lido ainda mais. Tomei mais cafés com as amigas. Passei mais tardes a apanhar sol e cozinhei muito mais. Aprendi novas receitas e aprendi novas profissões. Conheci novos autores. Usei mais camisas do que alguma vez pensei usar e os vestidos tornaram-se meus aliados. Pintei muito mais vezes as unhas e conheci o verniz maravilhoso para a minha falta de paciência e a minha vida atarefada. Poupei, poupei muito e tornei-me numa enorme adepta (mais ainda do que já era) das compras e promoções online. Participei na minha comunidade, ajudei, filmei e produzi. Arrisquei, pintei o cabelo, fui a entrevistas absurdas, conheci novos locais e até novas pessoas. Aprendi a dizer não. Perdi amigos, mas reencontrei outros. Voltei a apaixonar-me pelos sonhos e o meu amor por Ele (ao contrário do que achava possível) só continuou a crescer. Ri mais este ano, amei mais, mas acima de tudo fui mais feliz.

2016 pode não ter sido um ano perfeito, mas foi um bom ano. Foi o ano das mudanças necessárias, e que mudanças!

 

E como foi o vosso ano?

3 comentários

  • Imagem de perfil

    Just_Smile 29.12.2016 19:29

    Que giro, passamos mesmo pelos mesmos desafios :)
    E vocês já arranjaram casa?
    Foi um bom ano, de longe diria o contrário :) Que 2017 venha em grande :D
  • Imagem de perfil

    Vanessa 29.12.2016 19:37

    Temos uma em vista, mas está um pouco acima do nosso orçamento, agora em 2017 queremos ver se podemos negociar ou não o preço. Alugar está fora de questão!
  • Comentar:

    Notificações de respostas serão enviadas por e-mail.

    Este blog tem comentários moderados.