Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

justsmile

Qui | 02.11.17

Já é Novembro?

(Imagem retirada daqui)

 

      Eu este ano ando perdida com o tempo. Para vos ser cem por cento sincera só dou pelo tempo passar quando volto a estar na altura do mês que todas as mulheres têm que passar. Sei que é ridículo, mas só assim me tenho apercebido que um mês está a acabar e outro a começar. Não sei se é por andar ocupada com tantas coisas ao mesmo tempo, se é por andar sempre com actividades ao fim-de-semana, sejam sociais ou profissionais, ou até mesmo se é o percurso natural da vida. Aliás, sempre ouvi dizer que a partir dos vinte anos nunca mais daria pelos anos passarem. No fundo, acho que realmente é verdade e mal me tenho apercebido das passagens do mês, a não ser pela conta voltar a aumentar no início de cada mês. Contudo, mais do que nunca dou por mim a olhar para trás e sem conseguir perceber bem para onde foi 2017.

      Apesar de tudo isso 2017 demonstrou ser um ano de transformações em mim, não só no que me rodeia, não só na minha vida, mas em mim mesma. A Just do início de 2016 já não é a do final de 2017 e isso faz-me sentir crescida, sentir-me bem com aquilo que alcancei ao longo destes dois anos. O exterior mantém-se praticamente inalterado, mas o interior encontra-se totalmente renovado. Os objectivos mensais têm-me ajudado imenso a manter-me focada, a lutar mais por mim e melhor e este mês volto a repeti-los, acho que vou tornar este post um hábito mensal, afinal tem tido os seus benefícios. Para Novembro pretendo:

 

      1º Ler dois livros, vamos lá manter o foco e tentar ler mais dois livrinhos. Este mês queria muito ler um romance e finalmente ler o livro escrito por Adolf Hitler, não me comprometo a lê-lo, comprometo-me a tentar, pois acredito que é aquele tipo de livro para o qual preciso de estar disposta a. Pode ser que Novembro me traga essa predisposição, caso contrário pegarei noutro livro que tenha na estante.

 

      2º Um mês sem refrigerantes, acredito que este vá ser um desafio bastante simples até porque diminui drasticamente o meu consumo dos mesmos, no entanto este mês pretendo realmente tirá-los da minha alimentação. Tenho recorrido mais à água e até quando vou a uma esplanada ou jantar fora tenho optado por água ou um vinho, os refrigerantes têm sido diminuídos nos meus hábitos e este mês, mesmo ao fim-de-semana, pretendo não tocar em nenhum. Volto a dizer que não notei diferença no meu sistema desde que reduzi os seus consumos, no entanto acredito que não sejam uma opção saudável. Por isso Novembro vai ser o mês sem refrigerantes. Sumos de fruta, sem gás serão aceites.

 

     3º Definir e/ou comprar as prendas de Natal. Odeio deixar para a última as prendas de Natal, não gosto das confusões e nem sequer gosto de gastar demasiado dinheiro nisso, aliás, eu sou a primeira a referir que comprar prendas não é fácil. No entanto Novembro terá de ser o mês de pelo menos definir as prendas de Natal para cada pessoa. O ideal seria até comprar já algumas, mas se não for possível, quero fazer uma lista para cada pessoa e saber o que lhes vou dar. Quero organizar-me e quero antecipar-me à típica confusão de Natal.

 

      4º Organizar e imprimir fotografias desde 2015. Desde Janeiro deste ano que ando a adiar este objectivo. Para os anos anteriores encontrei caixas de madeira e imprimi todas as fotografias que me eram essenciais (vá, neste aspecto eu não sigo o conselho do Minimalismo, gosto de ter as coisas em modo físico e não digital), mas tenho andado a desleixar-me com as fotografias desde então, por isso Novembro vai ser o mês de tomar essas decisões. Organizar, definir, imprimir e arrumar as fotografias dos últimos dois anos. Basta de adiar esta tarefa!

 

      Novembro é também um momento importante para nós, precisamos de confirmar a igreja, precisamos de continuar a dar andamento aos convites (que são demasiados!) e precisamos de definir o que vamos fazer com os primeiros anos de vida em conjunto, precisamos de saber onde morar. Acredito que irá ser mais um mês que irá passar num abrir e fechar de olhos, afinal já temos quase todos os fins-de-semana ocupados com compromissos, mas porque este ano tem passado assim. Não é bom, não é mau, é simplesmente estranha a forma como o tempo tem desaparecido. Apesar disso, acredito que este novo mês vai ser um mês com muitas decisões e só espero continuar a crescer como o tenho vindo a fazer até aqui. E vocês que esperam de Novembro?

8 comentários

Comentar post