Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

justsmile

Dom | 31.07.16

Harry Potter na Lello

page.jpg 

Ontem foi o tão ansiado lançamento do novo livro do Harry Potter. A mais bela livraria do mundo, a Livraria Lello, preparou um programa especial para o seu lançamento. Há várias semanas que vinha a acompanhar novidades sobre o livro, sobre o seu lançamento e sobre as actividades que a Livraria iria preparar em seu redor. Consegui convencer que Ele fosse comigo e lá fui eu toda entusiasmada, depois da barriga bem cheia da Real Hamburgueria, ver o lançamento de um livro da saga que mais importância teve na minha vida.

Já aqui o disse, cresci com o mundo imaginário do Harry Potter e por isso achei que seria impossível faltar a este tão grande lançamento. Por questões económicas e também de ser adversa a grandes filas de espera, optei por encomendar o livro online e amanhã já o devo ter nas minhas mãos, ainda assim decidi que seria uma óptima oportunidade de voltar à minha adolescência. Fui cheia de expectativas, causadas pelas várias notícias que foram lançadas ao longo da semana

page.jpg

Quando cheguei perto da Livraria um mar de gente se estendia sobre a rua e para passar, só a passinhos de bebé. Várias eram as pessoas que vestiam a cor de Gryffindor, ou que traziam um raio desenhado na testa e uma varinha na mão. O entusiasmo começou a aumentar e mesmo não indo receber o livro estava ansiosa por, finalmente, à meia noite ver a montra da Lello uma capa tão bonita. No entretanto alguns figurantes andavam por lá perdidos, voluntários de Dumbledore distribuíam uma poção em copos de shots que deitava fumo, Hagrid e Malfoy surgiram pouco semelhantes às personagens e pouco fizeram a não ser pousarem para fotografias. De longe a longe, lá surgia a música do mundo imaginário de Harry Potter e imediatamente era levada para a época natalícia em que livros e filmes eram lançados. Ao longo da noite, por algumas vezes, dois (supostos) feiticeiros desceram pelas paredes da livraria (e eu só pensava que iam sujar aquela pintura nova tão limpinha!). Para mim, o melhor de toda a noite, foi sem dúvida a belíssima coruja que fez presença no evento. Tinha uns olhos fantásticos e as penas pareciam tão perfeitas que era impossível não ficar a admirá-la por diversos minutos. 

E agora perguntam vocês "Então e o lançamento do livro, Just?", ora esse? Esse quase que nem deu para perceber que tinha acontecido senão fosse um grupo de jovens a fazerem a contagem decrescente três ou quatro vezes. Entre câmaras e braços no ar, só me apercebi que Dumbledore tinha o livro na mão quando as montras começaram a surgir destapadas. Não houve nenhum grande anúncio, não houve música, não houve as personagens principais dos livros, não houve nenhum comunicado, não houve efeitos de luzes nem de tambores. Simplesmente Dumbledore levantou o livro, a Livraria abriu e as pessoas saiam com tanta pressa como a que tinham entrado, mas desta vez com o famoso livro na mão. E a única palavra que posso dizer depois da noite de ontem, sobre tamanho evento é: desilusão. E muitas foram as vezes que ouvi naquele espaço essa palavra a ser pronunciada. As opiniões eram variadas, mas tinham sempre o mesmo objectivo "tanta coisa que podiam ter feito e foi só isto". Elevaram demasiado as expectativas das pessoas, com novidades, surpresas e outras tantas coisas e nada do que vi me surpreendeu. O ponto alto da noite foi sem dúvida a belíssima coruja, pois o lançamento do livro em si, nada teve de especial.

Fico contente por saber que em breve o lerei, mas a noite de ontem não será recordada como um Grande momento à Harry Potter.

 

P.S.: Fotografias de Just Smile.

9 comentários

Comentar post