Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

justsmile

Sex | 09.09.16

Há coisas que faço segredo

(Imagem retirada daqui)

 

Não costumo ser supersticiosa, mas há pequenas coisas que incuto a mim própria que se não são superstição, está muito próximo. Quando tenho grandes planos, quando estou a lutar para alcançar determinado objectivo ou determinado sonho, calo-me. Conto à mãe, ao pai e, no máximo dos máximos, aos meus irmãos (e a Ele conto sempre, claro). Acabo por comentar com alguém da blogosfera ou porque estão longe da minha realidade física, ou simplesmente porque dificilmente se irão cruzar com pessoas que convivem comigo diariamente.

Gosto de guardar para mim aquela proposta de emprego até ter a certeza do que é e se é realmente para ser. Guardo para mim aquela viagem que está a ser planeada ou aquele próximo passo carreira. Tento sempre guardar para mim aquele momento de felicidade que está para vir, mas ainda não chegou. Deixo primeiro a poeira assentar para depois contar ao mundo, a vocês, aos amigos e até no Facebook (se for caso de tal coisa).

Porque o faço? Não sei bem. Por receio que tudo corra mal e depois tenha de me contradizer. Por medo de andar a agoirar algo que quero tanto. Por medo de que o sonho caia em ruínas ainda antes de se concretizar. Gosto mais de dizer, ‘amanhã vou’, ‘hoje vou fazer isto’ ou ‘acabei de aceitar esta proposta', do que dizer ‘espero que consiga’, ‘ando a preparar-me para’. Tenho sempre medo, receio que ao falar demais, ao sonhar de mais as coisas desmoronem mais rápido do que eu consegui sonhar. Tenho sempre aquela sensação de que se este, aquele e aqueloutro souberem, as coisas poderão não sair como o planeado.

Assim, para não pensar demasiado na situação, para não andar a depois ter de justificar o porquê de não se ter realizado ou o porquê de não ter corrido bem, calo-me em copas. Acho que há coisas que devem ser segredo, principalmente antes de acontecerem.

 

17 comentários

Comentar post