Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

justsmile

Ter | 05.04.16

Gosto das apostas da RTP1!

A RTP1 tem apostado na produção portuguesa de grandes séries. Aqui há uns tempos Terapia foi uma série de imenso sucesso, para mim está claro, que segui na internet e na televisão. Teve como base uma série espanhola, do mesmo nome Terapia, mas que ainda assim conseguiu ser de excelente qualidade, não só pelo painel de grandes actores envolvidos (como Filipe Duarte, Virgílio Castelo e Nuno Lopes), mas também pela envolvência de todo o enredo. Fiquei fascinada com a série e apesar do final tão aberto que teve, gostei bastante e fiquei com pena de a ver terminar.

 

Na semana passada estreou uma nova série, em horário nobre intitulada de 'Aqui tão longe', bastaram-me dois episódios para ficar presa ao ecrã. Uma série actualizadíssima que tem como temas o terrorismo e a emigração jovem (e os que ainda deverão surgir). Com temáticas tão actuais como seria possível não gostar? Basta olhar para as personagens para me lembrar dos amigos que estão emigrados e das vezes que me passa pela cabeça a palavra emigração. Basta vermos um episódio para identificarmos alguém que conhecemos ou até os nossos próprios pensamentos. Uma série com bons actores (apesar de haver ali um ou outro que não faziam falta), mas que fala de tudo e de problemáticas de pessoas de todas as idades. No fundo, realidades que vemos todos os dias no jornal estão ali expressas em personagens fictícias.

 

A RTP tem ainda feito também apostas em séries internacionais, se antes seguia Guerra e Paz da BBC, agora sigo Versalles. Séries com cenários fantásticos, com interpretações muito boas e com personalizações maravilhosas que me deixam espantada com tanta qualidade. A RTP1 não só tem apostado nas séries de qualidade, como tem apostado num público que não é adepto de novelas e de quintas (como aqui a Just), apostando na cultura, nos jovens e em problemáticas actuais que são interpretadas em personagens tão reais como nós próprios.

Ando fascinada com a última programação da RTP1, já para não falar da RTP2 e dos bons filmes e séries europeias que tem transmitido. Afinal ainda há esperança para a televisão portuguesa e a RTP tem demonstrado isso mesmo.

 

(Imagens retiradas daquidaquidaqui e daqui)

43 comentários

Comentar post

Pág. 1/2