Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

justsmile

Ter | 12.05.15

Espero por ti este inverno (8/15)

(Imagem retirada da Internet)

 

No Pai Natal secreto de 2014, a M* ofereceu-me (entre outras coisas) este livro que me acompanhou nos últimos dias na minha hora de almoço. Resultado: Adorei. Um livro ligeiro que para além de retratar o amor jovem e o amor para recomeçar a vida, trata muito mais que isso. Demonstra o verdadeiro amor entre pais e filhos, o amor paternal e o quão forte este pode ser em ambos os sentidos. Em como o amor de um pai nos pode salvar a vida ou destruir, mas nunca deixar de nos influenciar. 

Para além das histórias de amor que se cruzam, sejam elas entre pais e filhos ou entre homem e mulher, o livro retrata a importância das nossas memórias da II Guerra Mundial. Memórias que fazem parte dos nossos antepassados e até de alguns familiares próximos. Memórias que não devem ser apagadas e muito menos fazerem de conta que nunca existiram. O livro demonstra a importância de recordarmos o nosso passado para conseguirmos viver em paz com o presente e conseguirmos avançar para um futuro. O amor pela natureza está também sempre presente, por uma praia que me parece paradísiaca, e por imensas aves que me fez necessitar de pesquisar a sua imagem.

Um livro adorável que traz esperança e fé num futuro melhor.

 

"Mas foi tão natural a forma como ela levantou a cabeça, tocou no rosto dele, se encostou ao seu corpo, como se o seu lugar fosse ali."

 

12 comentários

Comentar post