Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

justsmile

Ter | 11.10.16

Crise de quem tem um blog

(Imagem retirada daqui)

 

Ultimamente, talvez desde este meu novo emprego, que tenho andado mais ausente, mais distante e menos activa por estes lados. Paro para pensar em como dar uma nova vida a esta casa. Durante estes 8 anos de blog foram algumas as vezes em que pensei em fechar as portas desta casa, por uma ou por outra razão fui mantendo-o perto de mim. Talvez mais por emoção do que por racionalidade. Ao longo destes anos (que parecem quase uma vida) acabei por me tornar mais ou menos conhecida. Este ou aquele que se cruzam comigo no dia-a-dia descobriram o cantinho, ou em conversa acabei por comentar, depois vieram os amigos destes lados. Os amigos virtuais que de repente começaram a entrar na minha vida passinho a passinho. Pessoas com quem comecei a conversar online e na esplanada do café e com quem acabei por criar uma espécie de relação. Depois disso, esta casa é tanto minha como delas. Sei que me acompanham, sei que querem saber como estou e mesmo não comentando sei que fazem sempre a sua presença nesta casa.

O sapo sempre me foi acarinhando de tempos a tempos, com um destaque aqui, outro destaque ali e foi-me dando pequenos motivos que me foram motivando a ficar. Nem sempre foi (e ainda o é) fácil. A imaginação em certas fases da vida torna-se escassa, por vezes parece que nada temos de importante a dizer (como me tem acontecido nos últimos tempos) e noutras andamos tão a mil que nem conseguimos por cá passar. Ainda noutras o cansaço faz-se sentir e apesar de lermos o que os vizinhos escrevem, nem sempre temos força para comentar. Outras, sinto que todo este meio se está a tornar em alta competição para ver quem tem mais comentários, mais visitas, mais destaques, e sinto-me automaticamente desmotivada e cansada de andar por cá há tantos anos. Sinto que já vi tanto, que já tanto contei por cá que me escasseiam as novas informações.

Mas depois? Depois acordo, e sinto-me acarinhada pelas palavras de quem cá passa e que dá uma nova brisa ao espaço. Depois acordo e penso em como este lugar me faz tão bem, tão acarinhada com tantas amizades reais. Depois acordo e vejo que ter um blog já é uma parte de mim. E mesmo que por vezes esteja menos presente, e mesmo que por vezes passe tempos e tempos com as piores visualizações, com o menor número de comentários, esta é a minha casa. Este blog, este espaço é a minha casa e a de quem já cá passou. Haverá melhor motivo do que este para manter um blog? Uma casa onde sei que terei sempre alguém à minha espera e que tanto me quer bem.

As crises vão e vêm, mas a casa será sempre o porto de abrigo..

31 comentários

Comentar post

Pág. 1/2