Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

justsmile

Qui | 12.01.17

Casa de banho partilhada, nãooooo!

(Imagem retirada daqui)

 

Em Setembro, na altura em que publiquei este post eu e Ele andávamos a a preparar a próxima viagem que irá surgir em Fevereiro. Normalmente compramos os bilhetes e depois, passado algum tempo, começamos a procurar hotel.

Os requisitos na escolha do hotel costumam ser simples, o mais próximo possível do centro, o mais económico possível e tem de ter casa de banho privada. Este último requisito é a única exigência d'Ele. A junção das palavras 'casa de banho' e 'partilhada' causam-lhe uma certa urticária. Assim sendo, nunca marcamos hotéis, hostels ou apartamentos em que se partilhem casas de banho (apesar de eu já o ter feito mais que uma vez antes d'Ele entrar na minha vida). Durante a nossa procura para uma estadia no próximo país a visitar encontramos um apartamento que nos parecia o ideal, pertíssimo do metro, a um preço bastante acessível e tinha boas referências no booking (local onde tenho preferência de reservar hotel para o estrangeiro), além de que sendo apartamento é um excelente bónus para uma intolerante à lactose. Acabamos por reservar o apartamento pouco tempo depois de termos comprado a viagem e ontem, por mera coincidência, decidi ir ver o estado da nossa reserva.

"Estadia com kitchenette e todos os acessórios para cozinhar. Secador de cabelo. Sofá. Casa de banho partilhada." Ao ver estas últimas palavras decidi lê-las e relê-las três ou quatro vezes apenas para ter a certeza do que tinha lido. "Oh não! Ele vai-me matar!", sem dúvida que este foi o primeiro pensamento que me passou pela cabeça. Como raio é que tínhamos marcado uma estadia num 'apartamento' em que a casa de banho era partilhada? Pois bem, depois de ler muito atentamente a descrição percebi que não tínhamos reservado um apartamento, mas sim um quarto num apartamento. Fiquei em choque, quase em pânico. Procurar um hotel tão pouco tempo antes da viagem seria apenas para ter prejuízo!

Ainda sem acreditar bem como tínhamos reservado tal estadia comecei a procurar outras opções. No fundo até acho que tivemos sorte. Não perdemos dinheiro porque optamos sempre por reservar em hotéis em que o cancelamento seja gratuito (tirando uma ou outra excepção de oportunidades fantásticas) e até conseguimos um hotel ao mesmo preço e com excelentes condições. Não tão perto do centro, é verdade, mas pelo menos sabemos que temos um metro bastante perto.

No fim disto tudo um conselho: ATENÇÃO ao que reservam, não façam como eu!

 

 

20 comentários

Comentar post