Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

justsmile

Ter | 29.03.16

A necessidade de se ser visto na Blogosfera!

(Imagem retirada daqui)

 

Este mundo da Blogosfera é uma espécie de multiculturas e os mais diversos tipos de pensamentos e ideais estão por aqui espalhados. Quando cá se entra, a diferença de uma rua e a Blogosfera, é que neste mundo virtual conseguimos ler os pensamentos uns dos outros, enquanto que na rua, senão o verbalizarmos oralmente, apenas podemos criar suposições sobre as ideias e ideais de quem por nós passa.

Quando cá cheguei (há quase oito anos atrás) não sabia o que esperar deste mundo virtual, simplesmente não lhe conhecia a sua essência e nem um objectivo concreto tinha quando cá apareci. Era uma miúda, como continuo a ser, e a única razão que me fazia vir aqui era escrever porque simplesmente me apetecia. Podia escrever sobre o meu dia, sobre os meus amigos, sobre pensamentos que não eram partilhados com mais ninguém ou sobre livros, ou até aquele bolo que comi na esquina da escola que era maravilhoso. Ao fim de tantos anos aqui poder-se-ia dizer que agora que cresci tenho um objectivo para com este blog, mas a verdade, essa, é que não tenho nenhum objectivo para este espaço. Como dizia aqui há tempos, aqui sou simplesmente a Just Smile e é assim que quero ser. É um simples acréscimo de mim e um local que me faz sentir em casa, sempre o fez, mesmo nos seus primórdios quando ninguém me lia, ninguém me comentava e que durante anos nem a comentários me dignava a responder. Não me importava minimamente, porquê? Porque não me importava de ser lida ou não, seguia alguns blogs mas nunca com o intuito de me seguirem de volta e se me comentavam, não ia a correr comentar o blog dessa pessoa. Simplesmente vinha cá para estar em casa e achava que todos os escritores deste mundo virtual também eram assim.

Hoje deparo-me com uma nova realidade, a necessidade de se ser visto na Blogosfera, a necessidade de se estar em destaque, a necessidade de se ter subscritores, a necessidade de se ter comentários e até publicidade. Ora bem, isso cria-me uma certa espécime aqui no cérebro. Achava que quem cria um blog cria para si, por vários tipos de necessidades, mas que não andaria a 'choramingar' o facto de não ter concretizadas nenhuma das necessidades supracitadas. Não podia estar mais enganada, hoje são recorrentes os blogs que aparecem e desaparecem porque se queixam de não serem valorizados, recorrentes são as queixas de não surgirem destaques e ainda mais recorrentes de não terem comentários e/ou subscritores. E agora questiono-me, qual será então o objectivo de se ter um blog? Será apenas para se ser visto e comentado a toda a hora? Será apenas para se terem 1500 visualizações? Será para se estar constantemente em destaque?

Cada vez mais acredito e cada vez mais reforço a minha ideia, os melhores blogs são aqueles que são escritos para nós próprios. São aqueles blogs em que a pessoa deixa um pedaço de si sem se preocupar com o ser visto ou não. Há imensos blogs que sigo que têm pouquíssimos seguidores e comentadores, eu própria leio muitos posts e não comento, mas vou lá. Assim como sei que fazem exactamente o mesmo comigo, sei que por cá passam mas não comentam e isso não me influência rigorosamente nada. Não é o estar em destaque que faz um blog, não é o número de pessoas que o vêem ou que o seguem, mas sim quem o escreve. A grandeza de um blog vem de quem faz parte dele, nada mais. E isso sim, é ter um bom blog.

Podem estar a pensar 'só falsos moralismos para quem já esteve nos destaques tantas vezes' ou até 'só diz isso quem tem muitos seguidores', pois garanto-vos que não é por isso que o falo. Tive o meu primeiro destaque em Dezembro de 2008, mais de meio ano estive por aqui com poucas visualizações e quase sem comentários, mas esse destaque não mudou em nada este espaço. As grandes visualizações não vieram dos destaques, nem aumentou o número de seguidores, isso foi algo que foi acontecendo gradualmente e ao fim de tantos anos continuo a não ter muitos comentários (com raras excepções), ao fim de tantos anos não tenho assim tantos destaques e ao fim de tanto anos o número de subscritores deve fazer referência aos muitos que também já não estão por estas bandas. Ou seja? Os números não me dizem nada, apenas saber que nem que seja uma pessoa que me lê neste mundo virtual já faz o meu dia e isso basta-me. Basta-me uma pessoa e eu ser a Just Smile.

O mundo dos blogs é assim, existem milhares de anónimos por estes lados que se calhar nunca virão a ter um destaque, milhares de blogs que nem comentários têm. Mas há sempre uma constante, enquanto este espaço nos fizer bem e viermos com o objectivo de apenas sermos nós, este mundo fará sempre sentido, mesmo sem precisarmos de ser vistos em grande plano.

73 comentários

Comentar post

Pág. 1/2