Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

justsmile

Qui | 28.09.17

+ 5 Dicas Fáceis para Poupar

(Imagem retirada daqui)

 

      Este tem sido um bom ano de poupanças para mim. Tenho tido muita atenção ao que gasto, compro aquilo que realmente preciso e tenho feito um registo de todas as minhas compras na aplicação Toshl. Há meses com maiores despesas, algumas que por vezes não são contempladas no meu orçamento mensal, como presentes e saúde, mas tirando isso tenho tido a oportunidade de poupar bastante. Aqui dei-vos cinco dicas que costumo usar para poupar, hoje dou-vos mais cinco, dicas que me têm feito muito jeito e dado a oportunidade de poupar para as coisas que realmente me são importantes neste momento.

 

     1. Renegociar contratos e seguros, recentemente decidi que o que andava a gastar nos serviços de televisão, voz e internet em casa estavam a ser demais, com a chegada de uma carta em que devido aos aumentos me permitia rescindir o contrato, aproveitei e tratei de renegociar o meu contrato. A ameaça de "Quero rescindir" resulta perfeitamente e no contrato tive a oportunidade de reduzir a conta para quase 50%. O mesmo se passa com o nosso seguro automóvel. A nossa carrinha tinha um seguro contra todos os riscos, tinha poucos anos na nossa mão e compensava para o seu valor comercial. Neste momento o valor veio a descer e por isso consideramos que o seguro contra todos os riscos já não é uma mais valia e por isso vamos mudar para algo mais leve para as nossas carteiras.

 

    2. Comprar SÓ em promoções. Eu sei que nem sempre é fácil, mas se tivermos paciência e andarmos em investigações as oportunidades surgem. Neste momento aprendi que, tirando produtos alimentares e de saúde, posso comprar tudo em promoção. Livros, roupa, prendas e até bens para o nosso enxoval. Raramente compramos produtos sem ser em promoção, só quando é estritamente necessário. A roupa é toda adquirida em promoção, assim como os livros e se tivermos a paciência de irmos acompanhando os preços das coisas que gostamos compreendemos mesmo o nível de poupança que conseguimos ao adquirir um novo produto.

 

     3. Comprar online. Ainda de acordo com o ponto acima referido é necessário lembrar que muitas das promoções que vou encontrando não são em lojas físicas, mas sim em lojas online ou até em ambos os sítios, o que acontece com menor frequência. No que diz respeito aos livros, a única altura do ano em que costumo comprar em lojas físicas é na Feira do Livro. Já relativamente há roupa tento metade metade, por vezes experimento a roupa na loja física e fico à espera que ela passe para promoção online. Quando tal coisa acontece, como deixei de receber newsletters de lojas, vou acompanhando diariamente os sites para verificar se há novas promoções, o que só acontece quando realmente preciso de alguma coisa. Assim não caio na tentação de comprar o que não preciso e nem de perder tempo. A vantagem de comprar online é de economizar tempo e dinheiro, pois apenas nas peças de roupa e outros em que estou realmente na dúvida é que vou primeiro procurar nas lojas físicas. Um dia hei de falar quais são as minhas lojas online preferidas.

 

    4. Registar todos os consumos, este é um dos aspectos que considero mais importantes. Às vezes não têm a sensação de "para onde foi o dinheiro?", pois eu deixei de ter há alguns anos. Aprendi a registar tudo o que consumo, desde um café até ao seguro, todas as despesas são registadas na aplicação Toshl de forma rápida e na hora, para simplesmente não ficar esquecido. No final do mês faço um balanço para compreender o que comprei que poderia ter sido evitado e quanto consegui poupar do ordenado do mês.

 

    5. Andar sempre prevenida, ou seja, ando sempre com água na carteira. A fome é uma coisa que consigo controlar facilmente, mas controlar a sede é uma coisa que não dá para mim. Assim, ando sempre com uma garrafa de água, primeiro obriga-me a lembrar que preciso de beber água e depois não preciso de gastar dinheiro em comprar garrafas de água que custam 0,60€ ou 1€ quando a que trago de casa foi, na pior das hipóteses, 0,40€. Não costumo usar garrafa de vidro nem de plástico duro, normalmente compro uma garrafa de 75cl para poder caber na carteira, encho-a todos os dias e ao fim de uma ou duas semanas substituo-a. Parece coisa pouca, mas poupa-se imenso dinheiro no final de um ano. Quando trabalhava na cidade e não tinha horas de sair andava também sempre com um pacote de bolachas na carteira, hoje já não sinto essa necessidade e guardo no escritório as bolachas.

 

      São pequenas coisas em que tento poupar, sei que podem parecer insignificantes, mas no final de um mês e de um ano vemos a diferença. Tento ser uma boa gestora do meu dinheiro e comprometi-me a comprar apenas o necessário, os 'miminhos' como Ele lhes chama são apenas para as ocasiões especiais e para experiências. Sempre valorizei o dinheiro, mas desde que comecei a trabalhar e a pensar em projectos maiores que tenho tido mais regras. Estas são mais cinco regras que tento cumprir comigo própria, não com os outros, mas comigo e sem dúvida que têm feito a diferença ao final do mês.

 

8 comentários

Comentar post