Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

justsmile

Qua | 06.12.17

5 coisas que vinham a calhar no Natal

      Chegou a altura do ano em que podemos pedir umas coisinhas, não é? Eu este ano nem tenho muita coisa a pedir, aproveitei algumas das promoções da Black Friday para renovar algumas peças do guarda-roupa. Já comprei com desconto a carteira que andei eternidades a namorar e até comprei as sapatilhas que tanto queria. Mas se é Natal arranja-se sempre espaço para se pedir alguma coisa. Este ano tenho apenas dois focos, coisas do enxoval e livros (coisa que não adquiro desde Setembro, que bem que me tenho portado!). Assim, andei a remexer pelo enxoval e ainda preciso de umas coisitas:

     Andei por ali a investigar na minha lista e faltam-me umas pegas de silicone para conseguir pegar nas panelas e nas travessas. Nem precisam de ser estas, mas dão imenso jeito, seja para tirar o pão-de-ló ou apenas o testo da panela da sopa. Preciso de manter, num futuro próximo, as minhas mãos de princesa.

      Todos os utensílios de pastelaria estão em falta para estes lados, desde espátula a formas de bolos. É verdade que estou com a intenção de 'roubar' alguns à minha mãe visto ela nunca cozinhar doces, mas ainda me falta tudo. Não tenho rolo, não tenho formas, espátula e outras tantas coisas que acabam por ser essenciais para fazer sobremesas. Logo eu que adoro fazer sobremesas, tenho andado a evitar comprar tais produtos porque são caríssimos, mas sei que mais tarde ou mais cedo terei mesmo de adquirir.

      E por ser Natal também mereço um miminho para mim e não para a casa, certo? Então este livro novo de John Green, Mil Vezes Adeus, vinha mesmo a calhar. Está a um preço um bocadinho elevado, até porque é muito recente, mas pode ser em segunda mão que não me importo.

     Já agora, este de Harper Lee, Vai e Põe uma Sentinela também calhava mesmo bem! Depois de ter lido 'Mataram a Cotovia' o gosto docinho deste livro ficou-me na boca e era mesmo bom para as suas palavras deixarem de me pairar na mente.

      Ok, e aqui vou pedir muito e sei que até vou pedir demais! Aliás, a duas semanas do casamento parece-me impossível concretizar este meu desejo, mas eu, fã assumidíssima dos The Killers, adorava, amava, desejava ir vê-los ao Rock In Rio! Oh pá, o concerto deles no Super Bock Super Rock foi o concerto da minha vida e amava mesmo voltar a vê-los em palco, afinal é a minha banda preferida! Eu sei que sou crente, mas pelo menos pedir posso sempre, certo? Oh eu aqui, com ar tristinho por não poder comprar os bilhetes!

 

      Não sou muito exigente com aquilo que peço, aliás, pouco exigente (vá, tirando os bilhetes para o Rock in Rio), por isso as minhas sugestões são casos a pensar. E a vocês, o que vinha mesmo neste Natal?

25 comentários

Comentar post