Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

justsmile

Seg | 02.11.15

2ª feira de uma desempregada

large.jpg

(Imagem retirada da Internet)

 

As segundas-feiras são os dias em que menos me importo de estar desempregada. Não existe pressão num domingo à noite para deitar cedo e muito menos o trauma de começar a semana a levantar cedo. Assim sendo, durmo até bem tarde (já referi que tenho dormido mais de 10 horas por dia?) e quando acordo já é hora de almoçar.

Almoço com os pais, arrumo a cozinha, preparo o lanche para a mãe levar para o trabalho e em dias cinzentos como estes volto um bocadinho ao aconchego da cama enquanto na Fox está a dar Os Simpsons. Depois liga-se o computador, vai-se ao email ver se por milagre saiu alguma proposta de emprego aliciante ou se houve alguma resposta aos duzentos currículos enviados, a sorte é que agora o email não tem tanta publicidade. Depois, levanto-me, arrumo o quarto e visto-me para sair com o pai e fazer algumas comprinhas alimentares, ele praticamente que me obrigada afirmando que passo demasiado tempo em casa durante a semana. Chego de novo a casa e encaminho-me para as séries ou para os livros.

A segunda-feira é o meu dia de gazeta, enquanto desempregada. Não me preocupo com as lides domésticas, não stresso por estar em casa desempregada e acabo por relaxar e desligar o cérebro das coisas menos boas.

Tenho de encontrar pelo menos uma vantagem em estar desempregada, certo? Aqui está ela, as segundas-feiras são um bocadinho melhores.

26 comentários

Comentar post