Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

justsmile

Qui | 20.04.17

Às vezes penso que somos loucos

(Imagem retirada daqui)

 

Às vezes paro para pensar e pondero se eu e Ele estaremos realmente loucos. No ano de 2016 eu estive desempregada 5 meses, Ele quase 4 meses. No início de 2017 comprámos o terreno, decidimos casar no ano de 2018 e começar as obras na nossa casa temporária. Antes de nos metermos nestas aventuras fizemos contas à vida, sinceramente ainda as continuamos a fazer, mas pareceu ser tudo concretizável. No entanto, à medida que o tempo tem passado tenho ganho um certo receio a tanta despesa junta. O preço das cozinhas são aterradoras, na quinta vamos investir uma pequena fortuna e na lua-de-mel nem vale a pena pensar porque não sabemos se teremos dinheiro para tal coisa. Se por um lado ando ligeiramente aterrorizada com estas contas todas (Ele anda verdadeiramente aterrorizado, mas diga-se de passagem que sou o ser mais racional nesta relação), por outro lado sinto-me tão orgulhosa como nunca me senti. Tudo, mas tudo o que temos conseguido tem sido às nossas custas e com o nosso sacrifício. Infelizmente, não podemos contar com a ajuda de ninguém para este tipo de despesas, mas talvez isso ainda me faça sentir mais orgulhosa. Se ponderar bem, no pouco que trabalhei em 2016 consegui chegar a Janeiro com 5/6 daquilo que ganhei, conseguimos pagar todas as despesas do terreno e das escrituras, conseguimos ir a Amesterdão, conseguimos pagar a entrada na quinta e ainda temos dinheiro na conta para todas as despesas das obras. Ele entra em pânico ao ouvir todo este tipo de argumentação, pensa, re-pensa e volta a pensar e a fazer contas, e diz que tudo é possível, mas quase sem confiança na voz. Eu, que sou tãooo ponderada a nível financeiro acredito que conseguimos, temos tido provas de que conseguimos. Claro que não fazemos tudo o que queremos, jantamos fora menos vezes, os bens-materiais são ponderados ao comprar e os passeios têm sido mais reduzidos, mas tudo porque temos objectivos demasiado grandes para atingir em pouco tempo. Temos conseguido manter a nossa palavra, temos conseguido ter os cuidados necessários e cada vez que Ele diz 'Não sei se vamos ter dinheiro para tudo', eu apenas respondo que as contas foram feitas, estamos nos parâmetros esperados nesta altura do campeonato e a verdade é que se eu não tivesse a certeza de que iríamos conseguir, nunca me teria metido nestas aventuras. Ele mantém-se mais receoso que eu, eu cada vez que tenho de pagar grande despesas tremo um bocadinho, mas depois assento os pés e apenas sorrio porque me sinto orgulhosa de nós e do que estamos a conquistar juntos.

Será que estou mesmo louca ao termo-nos metido nisto tudo ao mesmo tempo?