Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

justsmile

Ter | 28.03.17

A Just foi à Yoga

(Imagem retirada daqui)

 

Um dos meus objectivos de 2017 era aumentar o meu exercício. Ir uma vez por semana à piscina tornou-se insuficiente para quem trabalha quarenta e cinco horas sentada, então tinha decidido que este era o ano em que ia experimentar algo novo. Admito que não foi fácil de encontrar, mais pelo aspecto financeiro que outra coisa qualquer. Aumentar as minhas idas à piscina parecia-me algo aborrecido, voltar à Zumba estava fora de questão (ainda não aguento as músicas tanto tempo seguido depois de dois anos seguidos a zumbar) e correr de Inverno é sinal de pneumonia para mim. Investiguei e todos os ginásios não só exigiam fidelização como não tinham piscina ou as aulas avulso eram um roubo. Até que encontrei o sítio indicado, timming perfeito para sair do trabalho e ir para as aulas e as aulas avulso não eram extremamente caras. Decidi então experimentar a Yoga, já que na piscina trabalho a minha resistência respiratória e física, precisava de algo que trabalhasse a elasticidade.

Ontem decidi então ir experimentar uma aula de Yoga, os principais receios? Para quem jogou andebol Yoga sempre me soou a uma lullaby (como se diz em português? Estou um nadinha esquecida...), mas lá fui, pois se há coisa que lá é trabalhada é a elasticidade. Chega a Just à aula, nada XPTO, sem sapatilhas a combinar com o elástico do cabelo e sem a t-shirt a combinar com as leggins, quando se apercebe que a turma é como ela! Oh alegria! Não vou ser um E.T.! Lá me apresentei à professora e lá começamos os exercícios, na maior das calmas, com uma música de fundo com passarinhos e a água do mar. 'Agora o pé para cima da rótula esquerda, abraçar com o braço direito, braço esquerdo para trás, pescoço a olhar para trás' e foi aí que me senti perdida. A professora até dava as ordens lentamente, o meu cérebro é que não tinha a facilidade de assimilar toda a informação. Ainda assim, não estou tão enferrujada quanto pensava, tirando os momentos em que a professora dizia 'fica' e eu sentia as pernas tremerem, o braço a teimar em descer e os joelhos a cederem (não, não me desmontei, 'tá?).  No fim da aula, lá nos deitamos no colchão para a parte de relaxamento, parte que nunca tive dificuldade nenhuma, mas foi quando ela começou a dizer 'abracem o momento, sintam a paz interior, relaxem os lábios, as sobrancelhas e as orelhas' que senti que aquilo não se adequava muito à pessoa que sou, pois nesse momento só pensava 'e agora? Já está? Isto nunca mais acaba? Oh senhora, relaxar sei eu!'

No entanto, se o meu objectivo era aumentar a minha elasticidade e melhorar a tonificação dos meus músculos acho que com a Yoga vou lá. Hoje sinto músculos das costas e das coxas que nem sabia que existiam. E se saí de lá relaxada? Extremamente relaxada, só deixei de o estar quando me sentei no sofá a ver orçamentos de fotógrafos 

Se voltarei? Provavelmente. Se todas as semanas? Não sei se aguento ir à Yoga todas as semanas e ficar com a sensação de que a sesta deve ser feita depois do almoço e não ao final da tarde.

E por aí, quem já experimentou Yoga?