Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

justsmile

Seg | 06.03.17

Já, segunda-feira?

(Imagem retirada daqui)

 

Nunca fui uma pessoa de odiar as segundas-feiras. É claro que depois de um fim-de-semana descansado custava-me levantar de manhã para ir para as aulas ou para ir trabalhar, mas nunca foi necessária uma força sobrenatural para me erguer da cama a uma segunda-feira de manhã. Pelo contrário, as segundas-feiras nunca me pareceram passar vagarosamente e nunca tive aquele ódio de estimação, talvez porque sempre gostei do que fiz ou faço, talvez porque tenho sempre esperança que a segunda-feira me traga uma melhor semana. Não sei, mas nunca odiei as segundas-feiras. No entanto, desde que 2017 começou que chego à segunda-feira mais cansada que a uma sexta-feira. Ao sábado tenho tido sessões para dar, tendo sempre de as preparar e dando-me pouca liberdade de horários. Depois, sendo mulher, tenho de tratar das depilações por causa da piscina (mulher sofre!) e outras mil coisas de 'gaja'. E ainda aos sábados temos tratado de coisas para o casamento, pois é o único dia em que estou disponível, ou pelo menos compatível com horários de quintas e fornecedores. A isto tudo, podem-se juntar, quase todos os fins-de-semana, jantares entre amigos, aniversários de familiares, almoços de família, idas rápidas ao shopping para comprar a prenda para X ou para Y e ainda a pesquisa de materiais para os nossos convites de casamento no nosso amigo Ebay ou Aliexpress. Os fins-de-semana se já passavam rápido, agora quase que nem os consigo ver.

E entre essa vida social e pessoal toda onde fica o descanso? Não fica, tenho-me levantado mais cedo do que seria de esperar para um fim-de-semana, tenho andado tão ocupada como se estivesse a trabalhar e, apesar de adorar, a vida social não nos tem dado muita margem para descanso. Temos andado de um lado para o outro, como baratas tontas e, tanto eu como Ele, chegamos à segunda-feira mais cansados do que se fosse sexta-feira. E o primeiro pensamento de uma segunda-feira, logo a seguir ao despertador é: "como raio vou aguentar a semana?", pois o corpo só pede mais cama. Mas lá começa uma semana, meia em modo zombie, mas lá começa.

 

P.S.: Sejamos positivos, este fim-de-semana pelo menos assinamos o contrato com a quinta para o casamento!