Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

justsmile

Qui | 04.07.13

Minimalismo: uma filosofia de vida


(Imagem retirada da Internet)


Sempre gostei de coisas simples e nunca me dei muito ao consumismo. Não só por uma questão de personalidade, mas também por questões económicas. Quando era pequena não costumava pedir muita coisa, nem prendas (tirando um Nenuco que passei o tempo todo a chatear a minha mãe para me oferecer de prenda de Natal). Roupa não tenho muita, porque não tenho paciência para compras e, mais uma vez, o factor económico influência a opção. Não gosto de ter demasiadas coisas, gosto de (tentar) ter os armários e gavetas organizados e não tenho problema em dar ou deitar fora as coisas que só ocupam espaço. Desde criança que a minha mãe tentou incutir esses ensinamentos em nós, ter apenas o necessário. A única coisa por que tenho paixão são os meus livros e esses gosto de os ter nas prateleiras do quarto a encher uma parte da parede. No entanto, no outro dia ao ler a revista domingueira tomei conhecimento de um novo conceito para mim "Minimalismo".

Então, o minimalismo é um estilo de vida, em que a procura pela felicidade se foca naquilo que nos deixa felizes e não na quantidade de coisas que nos rodeiam em casa e na própria vida. O que se pretende é que se consiga viver com menos posses e menos responsabilidades em relação a elas, menos consumo, menos atribuições no dia a dia e menos confusão na rotina. Assim, sobra energia para a família, amigos e passatempos. A ideia suporta-se em limpar a casa e retirar tudo aquilo que não é utilizado, criar listas de tarefas e agendas semanais, comprar menos coisas (unicamente as essenciais) e em obter os prazeres da vida.

Depois de ler o artigo fiquei a pensar na minha própria vida. Listas já crio, simplesmente para não me esquecer do que é necessário fazer. A nível material, já tenho poucas coisas, mantendo apenas o necessário para mim (seja profissional ou pessoal) só me falta mesmo uma agenda semanal e obter os prazeres da vida. Sei que para já isso não é possível, mas gostava de um dia o conseguir ter uma filosofia minimalista. Agrada-me a ideia de conseguir organizar os meus horários de forma a ter tempo para as coisas da vida e ainda me agrada mais a ideia de ter espaço para as coisas realmente importante, como livros e memórias. O blog "The Busy Woman and the Stipy Cat" é um óptimo sítio para começar este estilo de vida, eu cá me vou manter com o meu estilo que de já tem muito de minimalista. 

Quem vai começar este estilo de vida? :)


P.S.: Para a semana mostro-vos a quantidade de lixo que vou ter acumulado no fim de uma ano lectivo :P

2 comentários

Comentar post